Edivaldo entrega Praça do Poeirão

7comentários
Edivaldopraca

A revitalização das praças é uma das principais marcas da gestão de Edivaldo Holanda Júnior

O prefeito Edivaldo foi recebido com aplausos efusivos dos moradores do Habitacional Turu na solenidade de entrega da Praça do Poeirão, que foi totalmente reformada. A revitalização do espaço foi coordenada pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), por meio do programa “São Luís, Cidade Jardim” e a praça foi entregue oficialmente à comunidade na noite da última terça-feira (21).

Com a Praça do Poeirão, a Prefeitura de São Luís atinge a marca de 22 praças completamente reformadas e entregues na atual gestão. Os espaços revitalizados pela Prefeitura favorecem a integração da comunidade e estimulam a prática de atividades de esporte e lazer ao ar livre, de maneira gratuita e nas proximidades de casa.

“Este é mais um momento importante da nossa gestão: a satisfação de ver a alegria das pessoas com mais um espaço púbico de lazer e interação social que foi entregue completamente recuperado. Já são 22 praças entregues ao povo da nossa cidade: obras que são fruto de um trabalho sério, honesto e responsável”, disse o prefeito Edivaldo.

O espaço de quatro mil metros quadrados de área recebeu da Prefeitura de São Luís um projeto paisagístico que proporciona áreas de vivência e lazer para os moradores do Habitacional Turu. Representando a comunidade, a moradora Surama Caldas fez um resgaste da história do lugar, quando a poeira levantava ao movimento das danças das apresentações juninas – o que originou o nome da praça – e comemorou o fato de 37 anos depois, a praça do Poeirão ser requalificada.

Fotos: A. Baeta

7 comentários »

Governo provoca caos no sistema de Saúde

0comentário
AndreaMurad

Deputada estadual Adrea Murad (PMDB)

A deputada Andrea apresentou nesta quarta-feira (22), dados que mostram o baixo investimento do governo na saúde pública do Maranhão, o que pode estar provocando um grande caos no sistema. As informações fazem parte do último relatório da SES entregue a Assembleia Legislativa na última semana. Segundo a parlamentar, o relatório de despesa comprova a redução com os gastos na saúde e que o pouco investido está sendo utilizado de forma ineficiente.

“Observei no relatório do secretário a execução da despesa pública num valor bem inferior do que a despesa autorizada. Aí vem a comunicação do governo exibir que está fazendo algo com a Força Estadual de Saúde e não gasta nem 1% do valor autorizado para a Atenção Básica, que é a área onde a Força Estadual de Saúde atua. Dos recursos destinados para a vigilância sanitária, gastou de fato apenas 22%, e na vigilância epidemiológica, 19%. quer dizer a Secretaria de Estado da Saúde não está conseguindo executar os recursos que o setor prevê e a população está sentindo o caos que está”, discursou.

Andrea Murad denunciou ainda vários descasos do governo com os hospitais em Pinheiro, Alto Alegre, Timbiras, Peritoró e Coroatá, onde salários de médicos estão atrasados e falta o básico de materiais para o atendimento aos pacientes. Em Pinheiro foi suspenso o serviço de neurocirurgia, duramente criticado pela deputada.

“Flávio Dino Gasta milhões andando de jatinho para lá e para cá para defender Dilma e ele acha cara a manutenção de um hospital para fazer neurocirurgias para salvar vidas. É um governador, no meu ponto de vista, completamente insensível às causas da população. Então depois dessas listas de descasos no hospital de Pinheiro, em todos os outros hospitais, todos esses fatores contribuem para o desastre em que está a saúde do povo maranhense. O fato é que o Hospital macrorregional de Pinheiro só funciona para cabide de emprego, porque se está funcionando da forma que está, não é para beneficiar o povo, é para beneficiar os outros”, discursou.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Nhozinho só deve ficar pronto em julho

4comentários
EstadioNhozinhoSantos

Obra ficou parada por falta de pagamento e entrega pelo prefeito Edivaldo deve sofrer atraso

Os três times que disputam o Campeonato Brasileiro vão ter que esperar um pouco mais para utilizar o Nhozinho Santos. O estádio só deve ser liberado para Sampaio, Moto e Maranhão no próximo mês.

O prazo para entrega da obra é de 30 de junho, segundo o secretário de Esporte, Júlio França, mas com o atraso provocado pela falta de pagamento, a empresa contratada só deve terminar tudo na primeira semana de julho lá pelo dia 5.

Inicialmente Júlio França pretendia entregar o estádio para a partida entre Moto e Águia disputado no domingo passado no Castelão, mesmo com a previsão para 30 de junho.

Caso a obra venha a ser concluída dentro da previsão da Prefeitura de São Luís, o estádio poderá ser utilizado pelo MAC, mas no dia 3 de julho, quando o time atleticano enfrenta o Juazeirense-BA ou mesmo contra o Icasa-CE, no dia 10 de julho.

Para o Sampaio, o jogo mais próximo é contra o Paysandu, no dia (1º de julho). O Moto só joga em São Luís, no dia 17 de julho, contra o Santos-AP.

O jeito é esperar!!!!

Fotos: Prefeitura de São Luís

4 comentários »

Braide destaca campanha contra drogas

0comentário
EduardoBraide

Eduardo Braide destaca campanha de prevenção às drogas lançada pelo Ministério Público

O deputado Eduardo Braide destacou em pronunciamento na Assembleia Legislativa a campanha “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?”, lançada nesta terça-feira (21), no auditório da Biblioteca Pública Benedito Leite, em São Luís, pelo Ministério Público do Maranhão.

“A prevenção sempre vai ser o melhor caminho para os nossos jovens no que diz respeito às drogas. Essa iniciativa do Ministério Público, realizada há três anos, reforça a importância do diálogo em casa, na escola e até mesmo no trabalho. Por isso mesmo que não poderia deixar de participar desse momento”, ressaltou Eduardo Braide.

Durante o lançamento, o deputado Eduardo Braide informou aos participantes do evento, dentre eles, o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, e a promotora da 11ª Promotoria, Cristiane Maia Lago – que conduz o projeto desde o início – sobre a Lei 10.302/2015, de autoria do parlamentar, que cria o Conselho Escolar Antidrogas a ser implantado nas escolas maranhenses.

“Fiquei muito feliz em ver a disposição do Ministério Público do Maranhão, na pessoa do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho e da promotora de Justiça, Cristiane Maia Lago, para ajudar a implantar os Conselhos Escolares Antidrogas nas escolas. Esse incentivo aos nossos estudantes é indispensável e iniciativas como a do Ministério Público devem ser ampliadas para que mais jovens entendam que o futuro não passa pelas drogas”, finalizou.

Foto: Divulgação/ Assessoria

sem comentário »

Respeito à dor de uma família…

1comentário

A divulgação nas redes sociais, blogs e em grupos de whatsapp das fotos da jovem que cometeu o suicídio hoje em São Luís provocou uma grande discussão.

Não é a primeira vez e nem será a última que isto acontece, mas definitivamente não podemos mais aceitar que na tentativa de “informar” primeiro, muitos não respeitam a dor do próximo.

Antes de informar sobre casos de suicídio todos nós deveríamos perguntar: e se fosse com alguém da minha família?

A exposição da jovem que recorreu ao suicídio só vai aumentar a dor de uma família, seja ela qual for e que foi arrasada com a trágica notícia.

Na minha opinião não existe nenhum princípio jornalístico que justifique esse tipo de exposição. E assim como muita gente nas redes sociais, também peço que as pessoas não publiquem e nem divulgem as fotos.

Não estou condenando ninguém que possa ter publicado as imagens, mas apenas reforçando a corrente daqueles que defendem o respeito à dor do próximo.

Que a família da jovem encontre em Deus, força para enfrentar este momento tão difícil.

1 comentário »

Edivaldo aponta melhorias no trânsito de SL

9comentários
Deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC)

Deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC)

O deputado Edivaldo Holanda (PCdoB), em pronunciamento feito nesta terça-feira (21), na Tribuna da Assembleia Legislativa, destacou os serviços que a Prefeitura de São Luís vai iniciar nos próximos dias na rotatória da Forquilha, visando melhorar o trânsito naquele local.

Ele afirmou que, diante das dificuldades financeiras, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior está adotando uma nova concepção com menor custo possível. Acabar com algumas rotatórias da cidade foi a medida encontrada pelo prefeito para acabar, principalmente, com os engarrafamentos

“As rotatórias hoje são o principal motivo de engarrafamento em pontos da nossa cidade e de outras cidades do Brasil. Então, elas não servem mais como solução em grandes corredores de trânsito. Ao contrário da sua concepção original, elas atrapalham o trânsito. Assim é que o atual governo de São Luís determinou acabar com as principais rotatórias, como a do retorno da PM, no Calhau; a rotatória que dá acesso ao antigo hotel Quatro Rodas; a rotatória da Forquilha e outras que ainda serão feitas”, afirmou o deputado.

Edivaldo Holanda disse que o retorno da Forquilha deixará de ser rotatória para ser um conjunto semafórico que vai permitir que o trânsito flua do Anil para São José de Ribamar, para os diversos bairros da capital.

“Com certeza, pelos estudos realizados, será imensamente melhorado o trânsito naquela região do retorno da Forquilha e da Forquilhinha, que é a confluência das MA’s 201 e 202”.

9 comentários »

São Luís no contexto da violência urbana

0comentário
Oduvaldo

Professor universitário Oduvaldo Cruz

Por Oduvaldo Cruz

Ao descrever o estado de natureza dos primórdios da humanidade, Thomas Hobbes (1588-1679), em obra denominada O Leviatã, afirmou que quando “os homens vivem sem outra segurança senão a que lhes pode ser oferecida pela força do seu próprio braço” tais homens tem vida “solitária, pobre, sórdida, embrutecida e curta”.

Ao menos em áreas delimitadas das grandes cidades modernas a vida se aproxima dessa perigosa condição existente antes do pacto de proteção mútua, origem e fundamento da sociedade civil e do Estado.

O termo “violência urbana” pode ser conceituado como um fenômeno social composto de comportamento individual e coletivo deliberadamente agressivo e transgressor, apresentado por uma parcela da população nos limites do espaço urbano. Essa modalidade de violência tem características específicas que a distinguem de outras formas de violência praticadas por pessoas ou grupos. Ela se desencadeia em consequência de múltiplos fatores, tais como a cultura de uma época, as condições sociais e o grau de esgarçamento do convívio existente no interior do espaço urbano.

A manifestação mais evidente da violência urbana revela-se por meio de elevados índices de criminalidade e a atitude de seus atores caracteriza-se pela opção deliberada de infração aos códigos elementares de conduta civilizada. Ela difere de outras modalidades de violência, como a guerra entre nações, a guerra civil, a pirataria, o cangaço ou banditismo, conforme denominação de Hobsbawm, a violência doméstica, a violência de gênero e o terrorismo.

Fenômeno disseminado em todas as metrópoles, a violência urbana já faz parte também do dia-a-dia das pequenas cidades e até mesmo de comunidades rurais, antes pacatas e pacíficas. Essa característica das sociedades urbanas modernas, complexa em suas causas, parece consolidar-se localmente á medida que valores sociais, culturais, econômicos, políticos e éticos são atacados ou suprimidos.

O século XX foi marcado pelo avanço exponencial da tecnologia, especialmente nos meios de comunicação. A massificação dos meios de comunicação, com destaque para a TV, o cinema e a internet é uma conquista da humanidade. Mas, a sua popularização produziu o fenômeno da uniformização dos comportamentos, caracterizada pela adoção de modelos copiados da Europa e dos Estados Unidos da América.

(mais…)

sem comentário »

César Pires defende privatização das estradas

0comentário
CesarPires

Deputado estadual César Pires (PEN)

O deputado César Pires (PEN) declarou, na manhã desta terça-feira (21), que está cogitando a proposta de elaboração de um projeto de lei através do qual o governo do Estado possa ter autorização para celebrar parceria com a iniciativa, destinada à recuperação de rodovias estaduais.

Na defesa de sua proposta, César Pires fez referência à recente visita que fez à rodovia MA-127, percorrendo trechos de Caxias a São João do Sóter, de São João do Sóter a Eugênio Barros e a Governador Luiz Rocha, constando que esta rodovia precisa urgentemente de restauração em diversos pontos de sua estrutura.

“Eu sei que o Estado não pode responder a todas essas inquietações da sociedade, sobretudo no campo das estradas. Mas acho que esta Casa pode elaborar um projeto de lei autorizando o Governador a fazer também um processo de privatização daquela estrada construída pela iniciativa privada. Fica aqui a minha contribuição. Disponho-me a defender essa iniciativa do Governo do Estado”, declarou César Pires.

Em seu discurso, César Pires fez referência, também, aos investimentos alocados junto à iniciativa privada para a realização das Olimpíadas de 2016, na cidade do Rio de Janeiro. “Se vale para os Estados desenvolvidos, se vale para as nações desenvolvidas, se vale para dar o exemplo ao mundo, por que não vale para o Maranhão para melhorarmos a trafegabilidade?”, questionou o deputado.

Ele foi enfático na defesa da tese de que a parceria com a iniciativa privada pode ser uma boa alternativa, também, para o Maranhão. “Acho que é algo que devemos fazer. Curitiba faz, São Paulo faz e quando você passa numa rodovia daquela em que vê os guinchos, vê a segurança, vê as câmaras, vê as respostas imediatas, não pense que é de Governo Federal, estadual, na verdade, é da iniciativa privada, por três ou quatro reais que nós pagamos quando nos deslocamos de férias ou não em determinados locais”, salientou.

Ao encerrar seu pronunciamento, César Pires acentuou que “já é hora de todos nós nos unirmos para dar uma resposta melhor para o nosso Estado, independentemente de quem venha ser governador ou quem seja o governador”.

Foto: JR. Lisboa/ Agência Assembleia

sem comentário »

Justiça suspende greve dos servidores

0comentário
Servidoresmunicipais

Desembargador Raimundo Barros determinou a imediata suspensão de movimento grevista

O desembargador Raimundo Barros determinou a imediata suspensão de movimento grevista do Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais da Administração Direta e Indireta, Autarquias, Fundações Públicas, Empresas Públicas e Empresas de Economia Mista de São Luís – (SINFUSP-SL).

Segundo o desembargador, chama a atenção o fato de que inexistiu qualquer tentativa de negociação com o município antes que houvesse a decisão de deflagrar a greve. “É indiscutível que as atividades realizadas pelos servidores são serviços cruciais ao município de São Luís”, destacou Raimundo Barros.

Na decisão o desembargador pontua o quadro de crise que existente em milhares de municípios brasileiros, que têm recorrido ao parcelamento para manter em dia a folha salarial dos trabalhadores, o que não é o caso do município de São Luís.

A fim de assegurar que os servidores públicos municipais continuem a receber de forma pontual seus salários, o percentual de reajuste proposto ao funcionalismo foi calculado com base na capacidade orçamentária atual do município.

O cumprimento das quitações salariais dos servidores municipais vem sendo cumprida de forma regular na gestão municipal. A ação integra o Programa de Valorização do Servidor. Com esta regularidade, a gestão possibilita ao servidor planejar melhor suas finanças.

Foto: Reprodução/TV Mirante

sem comentário »