Andrea contesta mudanças em avenidas

4comentários
Andrea contesta obra que transformará avenidas em mão única

Deputada Andrea Murad (PMDB) contesta obra que transformará avenidas em mão única

A deputada Andrea Murad contestou a ideia de transformar as avenidas dos Holandeses e Litorânea em vias de mão única. Um convênio entre o governo e a Caixa Econômica Federal foi assinado ontem para se dar início às obras de reestruturação das duas avenidas que resultará no fluxo de veículos em apenas um sentido. O verdadeiro objetivo da obra só veio à tona agora já que no projeto de operação de crédito, aprovado em abril, o assunto não foi detalhado.

“Ontem o Governo assinou o convênio com a Caixa Econômica Federal para execução da primeira etapa do Projeto, para a execução daqueles cinquenta e cinco milhões do pedido de empréstimo que foi aprovado nesta casa em abril. E na verdade nós, naquela época, não sabíamos nada do projeto. No dia, eu não estava na sessão, mas no dia seguinte disse que votaria não como forma de protesto, porque o projeto não era transparente. Só agora estamos sabendo do que realmente se trata. Flávio Dino quer tornar mão única as avenidas Holandeses e Litorânea porque não tem projeto para melhorar o trânsito da cidade. Então, resolveu fazer uma loucura dessa porque achou mais fácil, rápido e prático”, disse.

A deputada argumentou a falta de qualquer discussão sobre o assunto com a sociedade e qualquer estudo de viabilidade técnica, ambiental ou de tráfego divulgado para se justificar uma alteração desse nível na capital maranhense, que não deve ser comparada com capitais como Recife que mantém uma avenida de mão única na orla. Para a parlamentar é a medida mais fácil para o governador em vez de buscar soluções mais eficientes como os iniciados pela gestão anterior.

“Ele poderia colocar mais uma via em cada lado da Avenida dos Holandeses, que seria a continuidade do corredor metropolitano ou então ver uma equipe para ver a melhor solução para melhorar o trânsito na capital já que ele não quer dar continuidade a nenhuma obra iniciada na gestão anterior. Com o corredor Metropolitano ele daria fluidez ao sistema viário nos principais pontos de estrangulamento da região metropolitana de São Luís, beneficiando mais de cinquenta bairros, pois o problema do trânsito não é somente na avenida dos holandeses. Isso mostra o desconhecimento do governador. Com o corredor metropolitano ele também interligaria São Luís a outros municípios da grande ilha, resolveria o grande problema da mobilidade urbana na capital. O governador podia pegar uma aula com o Luís Fernando que tem conhecimento sobre esse assunto para tentar fazer algo melhor do que essa loucura e insanidade que ele está querendo fazer aqui, cometendo essa barbaridade de transformar a Litorânea e a Holandeses em mão única, podendo ainda prejudicar tanto os comerciantes da Holandeses como os da Litorânea, além de criar grandes transtornos para a população”, finalizou.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

4 comentários para "Andrea contesta mudanças em avenidas"


  1. Paulo

    Essa deputada está a serviço do pai dela e não do povo, então Andréa Murar apresente uma solução, francamente esse é o retrato dos parlamentares daqui do Estado incompetentes, corruptos e oportunistas !

  2. André Moreira

    Sinceramente, que mulher despreparada. Típica figura dos nossos políticos que falam por falar ou fazem oposição por fazer:

    “Flávio Dino quer tornar mão única as avenidas Holandeses e Litorânea porque não tem projeto para melhorar o trânsito da cidade. Então, resolveu fazer uma loucura dessa porque achou mais fácil, rápido e prátic”

    Ué, não tem projeto? Isso é um projeto. Ela faltou no dia da sessão da votação e quer falar o que? Por fim, toda grande cidade fez obras nesse sentido. No Rio de Janeiro, todo santo dia mudam algum sentido de via ou então intinerário de ônibus. Honestamente, acredito que essa obra vai agregar muito e ainda vai fazer são luís ficar mais bonita.

  3. PEDRO IGOR BRITO

    A urgência do trânsito em são Luis não está nestas duas avenidas que fluem normalmente é fluira melhor com a extensão até o olho dágua. O problema real de são Luis se resumem ao gargalos do são domingos, do natureza shell, do macro e falta dos elevados forquilha e mix Matheus, isto sim é urgente.

  4. PEDRO IGOR BRITO

    Cadê a audiência pública de uma desta de tanto impacto? Outro detalhe essas vias de sentido único só fazelt sentido quando existem pelo menos três paralelas como em Recife e fortaleza. Ja imaginou um acidente em uma delas ninguém volta para casa. Outra coisa a avenida só possui quatro acessos o do prolongamento, o do barrmar, o do tambau e do parquinho. Ou seja após o parquinho se o motorista quiser voltar terá que terminar toda a litoranea pegar de novo a holandeses na AABB até de novo a pm. Isto é loucura.

deixe seu comentário