Resultado desastroso

33comentários

moto

Não foi por falta de aviso. Durante a semana alertei aqui que não tinha jogo fácil no Campeonato Brasileiro, mas o Moto fez questão de complicar a sua situação diante do Interporto e o empate no Castelão, por 2 a 2 deixou o Moto em situação complicada no grupo A2 da Série D.

Com uma atuação muito ruim no aspecto coletivo e individual, o Moto chegou a estar na frente do placar por duas vezes, mas facilitou a vida do Interporto com falhas inacreditáveis do setor defensivo.

Para piorar a situação, o Moto ainda perdeu um pênalti quase no fim do jogo quando Kléo chutou para a defesa do goleiro tocantino.

Aliás, Kléo que foi o craque e artilheiro do Campeonato Maranhense é o personagem principal do Moto até aqui na Série D. Na primeira rodada, Kléo cometeu um pênalti infantil aos 49 minutos do segundo tempo quando o Moto vencia o Remo por 1 a 0, cedendo o empate ao time paraense. Hoje, quando todos imaginavam que o Moto venceria o jogo com o pênalti cobrado por Kléo, o meia estragou tudo.

O resultado foi justo. O Moto foi um time sem sem criatividade, mesmo assim, no primeiro tempo perdeu pelo menos três chances com o atacante Henrique que não conseguiu repetir as boas atuações como no ano passado.

Outro que esteve mal em campo foi o meia Felipe. Em apenas uma situação conseguiu ser aquele meia brilhante que conhecemos. Sabe e pode jogar muito mais.

Além disso time rubro-negro deu muito espaço no meio-campo ao Interporto que também chegou com muito perigo. O volante Éverton Garrori não marcou como deveria e muito menos saiu para o jogo. E Kléo, nem mesmo a bola parada acertou.

Outro ponto vulnerável do Moto foi a defesa. Enfim, Édson Porto terá muito trabalho para arrumar o time se quiser pensar realmente no acesso à Série C.

Quem se salvou apenas foi o atacante Fabiano que, além dos dois gols que marcou ainda procurou servir aos companheiros.

No outro jogo do grupo, o Ríver empatou em Teresina com o Remo por 1 a 1 e mantém a liderança do grupo A2. O Moto mesmo com o empate é o segundo colocado e volta a jogar no próximo domingo, às 17h, contra o Guarany de Sobral, no Castelão, em São Luís.

Foto: Weliandrei Campelo/Moto Club

33 comentários »

Números animadores

0comentário

PortodoItaqui

Nos seis primeiros meses do ano, o Porto Itaqui registrou aumento no volume de cargas de 11,5% quando comparado ao mesmo período de 2013. Foram movimentadas cerca de 8 milhões de toneladas com destaque para as cargas gerais que impactaram aumento no volume em 124,5%.  A meta traçada para 2014 é de 17 milhões de toneladas.

O mês de junho registrou movimentação de cargas em torno de 1,664 milhões de toneladas. Desde 2003, o Itaqui não registrava volume tão alto de cargas mensal. Desse total de cargas movimentadas naquele ano (1,6 milhões de tons), 379.395 estavam relacionadas ao minério de ferro. Atualmente tal volume não consta nas estatísticas do porto maranhense.

Dentre as cargas movimentadas pelo Itaqui constam as Gerais, Graneis Sólidos e Granéis Líquidos. No semestre, entre as cargas gerais que elevaram a movimentação, estão o contêiner, com movimentação de 73% a mais que o registrado no mesmo período de 2013. Destaque também para a celulose, carga que o Itaqui começou a operar esse ano. Comparando a movimentação dessa carga nos últimos dois meses, registra-se um aumento de 70%.

Entre os graneis sólidos movimentados pelo porto do Itaqui, destaque para o carvão e o milho. Ambos os produtos tiveram variação positiva de 162% e 100% respectivamente. Em análise aos graneis líquidos o etanol e o GLP apresentaram aumento no percentual de movimentação em torno de 35% e 13%.

Expansão

O Porto do Itaqui é um porto que se prepara para atender as grandes demandas de maneira eficiente e eficaz. Dos sete berços, quatro são automatizados. No plano de expansão do Porto do Itaqui foram encaminhados à Secretaria Especial dos Portos os seguintes projetos para licitação:

Terminal de fertilizantes

O Porto do Itaqui movimentou 1,3 milhões de toneladas em 2013 e 590 mil tons no primeiro semestre deste ano. Os volumes de fertilizantes importados através do Itaqui cresceram de 515 mil tons (2009) para 1,4 milhões (2013) ou seja 269%. O aumento é resultado da crescente demanda do agronegócio da região. O projeto prevê um berço dedicado para movimentação de fertilizantes onde o sistema de recebimento envolverá correias transportadoras interligadas a um terminal especializado com alta produtividade. O berço estudado é o B-98 e a capacidade prevista para o terminal é de 5 milhões de tons/ano. A estimativa é que todo o projeto, incluindo o berço, esteiras e terminal resultem em investimento na ordem de R$ 700 milhões.

Terminal de celulose

O projeto de um terminal de celulose dará estrutura de recebimento, armazenagem e expedição à celulose que esta sendo produzida no Maranhão e futuramente na região, prevendo um berço dedicado (Berço -99) com capacidade para movimentar até 1,5 milhão de tons/ano. A estimativa é que todo o projeto, incluindo o berço, esteiras e terminal resultem em investimento na ordem de R$ 640 milhões.

sem comentário »

Humberto de Campos é campeão

1comentário

humbertodecampos

Saiu o campeão maranhense de beach soccer 2014. A selecão de Humberto de Campos conquistou o título numa disputa dramática contra Morros e que só foi definida nos pênaltis.

Mais uma vez as arquibancadas da arena montada na Raposa estiveram completamente lotada comprovando o sucesso da competição.

No tempo hormal, as duas seleções empataram por 3 a 3. Na prorrogação, Humberto de Campos poderia ter definido o título num pênalti que foi perdido.

A decisão foi para os pênaltis e após o empate em 2 a 2, Morros perdeu três pênaltis e Humberto de Campos dois. No final, a vitória por 3 a 2, nos pênaltis encerrou a sequência de quarto vices de Humberto de Campos.

O Campeonato Maranhense de Beach Soccer é uma realização da Federação Maranhense de Beach Soccer (FMBS) e tem o patrocínio da Tim, Guaraná Jesus e Cemar.

Foto: Bruno Alves

1 comentário »

Caravana de Lobão Filho arrasta multidão

4comentários

lobao

O candidato do PMDB ao governo do Estado, Lobão Filho, arrastou milhares de pessoas pelas ruas de Presidente Vargas, durante caminhada realizada na manhã deste sábado (26). Ao seu lado estiveram o candidato ao Senado Gastão Vieira (PMDB) e a prefeita do município, Aninha (PV).

Após a caminhada, Lobão Filho parou para conversar e apresentar suas propostas de governo à população. “Recebi pessoalmente nossa prefeita Aninha em meu gabinete e encaminhei pedidos importantes como 70km de estradas vicinais. Como governador vamos trabalhar a reestruturação do sistema de tratamento de água para o abastecimento regular de todas as casas dessa cidade”, garantiu, ao ouvir atentamente o pedido pelo abastecimento de água feito por Odete Frazão Aguiar, líder política do município.

A prefeita Aninha e o ex-vereador José Augusto fizeram questão de elencar as recentes conquistas feitas em parceria com o governo do Estado. “Não podemos deixar de falar dos 6km de asfalto da sede, do hospital de 20 leitos construído e  hoje mantido em 50% pelo Estado, além da estrada de Itapecuru a Vargem Grande”, enumerou a prefeita.

carreataO candidato Lobão Filho que tem o apoio da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Lula, disse ainda que buscará parcerias com o governo federal para ampliar os programas sociais que beneficiam a população mais carente. “Minha luta e meu governo serão em defesa dos quase sete milhões de maranhenses, sobretudo aqueles que precisam de oportunidades, renda e vida digna”, destacou.

Em Vargem Grande, a animação foi ainda maior. Lobão Filho e seus companheiros da coligação “Pra Frente, Maranhão” participaram de caminhada e carreata, dado o número de pessoas que aguardavam no portal da cidade.

Em pouco tempo, centenas de veículos formaram um longo trecho de carreata, momento caracterizado pelo senador como “único e impagável”. “Quem está aqui é porque acredita e quer seguir junto. Não fazemos como a oposição que paga carros para fazer carreata e tem como resposta, o fracasso”, disse, agradecendo a militância e a adesão da população à campanha.

Emocionado, Gastão Vieira agradeceu ao povo de Vargem Grande pela recepção. “Foi aqui que comecei minha vida pública, aqui é o meu berço eleitoral e será aqui que vou retornar como senador eleito por vocês”, afirmou, reconhecendo o carinho e as expressivas votações que o município lhe confiou em seus cinco mandatos de deputado federal.

Para o prefeito de Vargem Grande, Edvaldo Nascimento (PMDB), não se faz política sem amor e dedicação. “A resposta de nossa população à sua campanha de amor, senador Lobão, é essa que o senhor vê aqui: uma população na rua e no sol para lhe receber”, demonstrou. “O que queremos é o que você já disse que vai fazer: governar com os prefeitos atendendo as necessidades da nossa gente”, finalizou o gestor municipal.

Também participaram do ato os ex-prefeitos das cidades de Nina Rodrigues e Vargem Grande, além de candidatos a vaga na Assembleia Legislativa, Câmara Federal e vereadores da região.

Fotos: Gilson Teixeira

4 comentários »

Uma pessoa morre em acidente com Rubens Jr.

3comentários

Captura de Tela 2014-07-27 às 09.33.38

Uma pessoa morreu em um acidente envolvendo o carro em que viajava o deputado estadual Rubens Pereira Jr, próximo a Caxias, na manhã deste domingo.

No twitter, Rubens Jr. escreveu: “Acabei de me envolver em um grave acidente em Caxias. Estou bem. Chamando a policia”.

Rubens Jr. foi levado para o hospital por precaução. O nome da vítima ainda não foi divulgado.

Ontem, um outro deputado se envolveu em acidente em Buriti Bravo. A deputada Eliziane Gama estava estava com o motorista e outras três pessoas da equipe de campanha, quando o veículo caiu de uma ribanceira, dentro de um riacho do município.

A parlamentar e os demais ocupantes do veículo foram socorridos e levados para o Hospital de Buriti Bravo para os primeiros socorros.

3 comentários »

CGU cobra devolução de R$ 1,7 mi da Embratur

5comentários

flaviodinoO Estado

Na malha fina da Controladoria Geral da União desde 2013, o contrato assinado entre a Embratur e a empresa CPM Braxis Outsourcing foi parar no Tribunal de Contas da União, em atendimento a um pedido formulado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). Mas antes mesmo de o processo eleitoral começar oficialmente, os auditores federais já pediam a devolução do dinheiro gasto fora dos padrões mínimos de mercado. Diante da demora na devolução do dinheiro e na apresentação dos responsáveis pelas despesas, os auditores voltaram à carga, em julho de 2014:

“Apesar das informações apresentadas pelo gestor [Embratur], não foi comprovada a apuração de responsabilidade pela contratação [da empresa Braxis Outsourcing] e pela prorrogação contratual [aditivo assinado por Flávio Dino], realizadas de forma imprópria”.

Mas há outro pedido dos fiscais federais: que seja feita “a apuração de responsabilidades pela contratação da empresa em 2009 e pelo aditivo contratual”, assinado por Flávio Dino, em 2012.

O gasto extra, revelam os auditores, foi autorizado pelo então presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), candidato ao governo do Maranhão. Por esse aditivo, os auditores da CGU identificaram sobrepreço ou “ação antieconômica” de R$ 1.759,180,75.

Dino alega que o aditivo (que autorizou a empresa Braxis a ficar mais 12 meses na Embratur) teria gerado uma economia de 50% sobre o preço praticado no contrato anterior. Para os auditores, não houve economia, houve sobrepreço, em desrespeito à Lei 8.666/1993, que disciplina as licitações públicas.

Em 2013, os auditores escreveram: “Proceder ao ressarcimento dos valores financeiros pagos por serviços contratados em quantidades superiores às reais necessidades do Instituto [Embratur] e em valores superiores aos de mercado”.

Esse questionamento falava da contratação iniciada em 2009, a partir de preços fechados para a Universidade Federal da Bahia (ata de preços).

O contrato baiano previa o atendimentos de suporte de internet e rede digital em quatro locais diferentes como Vitória da Conquista, Barreiras, Salvador e Oliveira dos Campinhos, totalizando 48.708 chamadas de suporte ao ano, vindas de 5 mil estações de trabalho.

A estrutura da Embratur é mínima se comparada aos campi da Universidade Federal da Bahia e, portanto, não poderia pagar o mesmo preço, ou seja R$ 2.999.999,97 ao ano. Na Embratur, o volume de chamadas anuais é de 5.311, com 230 estações de trabalho e 40 impressoras.

A diferença de preços e de estruturas é tão grande que o custo de ligação telefônica na Embratur chega a R$ 564. O gráfico abaixo é claro quanto aos preços praticados no mercado de tecnologia da informação.

Mesmo diante do questionamento sobre o contrato original de 2009, que já era abusivo, segundo os fiscais federais, Flávio Dino ainda autorizou mais 12 meses de serviços, “em condições desvantajosas para a União”, escrevem os auditores em 2013.

No dia 12 de julho de 2012, Flávio Dino assinou contrato aditivo com a CPM Braxis. Segundo os auditores, “tal fato contratou o disposto no art.57 da Lei de Licitações (8.666/1993).”

A investigação iniciada pelo Tribunal de Contas da União, a pedido do Senado, deve trazer a lista completa de todos os responsáveis pelas despesas.

Dois anos depois do gasto autorizado, a diretoria da autarquia ainda não devolveu o dinheiro “pago de maneira imprópria pela Embratur”.

O relatório de 2014 repete a recomendação feita em 2013: “apurar responsabilidades pelas despesas provocadas com o contrato 12/2009 e com os aditivos” decorrentes.

Em respostas, candidato tenta se eximir do contrato

Desde que vieram à tona as suspeitas da Controladoria-Geral da União no contrato assinado entre a EMBRATUR e a consultoria CPM Braxis Outsourcing, o candidato do PCdoB ao governo do Estado, Flávio Dino – que dirigiu a empresa entre 2011 e 2014, tenta justificar que o acordo não foi assinado por ele, mas é anterior á sua gestão.

Em suas notas, tanto Dino quanto o PCdoB, e a própria Embratur, argumentam que ele não pode ser responsabilizado pelo contrato assinado dois anos antes de ele assumir o instituto.

Mas as notas omitem da opinião pública que partiu de Dino a assinatura da prorrogação do contrato. E com o aditivo ao valor inicial. É exatamente este “sobrepreço” – usando a linguagem da própria CGU – que foi identificado pelos auditores. E é o valor cuja devoluação está sendo cobrada pela investigação dos auditores federais.

Na semana passada, quando o Senado aprovou Requerimento pedindo investigação do Tribunal de Contas da União neste contrato, o

PCdoB e Flávio Dino tentaram mais uma vez vez negar os fatos. A princípio, afirmaram que o Senado não havia aprovado nada e que o requerimento estava errado.

Na verdade, o que houve foi um erro de digitação, que levou uma senadora a pedir a correção. A correção foi feita e o ofício encaminhado ao TCU na última quinta-feira.

5 comentários »

Moto pega o Interporto pela Série D

5comentários

motoeinterportoO reencontro do Moto Club com a sua torcida em competições nacionais será neste domingo. Depois da excelente estreia no Campeonato Brasileiro Série D quando empatou com o Remo, no interior do Pará, o Moto volta a campo às 17h, para o confronto contra o Interporto-TO.

O técnico Édson Porto ainda não divulgou a escalação, mas o Moto deverá ter uma formação mais ofensiva no 4-4-2 com a entrada de Henrique, no ataque, ao lado de Fabiano.

Além de Henrique, o Moto deve ter mudança na defesa com a entrada de Fernando Fonseca formando dupla com Luís Fernando.

O Moto deverá ter a seguinte equipe: Ruan, Dieguinho, Luís Fernando, Fernando Fonseca e Jeferson Abreu. Éverton, Curuca, Kléo e Felipe. Henrique e Fabiano.

No outro jogo pelo grupo A2, o Ríver enfrenta o Remo, às 16h, no Estádio Albertão, em Teresina.

Ex-Sampaio é anunciado no Moto

O diretor de futebol Waldemir Rosa, o Dadá confirmou a contratação do lateral-esquerdo Deca que estava no interior de São Paulo.

O jogador será apresentado à torcida rubro-negra neste domingo antes da partida com o Interporto.

Deca foi um dos destaques do Sampaio na conquista do título de campeão brasileiro da Série D, em 2012 e do vice-campeonato da Série C, em 2013.

O Moto deve anunciar no início da semana a contratação de um meia e um atacante.

5 comentários »