Casamento comunitário

0comentário

EdilazioJunior

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) destacou, na sessão de hoje na Assembleia Legislativa, a realização do casamento comunitário realizado pela Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão na última sexta-feira.

O evento uniu em cerimônia 1.432 casais. A desembargadora Nelma Sarney, corregedora-geral de Justiça, foi quem coordenou o ato, que contou com o auxílio de 59 juízes.

“Eu venho aqui destacar o casamento comunitário, que aconteceu no Centro de Convenções da UFMA e agradecer o reitor daquela instituição, doutor Natalino Salgado, por ter cedido o espaço, que é belíssimo e teve mais de 5 mil cadeiras ocupadas”, disse.

Edilázio também destacou o trabalho da Corregedoria-Geral de Justiça, que realiza o casamento comunitário desde a década de 1990 no Maranhão.

“Víamos naquele momento, a alegria e a satisfação da cidadania chegando àqueles casais, inciativa da Corregedoria de Justiça do Estado do Maranhão, com toda a sua equipe. À frente estava a desembargadora Nelma Sarney juntamente com os servidores, que conseguiram com muito êxito cadastrar e realizar o casamento”, disse.

Edilázio destacou nominalmente todos os 59 magistrados que auxiliaram a Corregedoria Geral de Justiça e se disse honrado por ter participado do ato.

O projeto de promoção de casamentos comunitários começou em 1999, com a promoção de união (por parte da CGJ) entre casais na Praça Maria Aragão. Na ocasião, de acordo com a CGJ, mais de 5 mil casais tiveram suas situações conjugais reconhecidas.

Desde a implantação do projeto de casamento comunitário, mais de 80 mil uniões foram oficializadas.

Sem comentário para "Casamento comunitário"


deixe seu comentário