Tropeço em Varginha

5comentários

DionesSampaio

Os três pontos diante do Boa Esporte era uma questão de obrigação para o Sampaio continuar mais vivo do que nunca na briga pelo acesso à Série A, mas o empate por 2 a 2, em Varginha, deixou o time maranhense em situação de alerta no Campeonato Brasileiro Série B.

Após um primeiro tempo em que foi dominado pelo Boa Esporte que conseguiu abrir vantagem de 2 a 0, o Sampaio conseguiu reagir no segundo tempo e empatou a partida. Perdeu pelo menos três grandes chances de gols e um pênalti que poderia ter decretado a vitória tão importante.

Vale lembrar que o Boa Esporte que já está quase rebaixado vinha de 10 derrotas consecutivas e não vencia há 11 jogos, por isso, o Sampaio não poderia deixar escapar a vitória diante do adversário frágil, mesmo fora de casa.

O Sampaio subiu 1 ponto e foi a 47 e agora é o sétimo colocado, mas pode cair até três posições dependendo dos resultados dos jogos que serão disputados neste sábado.

Os gols

O Boa Esporte abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo. Léo Baiano desce pela direita e lança Chapinha que bate cruzado sem chance para Rodrigo.

Aos 28 minutos, o time mineiro segue melhor em campo e aproveita para fazer o segundo, num escanteio que Thaciano cabeceia, mas o goleiro Rodrigo não consegue evitar.

O Sampaio volta melhor no segundo tempo e inicia a reação aos 10 minutos. Vanger cruza na área e Jheimy livre desvia para fazer o primeiro gol Tricolor.

O time maranhense teve chance de empate aos 21 minutos. Vanger é agarrado na área pelo zagueiro Léo Baiano. O árbitro Rafael Traci marca pênalti que Jheimy bate, mas o goleiro Douglas defende para o Boa Esporte.

Aos 42 minutos, o Sampaio empata. Alex Maranhão bate falta e Diones sobe para fazer de cabeça o segundo gol maranhense. Era tarde para a virada.

5 comentários »

Saíram e ficaram

1comentário

Pedrinhas

Quarenta e seis dos 321 presos beneficiados com a saída temporária do Dia das Crianças, não voltaram para as unidades prisionais, segundo informou Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap), nesta sexta-feira (16).

De acordo com a nota, 337 detentos foram beneficiados, mas apenas 321 saíram efetivamente. Dezesseis foram impedidos por haver novas ordens de prisões judiciais. O prazo de retorno terminou no fim da tarde de quinta-feira (15), conforme portaria 026/2015, assinada pela juíza da 1ª Vara de Execuções Penais (VEP) Ana Maria Almeida Vieira.

A portaria estabelece que os contemplados não podem ingerir bebidas alcoólicas, deixar o Maranhão, permanecer fora de casa após às 20h, portar armas, e frequentar bares, festas ou similares.

Leia a íntegra da nota 

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap) informa que dos 337 detentos beneficiados com a saída temporária do “Dia das Crianças”, concedida pela Justiça na manhã do dia 9 deste mês, 321 saíram efetivamente, já que 16 foram impedidos por haver novas ordens de prisões judiciais.

A Sejap informa que do total de internos que saíram, 275 retornaram às suas respectivas unidades prisionais; e 46 apenados, portanto, não cumpriram o prazo de retorno para às 18h de quinta-feira (15), determinado pela juíza da 1ª Vara de Execuções Penais (VEP), Ana Maria Almeida Vieira, por meio da portaria 026/2015, que prevê pena de regressão de regime caso descumprida.

Leia mais

1 comentário »

Atuação na Unale

0comentário

WellingtonnaUnale

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) foi empossado como vice-presidente de Assuntos Sociais da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia da Unale. A posse aconteceu durante o I Seminário da mais nova Secretaria Especial, em  João Pessoa (PB). O presidente é o deputado estadual Ricardo Barbosa (PB), irmão do jornalista Rômulo Barbosa.

Na ocasião, Wellington, que já é secretário de Direitos Humanos do Parlamento Amazônico, ressaltou a importância de integrar a secretaria e enfatizou a necessidade de se articular, em caráter de urgência, políticas públicas que fomentem a educação e democratizem o acesso à ciência e tecnologia.

“É com muita honra que integramos a mais nova Secretaria da Unale. Compreendemos a educação como aquilo que deve ser colocado em primeiro lugar. No Maranhão, em específico, ainda temos muito a superar e, por isso, ressalto a importância de poder integrar tal Secretaria, já que isso implicará em uma discussão mais ampla sobre a educação, ciência e tecnologia e, assim, articular políticas públicas que defendam o meio mais eficaz na concretização de sonhos: a educação”, afirmou o parlamentar.

A mais nova Secretaria da Unale discutirá sobre assuntos referentes à Educação, Ciência e Tecnologia, a fim de promover debates sobre a temática e articular políticas públicas que façam referência às problemáticas no sistema educacional.

A Secretaria possui a seguinte composição:

Presidente: Ricardo Barbosa (PB)
Vice-presidente de Assuntos Sociais: Wellington do Curso (MA)
Vice-presidente de Assuntos Legislativos:  Josias da Vitória (ES)
Vice-presidente de Assuntos Políticos: Eliane Pinheiro (GO)
Secretária: Lenir Rodrigues (RO)

sem comentário »

Repúdio a deputado

0comentário

FernandoFurtado

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE) e a Associação dos Juízes Federais da 1ª Região (AJUFER) vêm a público repudiar as declarações do deputado estadual Fernando Furtado, do PC do B do Maranhão, publicadas ontem em Blogs da capital, São Luís, no dia 14 de outubro, contra o Juiz Federal José Carlos do Vale Madeira.

Ao pronunciar palavras ofensivas contra o Juiz Federal por conta de decisão judicial proferida nos autos de ação de demarcação da Área Indígena Awá-Guajá, o deputado estadual Fernando Furtado desrespeita o Poder Judiciário, como um todo, e ainda fragiliza  a relação de cordialidade mantida entre a Justiça Federal e os membros do Poder Legislativo estadual.

Não se admite que o direito à crítica assegurado pela Constituição brasileira transborde seus preceitos e objetivos para atingir o magistrado que fielmente cumpriu seu dever de julgar uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal para a demarcação da área indígena Awa-Guajá, cuja sentença foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A atitude desmedida de tentar macular a imagem de um juiz federal com larga experiência de judicatura, respeitado pelos seus pares e pelos jurisdicionados, serve apenas para incitar o desrespeito às instituições constitucionalmente legitimadas e atenta contra o próprio Estado Democrático de Direito.

As entidades representativas da Magistratura Federal não vão se calar e e tomarão as medidas necessárias para a defesa do Magistrado, bem como dos cidadãos e da sociedade.

Brasília, 16 de outubro de 2015.

Antônio César Bochenek
Presidente da AJUFE

sem comentário »

Startups em pauta

0comentário

AdrianoSarney

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) teve recentemente reunido com duas “feras” do mundo das startups: João Silva (Escola Design Thinking e site trend.cards) e Weldys Santos (scoola.com.br). O encontro foi mediado pela ativista Fátima Verde.

O parlamentar disse que as startups serão uma nova causa a ser defendida, pois aliam inovação no setor de negócios, geração de emprego e renda e que podem ter grande desenvolvimento no Maranhão.

Oportunamente, Adriano Sarney irá propor a realização de audiência pública na Assembleia Legislativa, a fim de ampliar o debate no estado sobre startups, um tema que tem sido bastante difundido em todo o mundo e que conta com apoio de diversas entidades, públicas e privadas, que fomentam a criação e desenvolvimento de negócios inovadores, seja no universo virtual, seja no mercado formal.

sem comentário »

Validade suspensa

0comentário

policiacivilMA

Acolhendo Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão contra o Estado do Maranhão, a Justiça proferiu decisão, em 14 de outubro, em caráter liminar, determinando a imediata suspensão do prazo de validade do concurso público, regido pelo edital nº 2, de 10 de outubro de 2012, para provimento de vagas nos cargos de auxiliar de perícia médica legal, escrivão de polícia, farmacêutico legista, investigador de polícia, médica legista, odontolegista e perito criminal. O prazo de validade do certame encerraria no dia 26 de dezembro de 2015.

Também determinou que sejam tomadas as providências para oferta do Curso de Formação e Investigação Social aos candidatos aprovados até a terceira fase da 2ª etapa. As medidas devem ser tomadas no prazo de 45 dias. Em caso de descumprimento, foi fixada multa diária de R$ 10 mil.

Formulou a Ação Civil Pública a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Fundamentais de São Luís, Márcia Lima Buhatem. A decisão foi proferida pelo juiz Clésio Coelho Cunha, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

De acordo com o edital n° 02, o certame seria dividido em duas etapas: a primeira, compreendida por prova objetiva, prova discursiva, prova prática (para o cargo de escrivão de polícia) e títulos. Já na segunda etapa, seriam feitos os testes de aptidão física, psicotécnico, exame médico e odontológico, além do Curso de Formação e Investigação Social.

No entanto, o edital nº 21, de 29 de maio de 2013 limitou o número de aprovados a participar do curso. Dessa forma, para o cargo de investigador de polícia, 134 candidatos aprovados até a terceira fase da segunda etapa foram impedidos de avançar à próxima fase. No cargo de escrivão de polícia, esse número chegou a 23 e, entre os auxiliares de perícia médica legal, oito.

De acordo com o MPMA, o edital nº 21, que retificou o edital n° 2, restringindo o quantitativo de candidatos à participação no Curso de Formação e Investigação Social, comprometeu significativamente a lisura do procedimento, porque a criação de critérios de classificação, criados de última hora, é conduta ofensiva aos princípios da moralidade administrativa e da isonomia.

A promotora argumentou, na ação, que o edital original do concurso não estabeleceu norma limitadora sobre a convocação para o curso de formação. Somente no edital posterior foi inserido o item ilegal que limita a quantidade de candidatos para participação no curso.

sem comentário »

Recursos para o HU

0comentário

Hospital Universitário

O Ministério da Saúde vai liberar R$ 4,1 milhões para ampliar e melhorar o atendimento realizado no Hospital Universitário de São Luís (MA). A Portaria nº 1.727, que autoriza o recurso, foi publicada nesta quinta-feira (15) no Diário Oficial da União. O repasse faz parte das ações do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação.

A portaria beneficia 49 hospitais universitários localizados em 35 municípios de 23 estados e prevê o repasse de R$ 87 milhões disponibilizados pelo Ministério da Saúde. Os valores são definidos de acordo com indicadores e metas de desempenho de cada hospital.

Os recursos deverão ser pagos em parcela única e irão reforçar o orçamento das instituições universitárias que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas a porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do Sistema Único de Saúde (SUS) local.

“Este repasse demonstra o compromisso do Ministério da Saúde em qualificar e aumentar sua capacidade de atendimento dessas unidades tão importantes no cenário da atenção à saúde. Com este recurso, os hospitais beneficiados poderão promover melhorias de sua estrutura e também ampliar seu atendimento”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Além dos recursos do REHUF para reestruturação e revitalização dos hospitais universitários, o Ministério da Saúde já repassou, somente em 2015, R$ 1,1 bilhão de incentivo para estes estabelecimentos. Os hospitais universitários são vinculados às instituições de ensino superior do Ministério da Educação – responsável pelo pagamento e contratação dos profissionais.

Foto: Biaman Prado/ O Estado

sem comentário »

Aulão de Zumba

2comentários

Zumba

A Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam), realizou um aulão de Zumba Fitness especial em alusão ao Outubro Rosa, que lembra a luta contra o câncer de mama, no Centro de Convivência do Ipam, no Olho D’Água.

O aulão de Zumba Fitness, ministrado pela professora Jully Mourão, integra o conjunto de ações desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís como incentivo à prevenção contra o câncer de mama. No Ipam, durante o dia da programação especial, todos estavam caracterizados com o traje cor de rosa. A ação contou com a presença da coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria de Saúde do Estado, Emanuela Brasileiro. “É importante que a mulher conheça seu corpo e, se detectar algo estranho, deve procurar imediatamente um posto de saúde”, disse.

O presidente do Ipam, Raimundo Penha, esteve presente na ação e destacou que o projeto Viver Mais proporciona muito mais do que atividades físicas, pois tem focado na responsabilidade social. “Nesse mês, o mundo todo está voltado para a prevenção ao câncer de mama e, a cada semana, uma atividade do projeto ‘Viver Mais’ fará alusão a esta causa”, completou.

Este mês é marcado pelo movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, de empresas e de entidades.

2 comentários »

Pagamento em atraso

8comentários

Escolascomunitarias

Representantes de 147 cre­ches e escolas comunitárias da capital maranhense realizaram, na manhã de ontem, um protesto em frente à sede da Prefeitura de São Luís, alegando falta de recebimentos de recursos – há 10 meses – de verbas do Município. De acordo com os responsáveis pelo ato público, por causa da carência financeira, algumas creches não estão mais servindo merenda escolar.

Para encontrar uma solução, representantes da Prefeitura, das creches e da Promotoria da Educação terão uma reunião hoje, a partir das 10h, na sede das promotorias do Ministério Público do Maranhão (MP).

Ontem, com cartazes e gritos, os professores expuseram durante mais de uma hora sua insatisfação diante da falta de investimentos para manutenção das creches.

De acordo com a professora Terezinha de Jesus Martins, da creche comunitária Madalena Silveira, no bairro Santa Clara, o Mu­nicípio recebeu valores oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) suficientes para o funcionamento das creches. “Como se trata de recurso federal, que cai direto no orçamento municipal, não há como se alegar que o Município não recebeu. O que há é uma incompreensão clara por parte dos gestores públicos, quanto à prio­rização das políticas públicas voltadas para a educação”, disse.

Por volta das 11h30 da manhã de ontem, um representante da Secretaria Municipal de Educação (Semed) recebeu, na parte interna da Prefeitura, uma comissão formada por 10 pessoas e constituída por professores que integraram a manifestação. No fim do encontro, ficou acertada a reunião no MP hoje, e o Município se dispôs a encontrar uma solução para o caso.

Segundo a professora Wandeth dos Santos Coelho, de uma escola comunitária do bairro Coroado, caso não seja solucionado o problema, novos protestos poderão acontecer. “A gente só não faz greve porque ficamos com pe­na dos pais das crianças, que são de baixa renda. Mas, pelo protesto, a gente é mais vista pelas pessoas. Vamos continuar lutando em prol dos nossos direitos”, afirmou.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que as creches comunitárias são de administração privada e que está em fase de celebração de convênio com as instituições para repasse dos valores. A Semed frisou que tem dialogado para agilizar a formalização dos convênios com as comunitárias, inclusive debatendo, com a mediação do Ministério Público, estratégias para simplificar a lista de documentos exigidos dessas instituições.

Números

127 escolas comunitárias estão sem receber verbas da Semed
10 é o total de meses que os professores das escolas comunitárias não recebem salários

Quitação

Em maio deste ano, em audiência no Ministério Publico, o titular da Semed, Geraldo Castro, informou que haveria até o fim do primeiro semestre de 2015, a quitação das dívidas do Município com as escolas comunitárias. Na ocasião, o titular da Semed informou também que seriam atualizados até mesmo os pagamentos que estavam pendentes nas gestões anteriores da Prefeitura.

Foto: Biné Morais/ O Estado

O Estado

8 comentários »

Hora de vencer

2comentários

Sampaio

O Sampaio enfrenta o quase rebaixado Boa Esporte, hoje, às 19h30, em Varginha-MG, mais do que nunca com a obrigação de vencer para continuar vivo na briga pelo G4.

Qualquer outro resultado poderá ser fatal para o time maranhense nesta reta final de Campeonato Brasileiro Série B. Mesmo com alguns desfalques não acredito que o Boa Esporte possa dificultar as coisas para o Tricolor.

O time não vence há cinco jogos e mesmo ocupando a oitava colocação com 47 pontos está a apenas dois pontos de diferença do Santa Cruz que é o quarto colocado, por isso se vencer hoje já dormirá no G4.

Para a partida de hoje, o Sampaio terá o retorno de Plínio na defesa e Nádson no meio-campo. Além disso, o lateral-esquerdo Anderson e os meias Alex Maranhão e Charles serão as novidades.

O time que enfrenta o Boa Esporte terá: Rodrigo; Daniel Damião, Plínio, Luíz Otávio e Anderson; Diones, Salino, Nádson, Alex Maranhão e Charles; Jheimy.

2 comentários »