Explicação na Justiça

4comentários

Os promotores de justiça Joaquim Ribeiro Júnior, Alessandro Brandão e Ossian Bezerra, da Comarca de Imperatriz, instauraram nesta segunda (2) Procedimento de Investigação Criminal para apurar as circunstâncias em que ocorreram as afirmações proferidas, em 1º de março, no Facebook, pela gaúcha identificada como Isabela Cardoso, de 24 anos, contra o Estado do Maranhão, os maranhenses e sua cultura.

No último domingo, Isabela divulgou publicamente no seu perfil, a seguinte afirmação: “Finalmente em casa, depois de 1 ano e 7 meses na Suzano de Imperatriz eu e meu esposo retornamos a nossa cidade. Estado pobre, kkkkkkkkkk. A cultura maranhense é horrível. O carnaval é um lixo. Tal de bumba meu boi, tambor de crioula. A maioria das Mulheres são piriguetes e os Homens malandros. Mais da metade das pessoas são semi-analfabetas”.

A afirmação teve repercussão em diversos portais e blogs (veja aqui).

No final do domingo, a assessoria da empresa Suzano Papel e Celulose informou que desconhece a jovem e que o caso foi encaminhado ao seu setor de Recursos Humanos. A empresa pediu desculpas pelo ocorrido e destacou que se trata de opinião particular.

“A Constituição Federal repudia discriminação de qualquer natureza. O que torna o povo brasileiro especial é justamente sua diversidade. O Ministério Público do Maranhão adotará posições firmes com o objetivo de coibir práticas dessa natureza”, afirma o promotor Joaquim Ribeiro Junior.

De acordo com os representantes do MPMA, o art. 20 da Lei 7.716/89, de 5 de janeiro de 1989, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, estabelece como crime “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião ou procedência nacional”.

Os promotores destacam, ainda, que se qualquer dos crimes previstos é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, os condenados estão sujeitos à pena de reclusão de dois a cinco anos e ao pagamento de multa.

O MPMA também solicitou à Justiça a notificação do responsável pelo setor de Recursos Humanos da empresa Suzano em Imperatriz para prestar esclarecimentos.

4 comentários para "Explicação na Justiça"


  1. kaio

    Pq a ufma não liberou a lista geral de todos que manifestaram interesse nas vagas ociosas assim como foi liberada a lista de espera geral do sisu . No edital das vagas ociosas a ufma DIz que poderia divulgar uma relação nominal geral .mais não publicou . Só colorau mesmo a.lista dos aprovados . Muitos queriam saber sua as suas posições . Mas sem essa divulgação nso temos como saber . Seria uma forma mas transparente do processo

  2. Cesar do Vinhais

    é Limeira você além de ser covarde pois não se identifica ainda é burro, a liberdade de expressão tem limites e o que essa senhora fez foi crime e você também deveria ser preso por fazer apologia a isso, até aqui Paulo César !

  3. ACR MOTENSE

    Ela é uma tremenda duma mal educada, boca suja etc., mas NÃO VEJO crime algum nas declarações dessa senhorita. Tanta coisa mais importante pro MP do Maranhão se preocupar, como as obras mal feitas, os serviços públicos que não prestam, a corrupção em todas as esferas de poder, e perdem tempo com uma bobagem dessa menina, que só quis aparecer… Ela apenas expressou uma opinião pessoal sobre o Estado. Se eu falasse que “todo gaúcho é viado”, seria processado também?

  4. ZÉ LIMEIRA

    LEMBREM-SE CAROS PROMOTORES QUE A NOSSA CONSTITUIÇÃO GARANTE A ESSA MOÇA E A TODOS OS BRASILEIROS PLENO DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
    TODOS OS MARANHENSES DEVERIAM, MESMO NÃO CONCORDANDO COM O QUE A MOÇA ESCREVEU DEFENDER O DIREITO DELA DIZER O QUE BEM PENSA E NÃO VIM COM ESSE RAPAPÉ DE PROCESSAR A MOÇA. A LIBERDADE DE EXPRESSÃO PRECISA SER TOTAL. SE ELA TIVESSE ELOGIADO O ESTADO O DIREITO A TAL LIBERDADE TAVA GARANTIDO MAS COMO CRITICOU TEM QUE SER PUNIDA. PAREM COM ISSO. EU, PARTICULARMENTE FALANDO CONCORDO COM O QUE A MOÇA ESCREVEU FALO COMO MARANHENSE QUE SOU NASCIDO EM UM DOS MAIS POBRES TORRÕES DESSE ESTADO. DEVERÍAMOS AGRADECER A ELA PELO LINDO Feed Back QUE ELA NOS DEU E PROCURARMOS MUDAR. POIS O QUE ESSA MOÇA FALOU É PURA REALIDADE. ATÉ AQUI, ZÉ LIMEIRA.

deixe seu comentário