Obra polêmica

0comentário

WellingtondoCurso

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) ocupou a tribuna, na manhã desta quarta-feira (2), para rebater as declarações feitas pelo deputado Othelino Neto (PCdoB) em defesa do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), sobre a construção da Ponte Pai Inácio. Ao se pronunciar, o parlamentar enfatizou o motivo que o levou a questionar e solicitar informações quanto à aplicação dos recursos destinados à drenagem – canalização e retificação do canal do Rio Gangan, bem como a construção da Ponte Pai Inácio.

Partindo do princípio de que o acesso à  informação é direito de todo cidadão, Wellington destacou que a população de São Luís está à espera da apresentação de documentos que confirmem como os recursos públicos foram gastos, a fim de retirar quaisquer dúvidas sobre a aplicação do dinheiro. Para o deputado, diante da declaração feita pelo prefeito, há quase dois anos,  de que iria iniciar a construção da Ponte, o gestor municipal deveria esclarecer se falseou a verdade ou se houve desvio de finalidade da verba.

“Desde a semana passada tenho solicitado informações sobre esta obra. Em momento algum eu disse que o Prefeito de São Luís era improbo. Apenas solicitei informações, o que é um direito. Mais uma vez, trago à Assembleia Legislativa a dúvida quanto a aplicação dos recursos destinados pelo Governo Federal. Primeiro, disseram que a construção da ponte não estava contemplada nos quase 8 milhões destinados à drenagem-canalização e retificação do canal do Rio Gangan; depois, que sequer havia recurso e, agora, nos deparamos com a obra sendo construída. Já que a obra está sendo construída, onde está a transparência e informações referentes ao valor da obra, processo licitatório, empresa contratada,  empenho e prazos? Se, inicialmente, não havia recurso, de onde veio, subitamente, tal verba? Se a princípio a construção da obra não estava inclusa, por que que agora está sendo construída? Em qual dessas ‘afirmativas’ o cidadão deve acreditar?  Nós somos, sim, a favor da construção da ponte que beneficiará diretamente a população dos bairros Parque Vitória e Turu e, paralelo a isso, somos a favor do respeito que é devido ao cidadão”, afirmou.

sem comentário »

Homenagem a São Luís

0comentário

HildoRocha

Em discurso na tribuna da Câmara, na sessão solene que homenageou São Luis pelos 403 anos de fundação, o deputado Hildo Rocha destacou a história, a riqueza arquitetônica, a diversidade cultural e a gastronomia da cidade.

“A capital maranhense exerce sobre os visitantes um fascínio incomum. Diversos aspectos relevantes da história de São Luis estão presentes nas ruas, no casario dos períodos colonial e imperial; nas manifestações culturais populares, que misturam tradições indígenas, africanas e europeias, ou, ainda, na culinária ímpar,” argumentou.

Rocha enfatizou que sob a liderança da governadora Roseana Sarney, o PMDB realizou dezenas de ações em São Luís. “Urbanização do Espigão Costeiro da Ponta d´Areia; obras estruturantes nas áreas de mobilidade; saúde; educação; segurança; habitação; saneamento e abastecimento de água,” destacou.

Na área da saúde o parlamentar citou a construção Unidades de Pronto-Atendimento (UPAS) e as reformas dos hospitais Tarquínio Lopes Filho e Calos Macieira que foram reformados e transformados em unidades de atendimento de alta complexidade.

Rocha destacou a construção de mais de 800 unidades habitacionais no PAC Rio Anil, em parceria com o Governo Federal; a ampliação do sistema de Esgotamento Sanitário; a Via Expressa; a avenida IV Centenário; e o Corredor Metropolitano.

O parlamentar lembrou que fez parte da equipe liderada pela governadora Roseana Sarney (chefiou a Secretaria das Cidades) e também contribuiu com a realização de obras importantes para a melhoria da qualidade de vida da população de São Luis. “Portanto, o PMDB tem uma grande folha de serviços prestados à capital maranhense”, enfatizou.

sem comentário »

Obras paralisadas

2comentários

AdrianoSarney

O deputado Adriano Sarney (PV) voltou a questionar, na sessão desta quarta-feira (2), os motivos da paralisação das obras que eram executadas pelo Governo do Estado com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

“Eu ouvi, atentamente, os pronunciamentos, nesta semana e também li reportagens nos jornais e no site da TV Assembleia sobre a questão das obras paralisadas do BNDES e o meu dever como parlamentar é de buscar a verdade. Qual é o verdadeiro motivo pela paralisação das obras do BNDES? A oposição ouviu o presidente do BNDES, o doutor Luciano Coutinho, que disse em bom tom que as obras estão paradas porque o atual governador decidiu parar as obras para remanejamento e reorganização dos valores e da destinação dos créditos”, assegurou.

Já o Governo do Estado, de acordo com o deputado, diz que a culpa é do governo passado. “A velha e batida história da oligarquia dos 50 anos, mas isso a gente já está acostumado. Mas estamos aqui para buscar a verdade: foi culpa mesmo do governo passado ou é uma questão do governo atual? Vamos buscar o que está realmente acontecendo”, sugeriu.

Como ex-bancário, Adriano Sarney sugeriu que a Comissão de Assuntos Econômicos faça o detalhamento e marque uma audiência com o presidente do BNDES, para conhecer os critérios para liberação de créditos e financiamentos. “Existem critérios para a liberação de créditos, e se o governo passado conseguiu liberar créditos, porque ele passou pelo crivo do BNDES? Então, quando se fala aqui nesta tribuna que o hospital de Pinheiro está irregular, então como esse hospital vai ser inaugurado, como esse hospital está pronto?”, questionou.

Defendeu, também, que os deputados procurem a CPI do BNDES para esclarecer a questão. “Já que pegar crédito do BNDES não é mérito de ninguém, por que o atual o governo não devolve os créditos do BNDES?”. O deputado negou que como cidadão maranhense esteja trabalhando para o Estado devolver os recursos ao BNDES.

O deputado quer saber ainda se na reorganização e remanejamento o governo atual está levando os créditos do BNDES para o Mais Asfalto em São Luís. “Será que vale a pena tirar o dinheiro do BNDES que vai para um hospital? Um exemplo: o Hospital de Pinheiro, que o prefeito de São Luís não teve condição de fazer o Hospital Dr. Jackson Lago e hoje querem chamar o Hospital de Pinheiro de Dr. Jackson Lago para encobrir uma incompetência que o prefeito atual tem aqui em São Luís, aí tira o dinheiro do BNDES, joga para o Mais Asfalto para esse prefeito atual fazer um asfalto Sonrisal”, afirmou.

2 comentários »

Saúde em risco

0comentário

SantaCasa

Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís proferiu decisão liminar na qual determina que Município de São Luís e Santa Casa realizem a reforma e adequação das instalações da Santa Casa de Misericórdia. A decisão é resultado de uma “Ação de Obrigação de Fazer c/c improbidade administrativa por danos causados à saúde dos usuários do sistema único de saúde (SUS)” em desfavor do Município de São Luís e Santa Casa de Misericórdia.

Relata a ação que a Santa Casa de Misericórdia do Maranhão, estabelecimento ambulatorial e de internação em várias especialidades médicas, “encontra-se com suas instalações sucateadas e abandonadas e com atendimento precário em quase todos os setores”. A liminar relata que a situação de mau gerenciamento da Santa Casa de Misericórdia do Maranhão também é apontada como fator contribuinte para o funcionamento precário do estabelecimento.

O juiz julgou improcedente o pedido de interdição da unidade de saúde. “O risco de interdição do estabelecimento de saúde em comento, que atende uma quantidade significativa de pacientes todos os dias, é sobremodo grande, pois se colocaria em risco a vida e integridade de milhares de pessoas que dependem do atendimento especializado prestado pela Santa Casa de Misericórdia do Maranhão”.

Por fim, determina que os réus (Município de São Luís e Santa Casa), no prazo de 90 (noventa) dias a contar da intimação desta decisão, cumpram com as adequações e reformas determinadas no Relatório de Reinspeção Sanitária anexada à ação, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 por descumprimento. Determina que os réus, no prazo de 20 (vinte), dias apresentem um cronograma com as previsões de datas para cumprimento das respectivas reformas (as datas devem estar contidas no prazo disposto no item acima), sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 por descumprimento.

Outro lado

O procurador do Município, Marco Braid disse que a Prefeitura de São Luís ainda não foi intimada do inteiro teor d decisão e disse que assim que isto ocorrer vai recorrer da decisão.

sem comentário »

PDT é prioridade

1comentário

WevertonRocha

O deputado federal, Weverton Rocha (PDT) divulgou nota oficial nas redes sociais onde anuncia que vai se licenciar por 120 dias, a partir da próxima terça-feira (8).

O parlamentar deixa a Câmara dos Deputados para se dedicar à organização do Partido Democrático Trabalhista (PDT) visando as eleições de 2016. Ele será substituído pela também pedetista Rosângela Curado que deixa o cargo de secretaria adjunta de Saúde do Maranhão.

“É pelas reais condições de vitória dos pedetistas na disputa eleitoral do próximo ano em diversos municípios maranhenses que irei me dedicar neste período à organização do PDT em São Luís e em pelo menos 40 municípios do Maranhão”, afirmou

Veja a nota na íntegra:

Na próxima terça-feira, dia 8, pedirei uma licença de 120 dias na Câmara Federal, sem remuneração, para tratar de assuntos pessoais. Serei substituído pela subsecretária estadual de Saúde Rosângela Curado (PDT), que deixará o cargo para assumir o mandato de deputada na próxima semana.

Sei que, aqui em Brasília, o trabalho que venho desenvolvendo terá continuidade, conforme o compromisso que assumi com milhares de eleitores. Como deputada, Rosângela poderá utilizar sua experiência na saúde para contribuir com o Governo do Maranhão, buscando recursos e programas para melhor atender aos maranhenses.

Assumi a presidência estadual do PDT na Convenção Estadual do partido, realizada com grande festa sexta-feira passada e mostrando o fortalecimento da legenda no Maranhão, com a filiação de 16 prefeitos.

E é pelas reais condições de vitória dos pedetistas na disputa eleitoral do próximo ano em diversos municípios maranhenses que irei me dedicar neste período à organização do PDT em São Luís e em pelo menos 40 municípios do Maranhão, fortalecendo nossos ideais e bandeiras de luta como saúde e educação de qualidade para todos.

Deputado Federal Weverton Rocha
Presidente PDT-MA

1 comentário »

Repúdio a Colatto

2comentários

EdilazioJunior

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) propôs na sessão de hoje na Assembleia Legislativa, moção de repúdio ao deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC), que defendeu, em seu perfil em rede social, a criação de uma nova nação a partir dos estados que compõem a Região Sul do país.

Na “proposta” de criação de um novo país, ele faz uma comparação pejorativa do estado de Santa Catarina com o Maranhão, ao apresentar dados a respeito do contingente populacional, arrecadação de impostos e lucros ou prejuízos obtidos por cada um dos estados por meio do retorno destas arrecadações.

A defesa de Colatto em rede social acabou desencadeando uma série de manifestações preconceituosas com o Maranhão e o povo maranhense já possui mais de 11.860 mil compartilhamentos somente no facebook.

“Ao invés de cumprir o seu papel de deputado federal que é legislar, criar leis que tenham por objetivo reduzir a desigualdade social no país, ele propõe a separação do país e desrespeita o Maranhão. Foi uma postura insensata, inaceitável e digna de repúdio desta Casa e de toda a população”, afirmou Edilázio Júnior.

Além de pedir o apoio dos colegas, Edilázio mostrou que o parlamentar de Santa Catarina cometeu crimes contra a existência da União ao propor ou sugerir a separação do país.

“Como representantes do nosso estado, temos por dever repudiar esse tipo de postura. Vou protocolar ainda hoje a moção de repúdio e espero que essa não seja uma atitude isolada minha, mas que este requerimento seja subscrito por todos os 42 deputados desta Casa”, finalizou.

2 comentários »

Visita de Humberto

1comentário

HumbertonaMirante

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Humberto Coutinho (PDT), acompanhado do deputado Roberto Costa (PMDB), visitou, nesta terça-feira (2), oGrupo Mirante e o jornal O Imparcial. Também presentes o diretor de Comunicação, Carlos Alberto Ferreira, e o secretário particular, Jean Alves. A visita teve por objetivo dar continuidade ao estreitamento de relações e transparência entre a Assembleia Legislativa e os veículos de comunicação.

No Sistema Mirante de Comunicação, os deputados foram recebidos pelos proprietários Fernando e Teresa Sarney e, pelos diretores Rômulo Barbosa (Mídias Eletrônicas), Marcio Fontinhas (Comercial) e Roberto Prado (Jornalismo), ocasião em que conheceram as instalações do parque gráfico, estúdios das Rádio (AM e FM) e de TV, além dos portais G1 e Imirante.

No Jornal O Imparcial,  a comitiva da Assembleia Legislativa foi recebida pelos diretores Pedro Freire (diretor-presidente), Pedro Henrique (diretor administrativo) e Raimundo Borges (diretor de Redação), que lhe apresentaram a estrutura do periódico e da TV Web, para qual também concedeu entrevista.

Durante o encontro, o presidente falou de política, história e projeções eleitorais futuras. Humberto Coutinho destacou ainda o papel da imprensa na consolidação da democracia, no embate de ideias e, especialmente, na cobertura que fazem das atividades públicas, a exemplo da Assembleia Legislativa do Maranhão, sem subserviência e com independência.

1 comentário »

Ronda do Maranhão

0comentário

bandido

Um homem suspeito de assalto em Açailândia (MA), no oeste do Estado, teve uma surpresa na noite dessa terça-feira (1º). Acompanhado de outro suspeito – ainda não localizado –, Wesley Sousa de Araújo, de 18 anos, anunciou o assalto a uma mulher no bairro do Jacu. O que ele não esperava é que a vítima fosse faixa azul de jiu-jítsu e lutadora de artes marciais mistas, o MMA. O caso ganhou repercussão nas redes sociais. (veja o vídeo)

Usando um golpe de jiu-jítsu conhecido como ‘triângulo’, a lutadora Monique Bastos derrubou e imobilizou o ladrão, que pretendia levar seu celular. No vídeo, o ladrão clamava por socorro: “Chama a polícia, chama a polícia. Socorro!”.

Com a cabeça ensanguentada, ele garantia que era a primeira vez no mundo do crime. “Socorro, Jesus! Foi a primeira vez que eu fiz isso, senhor. Foi a primeira vez que eu fiz isso”, dizia.
Ao G1, Monique Bastos relatou como aconteceu o assalto. “Estava indo para a academia, treinar. Eles chegaram de moto, tomando logo meu celular. Eu pensei que eram amigos, mas logo que percebi que não eram, dei um puxão neles e derrubei a moto. O comparsa acabou levando meu celular”, conta. Segundo a lutadora, populares queriam bater, amarrar e esfaquear o criminoso, opções que logo rechaçou.

Questionada sobre o risco de reagir a um assalto, ela explica o que a levou à ação. “De início, os bandidos já mostram o que têm. Eles não estavam armados”, afirma.

Durante 15 minutos, Monique manteve a força para seguir com o criminoso imobilizado em suas pernas. Após a chegada de uma equipe da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), Wesley Araújo foi levado à 9ª Delegacia Regional de Açailândia, onde foi autuado e preso em flagrante. O segundo criminoso não foi localizado.

sem comentário »

Futebol sem prestígio

27comentários

SampaioCorrea

Definitivamente as nossas autoridades e a iniciativa privada ainda não se deram conta do tamanho da oportunidade que o futebol oferece e também dos empregos indiretos e diretos que são criados em torno dele.

Todo mundo está acompanhando mais uma vez o excelente momento que atravessa o Sampaio que a cada rodada mostra que definitivamente está no páreo para brigar pelo tão sonhado acesso à Série A. Mas não quero falar apenas da situação do Sampaio, mas do futebol como um todo.

Alguém irá dizer que o futebol profissional não pode estar na frente do esporte em geral. Tudo bem, mas que o futebol profissional também tenha o seu devido respeito e reconhecimento de todos.

Por este motivo não consigo entender como uma campanha tão boa de um clube maranhense não sensibiliza nossas autoridades e até empresários a investirem no futebol. O que falta? Será que essas pessoas não gostam dos clubes daqui? Qual é o problema?

Ontem, mais uma vez após a vitória do Sampaio, o “menino da internet” utilizou as redes sociais para parabenizar o Sampaio. Ora bolas não é isso que o Sampaio, o esporte o futebol precisam. É necessário compromisso com o esporte. Mídia o futebol tem e muito. O futebol precisa é de recursos, de incentivo do governo.

MarcioJerryDa mesma forma, a Prefeitura de São Luís também está de braços cruzados e também não olha para os nossos representantes. Foi assim no ano passado quando Sampaio e Moto chegaram a brigar pelo acesso, mas não tiveram fôlego financeiro. A Prefeitura de Imperatriz, por exemplo não abraçou a causa do Cavalo de Aço. Isto mostra que o problema não está com este ou aquele clube, mas com o futebol em si que não é valorizado.

Sem fazer aqui nenhum juízo de valor, mas não entendo por exemplo porque em todas as datas, inclusive no Aniversário de São Luís temos uma noite de música gospel. Todo mundo sabe que o nosso prefeito é evangélico. Talvez, por este motivo venha a explicação. Mas o nosso prefeito sempre vai ao Castelão seja jogo do Sampaio ou do Moto (seu time do coração), mas nem isso é suficiente para o apoio vier sob forma de ajuda financeira. Faço essa comparação apenas para mostrar que as coisas com o futebol são sempre diferentes.

Ontem, até o deputado Sousa Neto fez eco ao bom momento do Sampaio na Assembleia Legislativa. “Fico imaginando, deputado Sérgio Frota, como é que Vossa Excelência faz essa mágica para pagar esses atletas e agora também tem que pagar os alojamentos e hotéis para colocar esses atletas, para não perder esse nível que o Sampaio Corrêa está brigando para subir para a Série A”, questionou.

É fato também que os clubes não se dão valor. Tem uma Federação fraca que não se impõe e não auxilia seus filiados, basta ver o momento de Sampaio e Imperatriz que agonizam financeiramente. Além disso a Associação de Clubes que é diretamente ligada ao presidente/deputado Sérgio Frota não faz absolutamente nada a não ser receber verba pública quando existe.

A união dos clubes é m ponto fundamental para que estas entidades possam ser respeitadas. Como futebol é um esporte coletivo, assim como uma equipe não vai a lugar nenhum sem este aspecto, o futebol também não vai. Não adianta pensar isoladamente. Juntos, podemos ir bem mais longe: clubes, poder público, iniciativa privada, torcedores enfim é o nome do Maranhão que está em jogo.

27 comentários »

Pedido de explicação

0comentário

AndreaMurad

A deputada de oposição, Andrea Murad (PMDB), voltou a cobrar na tribuna as explicações sobre obras paralisadas do BNDES no Maranhão. Duas publicações com a lista de obras, informações detalhadas de cada secretaria, empresa contratada e município de destino, foram encaminhadas para o governador Flávio Dino para que se pronuncie sobre as paralisações.

“O Governador, incrivelmente, não sabe nem a quantidade de obras financiadas pelo BNDES, às quais ele devia estar dando andamento. Ele ficou impressionadíssimo com o número de 500 obras e disse que era um disparate, mas disparate é ele disparar no Twitter o que ele não sabe e deixar o Estado dessa maneira. Encaminhei para ele a relação das obras do BNDES, agora já tem a planilha em mãos, vai aprender a ler a planilha, vai entender e vai ter que nos dar uma satisfação. Só queremos que ele diga o que ele irá fazer com as 37 obras da Caema, 45 da Saúde, 08 da Funac, 159 da Secretaria de Desenvolvimento Social, 43 da Segurança Pública, 9 da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária, 270 da Secretaria de Infraestrutura, 110 da Secretaria de Educação, 04 da Secretaria de Indústria e Comércio”, disse Andrea Murad.

A parlamentar também repreendeu o discurso de governistas e disse que a realidade da saúde no Maranhão se tornou um caos tanto para os usuários da rede quanto para prefeitos que ficaram sem o custeio necessário do governo, como acontecia na gestão passada. E criticou a bancada que anteriormente lutava para que hospitais fossem construídos em suas bases eleitorais.

“Vi vários deputados aqui zangados com o ex-secretário de Saúde porque no seu município não pôde ser construído hospital, mas no município vizinho foi. A briga era por que não fizeram o hospital no seu município. Pior é Flávio Dino, como eu disse ontem, não compra nenhuma pinça e fica reclamando do governo passado. Não adianta ficar com lenga-lenga porque o fato é um só: os hospitais não são mais como antes, as UPAS não funcionam mais como antes e ponto final. Não há uma justificativa para equipamentos de milhões de reais estarem sendo destruídos nos hospitais pelos municípios afora, não há um motivo senão incompetência e descaso para o que está acontecendo nas Upas e nos hospitais do Estado”, discursou.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »