Resgate de trabalhadores

4comentários

AndreaMurad

A deputada Andrea Murad comentou sobre a operação que libertou 58 trabalhadores em condições semelhantes à escravidão em Paço do Lumiar. Ela relembrou o pronunciamento que fez sobre a Central Engenharia, que vinha sendo, segundo denúncia da parlamentar, protegida por órgãos do governo Flávio Dino e atuando irregularmente, não apenas em questões trabalhistas, mas operacionais e ambientais.

“O governo do Estado e a Secretaria do Meio Ambiente foram coniventes também com as irregularidades praticadas pela empresa. Sempre tive certeza da atuação do Ministério Público do Trabalho, que jamais iria permitir o que vinha acontecendo com esses trabalhadores, agora precisamos impedir que esta empresa continue atuando. O Termo de Compromisso Ambiental para que a empresa deixe a área expira hoje e ela deve se retirar daquela comunidade que já vem sofrendo gravemente as conseqüências do funcionamento da fábrica de asfalto”, disse Andrea.

A própria Assembleia Legislativa aprovou requerimento da deputada Andrea Murad pedindo esclarecimentos sobre o TCA, que não foi respondido. O Termo de Compromisso Ambiental foi assinado entre a empresa e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente que não havia emitido licença para que a usina operasse em Paço do Lumiar. A parlamentar expressou preocupação com as fortes ligações entre o proprietário da empresa, José Lauro, e o governo, o que poderia ter prolongado o funcionamento da usina.

4 comentários para "Resgate de trabalhadores"


  1. Francisco Gaglianone

    Só há um equivoco na fala da Deputada, quem resgatou os trabalhadores foram os Auditores do Ministério do Trabalho, que mais uma vez por não terem uma assessoria de imprensa competente, não aparece como protagonista.
    Uma pena…!!!

  2. CESAR DO VINHAIS

    Ela tinha que também registrar os fatos negativos daqui do MAranhão, quando o governo no qual o pai dela participava !

    • Zeca Soares

      Mas ela não era deputada César…

  3. Rosângela

    Muito bem deputada Andrea continue denunciando os fatos registrados aqui no Maranhão.

deixe seu comentário