Do sonho ao pesadelo

2comentários

[youtube WR_5LUKNlDE]

Os sinais de descontentamento começaram a surgir logo após a eleição quando prefeitos e prefeitas se deslocaram dos seus municípios com o objetivo de falar com o governador eleito, Flávio Dino. O gesto de desprezo ficou materializado na recusa em receber a comitiva. Para amenizar a humilhação, os gestores foram recebidos por um representando do partido ao qual Dino é filiado.

O que poderia ter sido um encontro produtivo se tornou num histórico ato humilhação. Com a posse do novo governante os casos de humilhação se multiplicaram. O estilo ditatorial que iria caracterizar o governo comunista do Maranhão estava revelado. Decepção geral.

No mês passado, durante reunião dos prefeitos com a bancada federal maranhense, em Brasília, evento que fez parte da programação da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, gestores e gestoras indignados com a falta de apoio do governo estadual esbravejaram contra o governador Flávio Dino. Antes, deputados estaduais da base aliada já haviam manifestado descontentamento porque sequer conseguem ser recebidos pelo comunista.

Na semana passada o modo de governar, adotado pelo governo Flávio Dino, repercutiu no plenário da Câmara Federal quando o deputado Hildo Rocha usou a tribuna para defender os prefeitos maranhenses.

O corajoso discurso do parlamentar foi, até agora, a mais contundente manifestação de apoio aos prefeitos e a mais ácida crítica ao governador Flávio Dino. Rocha classificou o atual governo maranhense como cruel e vingativo.

O parlamentar afirmou que o governador está forçando prefeitos e perfeitas a fecharem dezenas de hospitais que foram construídos por meio do Programa Saúde é Vida, criado pela ex-governadora Roseana Sarney.

“Há seis meses o governo não repassa às prefeituras os recursos do Fundo Estadual de Saúde, no valor de R$ 100 mil”, lamentou. O parlamentar ressaltou que, sem esses repasses é praticamente impossível manter as unidades hospitalares em funcionamento.

Em apenas seis meses de mandato, o governador conseguiu piorar o desempenho do aparelho de segurança pública do Estado e promoveu o desmonte do setor da saúde.

E as prometidas mudanças? A mais notória, conforme palavras do deputado Hildo Rocha, tem sido a forma cruel e desumana como o governador trata os maranhenses. Eficiência? Só na arte de transformar sonhos em pesadelos. Uma lástima.

2 comentários para "Do sonho ao pesadelo"


  1. Roberto

    É impressionante… foram 50 anos de desgovernos Sarney e querem que tudo mude em 1 ano?
    Essa outra chamada Andréia Murad nunca foi ninguém, nem dava as caras no governo dos parentes, agora quer pagar de oposição ativa?
    Todo dia tem uma reportagem dela aqui no blog do Zeca Soares, supostamente reclamando de algo.
    Tenham santa paciência.

  2. JOAQUIM

    Milagres não acontecem. Hipocrisia Dep. Hildon Rocha, ou Saudades dos Leões. Isso ainda está na sua memória, impregnado desde os tempos dos desgovernos de Roseana. Quanto aos Hospitais, esses vem sendo fechados ainda quando você era assessor do Governo passado. Acontece que vocês ainda vão sentir muitas saudades dos Leões. Saudades eternas. Mas continuem tentando, afinal vocês sempre acreditaram que com a força da mídia podem enrolar o povo. Vai que cola de novo!!!

deixe seu comentário