Ação na Justiça

0comentário

CaboCampos

Em reunião com excedentes do concurso da Polícia Militar na manhã da última quarta-feira (4), a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, liderada pelo deputado Cabo Campos (PP), aprovou, por unanimidade, o pedido para ingressar com uma Ação Civil Pública para que todos dos aprovados no concurso realizado em 2012 sejam convocados.

A medida vem para atender um pedido dos excedentes que cobram um posicionamento do governo e reclamam da demora em novas convocações. O grupo, que é formado por candidatos da capital e do interior do estado, alega ainda que a demora numa resposta pode inviabilizar novas convocações, já que o prazo de validade do concurso vai apenas até fevereiro do próximo ano.

Durante a reunião, ficou decidido também o envio de uma indicação ao governador Flávio Dino (PCdoB) cobrando do Governo do Estado novas convocações; e um requerimento à Secretaria de Segurança Pública (SSP) pedindo explicações sobre o andamento dos processos de chamamento dos candidatos.

Cabo Campos espera que até a próxima quarta-feira (11), o governo se posicione sobre os encaminhamentos e sinalize para que novas convocações sejam realizadas. Na referida data, será realizada nova reunião com os excedentes para discutir sobre os resultados das ações da Comissão.

“Nosso governador é sensível a essa situação, assim já realizou duas chamadas. Pela necessidade que nós como cidadãos temos mais policias na rua e pelo querer do governo vejo como possível essa chamada. Desde as primeiras lutas, quando lá no salão da minha esposa encontrava-me com os excedentes lutando pela causa e até hoje estamos engajados nesse propósito, pois acreditamos ser uma luta justa desses jovens”, disse Campos.

Convocações

O governo do Estado já realizou, só esse ano, duas convocações, tanto para a Polícia Militar, quanto para o Corpo de Bombeiros. Na primeira, realizada em fevereiro, foram chamados mil candidatos que fizeram teste de aptidão física (TAF). A segunda convocação ocorreu em junho e resultou na seleção de mais  2.294 candidatos aprovados para a realização do teste.

Sem comentário para "Ação na Justiça"


deixe seu comentário