Muito talento e nenhum profissionalismo

7comentários
HenriquenoSampaio

Atacante Henrique, do Sampaio um dos talentos que nunca passaram de promessas no futebol

O “novo” episódio envolvendo o atante Henrique do Sampaio é o retrato da falta de profissionalismo dos jogadores de futebol no Maranhão.

Relacionado para viajar com o Sampaio para o jogo contra o Goiás, o atacante alegou que por conta de um engarrafamento na ida ao aeroporto perdeu o voo.

Nem preciso falar da qualidade dos nosso atletas. Times de tudo que é lugar vem sempre ao Maranhão em busca de “jóias raras”.

Muitas vezes, muitas deles ficam por aqui mesmo. Talentos como Henrique, Pimentinha, Edgar e muitos outros estão por ai. Basta procurar que temos de montão nos campinhos dos bairros. Mas por conta de uma conduta ruim fora dos gramados e falta de profissionalismo acabam jogando a carreira fora.

Em qualquer carreira e no futebol não é diferente, o profissional vai onde ele quer ir. Basta se dedicar, e é claro que tenha a oportunidade e o talento.

Outros, mal começam e colocam um “salto bem alto” e não passam de meras promessas. São em sua maioria jogadores comuns que não se dedicam e que não tem o futebol como profissão, mas sim como diversão e por isso não se tornam atletas de verdade.

Tem ainda a geração “frescura” ou da “chuteira colorida” como queiram. E aqueles que divem os “times” com os campos de peladas nos bairros, nas quadras de futsal, por um tostãozinho aqui e ali.

Moto, Sampaio e Maranhão tem dado muita oportunidade nos últimos anos aos talentos maranhenses, mas poucos tem aproveitado o que é muito ruim para todos, inclusive para os clubes que são obrigados a trazer para cá um monte de peladeiros.

De qualquer forma, torço para que os clubes não desistam dos nossos talentos, mas é necessário agir cada vez mais com profissionalismo e disciplina ou do contrário continuaremos formando muitos e apenas os “Henriques, Pimentinhas e Edgares”.

Foto: Biaman Prado/ O Estado

7 comentários para "Muito talento e nenhum profissionalismo"


  1. JOSÉ CORREA

    É uma pena, Henrique, Pimentinha e Edgar, vão voltar as origens, Campeonatos de bairros e jogando por uma conta de luz ou que sabe por um botijão de gás, essa é a verdade, que quiser comprovar é só ir ao bairro do Parque Vitória.
    Na cidade Operária, tem atleta que joga por menos de R$100,00 (cem reais) por partida.

  2. Joaquim

    É imprescidível um planjamento de acompanhamento psicológico para esses garotos. Intenso muito intenso quando chegam e depois regularmente as estratégias os psicólogos tem para isso. Senão será sempre assim!

  3. Orlando

    Concordo com você Zeca, na minha opinião estaria os trés fora do Sampaio.
    O ciclo acabo já deram o que podiam, é muita irresponsabilidades juntas.

  4. Gustavo Júnior

    Os peladeiros do campo do Verona, Vila Fialho, contam muitas histórias acerca do comportamento negativo de alguns jogadores maranhenses da atualidade. Cachadas é o de menos

  5. Rafael Serra

    Henrique chegou ao sampaio com status de promessa. Que nunca se cumpri. Pimentinha e edgar nunca estouraram fora. E reclamao que clubes nao aproveitam
    Os maranehnse

  6. Zé claudio

    Multa o jogador, e manda ele procurar clube. Só assim ele vai entender, que não tem essa bola toda.

  7. MOTENSE APAIXONADO

    Zeca, foi perfeito. O Moto esse ano tinha mais de 10 garotos. Um deles foi o melhor zagueiro do ano. Wanderson. E ja queria sacanear o clube. Depois monte de torcedor fica dizendo que os clubes aqui nao dão oportunidade. Oportunidade se dá pra quem quer e aproveita. Tai mais uma prova

deixe seu comentário