Prefeitura reduz déficit habitacional

4comentários
Prefeitura trabalha para reduzir déficit habitacional e melhorar qualidade de vida de famílias

Prefeitura trabalha para reduzir déficit habitacional e melhorar qualidade de vida de famílias

Desde que se mudou para seu novo lar, um dos apartamentos do Residencial Piancó, na região Itaqui-Bacanga, a dona de casa Francisca Alves Ferreira, 59 anos, relata que houve uma verdadeira revolução em sua vida, tanto no aspecto social como econômico. Ela transformou um dos espaços da sua nova residência em uma pequena mercearia e já colhe os frutos do seu novo negócio, hoje muito frequentado pelos moradores do habitacional. Dona Francisca é uma das 39 mil pessoas beneficiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida, na capital maranhense. O programa, de iniciativa do governo federal e executado pela Prefeitura de Sãp Luís por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), entregou 11 mil unidades desde o início da atual gestão.

O prefeito Edivaldo destacou que os índices alcançados representam um marco na política habitacional de São Luís. “Com planejamento e muita responsabilidade, conseguimos entregar um volume significativo de unidades e realizar o sonho da casa própria para milhares de famílias. Para nós, é motivo de grande alegria garantir dignidade e condições adequadas de moradia a essas pessoas”, afirmou Edivaldo.

As 11 mil unidades habitacionais entregues estão distribuídas em 28 conjuntos residenciais. Entre os empreendimentos entregues estão os residenciais Ribeira, de 1 a 9; Amendoeira, de 1 a 4; Santo Antônio, 1 e 2; Piancó, 7 e 8; Nova Aurora, 1 a 4; Recanto Verde, 1 a 4; Luiz Bacelar, 1 e 2, São José 5 e mais cinco conjuntos do Residencial Vila Maranhão.

Segundo Diogo Lima, titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), estão sendo finalizadas as obras de construção de mais cinco conjuntos

Segundo Diogo Lima, da Semurh estão sendo finalizadas a construção de mais cinco conjuntos

Segundo Diogo Lima, titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), estão sendo finalizadas as obras de construção de mais cinco conjuntos habitacionais, que serão entregues no próximo ano. Entre os empreendimentos estão o Eco Tajaçoaba 1 e 2, com mil unidades de casas; o Vila Maranhão 5, com 272 apartamentos; o Piancó de 1 a 6, com 1.344 unidades habitacionais; o Residencial Mato Grosso I e II, com 3 mil casas; e o Morada do Sol I e II, com 2.186 unidades habitacionais.

“As unidades residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida atendem pessoas de comprovada situação de vulnerabilidade social, moradores de áreas de risco, beneficiários de aluguel social e pessoas com deficiência. Avançamos muito e beneficiamos muitas pesslas mesmo em um cenário difícil do ponto de vista da aquisição de recursos”, afirmou o secretário Diogo Lima.

Foto: Maurício Alexandre

4 comentários »

Natal, alegria e solidariedade

0comentário
Natal1

Charles Júnior, Adeílson Santos e César Boaes levaram alegria às crianças no Cantinho do Céu

Natal3

Voluntários  participaram da décima edição do Natal da Vovó Bibita no Cantinho do Céu

O domingo foi das crianças no Natal da Vovó Bibita…

No seu décimo ano, mesmo debaixo de chuva, voluntários solidários levaram a alegria do Natal a crianças do Cantinho do Céu e das Vilas Sete de Setembro e Regina.

Não tenho palavras para explicar o sentimento após ter participado de mais um dia desses que não é um dia qualquer. Fica em minha mente o rostinho feliz de cada uma das crianças que recebeu o seu presente de natal.

A festinha este ano contou com a participação mais do que especial do elenco do espetáculo do Pão com Ovo e de muitos amigos que doaram brinquedos e fizeram a alegria de aproximadamente 300 crianças.

Nosso agradecimento a todos que participaram e o convite para que no próximo ano estejamos todos juntos em mais um Natal Solidário da Vovó Bibita.

Fotos: Zeca Soares

sem comentário »

Moto anuncia atacante Valdanes

5comentários
Atacante maranhense Valdanes foi confirmado pelo Moto para a próxima temporada

Atacante maranhense Valdanes foi confirmado pelo Moto para a próxima temporada

O atacante Valdanes, de 30 anos é o novo reforço do Moto para a temporada 2017.

A contratação do atacante maranhense de Governador Luiz Rocha foi confirmada neste domingo pelo presidente Célio Sérgio.

Valdanes começou a carreira no Imperatriz. Foi campeão maranhense pelo JV Lideral. Já atuou no Duque de Caxias-RJ, Chapecoense-SC, Anapolina-GO, ASA-AL, Cuiabá, MT e seu último clube foi o Águia de Marabá-PA.

Com a experiência que tem por ter dispitado as Séries C, D e B, Valdanes será um jogador bastante importante ao Moto na temporada.

Além de Valdanes, o Moto já contratou os atacantes Eduardo (Atlético-AC) e Júnior Juazeiro (Mogi Mirim-SP).

Foto: Facebook

5 comentários »

Aumento de imposto desnecessário

2comentários
Deputado Adriano Sarney critica aumento de ICMS proposto pelo governador Flávio Dino

Deputado Adriano Sarney critica aumento de ICMS proposto pelo governador Flávio Dino

Por Adriano Sarney

A Dora, funcionária da padaria que frequento, ganha um pouco mais de um salário mínimo, mas paga R$ 140 de energia elétrica. O que já era um absurdo vai piorar com o “pacote de maldades” do Governo do Estado. A partir de janeiro, a Dora vai pagar 40% a mais de imposto sobre a conta de luz. O ICMS para quem consome menos de 500 quilowatts/hora vai passar de 12% para 18% (quem consome acima desse limite vai pagar 27%). E não para por aí. Vai ter aumento na telefonia, na TV por assinatura, na gasolina e no álcool. O Ribamar, marido da Dora, que é taxista e já paga caro pelo combustível, não gostou nada disso, se sente enganado por ter votado no governo comunista.

Pior que o aumento do imposto é a desculpa que o governo deu para esta ação equivocada. Segundo o governador, “a medida se destina a proteger dos efeitos da crise os maranhenses que precisam do Estado.” No entanto, aumentar impostos agrava ainda mais a crise econômica, principalmente quando afeta diretamente os menos favorecidos. A lógica invertida de transferir dinheiro da população para a inchada e ineficiente máquina do governo pode, aí sim, colocar o Maranhão no mesmo patamar dos estados “quebrados,” a exemplo do Rio de Janeiro. O governo tem que cortar na própria carne, reduzir despesas e criar incentivos para a economia voltar a crescer. Impostos reduzem o poder de compra da população e em momentos de crise geram falências e demissões. O PIB encolheu 0,33% no último trimestre, 16 mil postos de trabalho foram perdidos só em 2015. O Maranhão que crescia a uma média de 10% ao ano, gerava empregos e ainda tinha condições de bancar a conta de energia elétrica para 100 mil famílias pelo programa Viva Luz, ficou para trás.

Flávio Dino recebeu o governo com um percentual da despesa com pessoal de 38,70% em janeiro de 2015 (no final do ano passou a ser 42,83%) e dívidas que equivaliam a 57,04% (após 12 meses subiram para 68,28%) da receita do estado. O governador Pezão recebeu o Rio de Janeiro com dívidas equivalentes a 195,17% da receita. Mas, apesar de ter recebido uma máquina enxuta em comparação com outros estados e com recursos do BNDES de extraordinários R$ 2 bilhões em caixa, o governo cometeu uma verdadeira lambança nas contas públicas, aumentou o custeio em 15%, onerou a máquina, contraiu novas dívidas e hoje é a administração com o maior número de Secretarias do Brasil, são 29, enquanto Goiás, por exemplo, tem apenas 10.

Após verificar o tamanho dos erros cometidos no primeiro ano de governo, o remédio amargo do governador foi o de reduzir os investimentos públicos, em 2015 deixou de investir R$ 1 bilhão para pagar despesas, e aumentar os impostos, passou a cobrar mais ICMS, tanto que houve aumento de 17% nas receitas tributárias, dinheiro de mais impostos para concertar o erro do governo.

A perversidade é tanta que nem mesmo os gordos recursos da Repatriação, de R$ 286 milhões, o segundo maior do país, e os novos empréstimos que somam incríveis R$ 600 milhões, são suficientes para saciar a sede comunista de taxar, onerar e prejudicar a população. E neste final de ano temos mais essa medida nefasta para a economia de nosso estado. Mas, medidas impopulares parecem não afetar as decisões de Flavio Dino, que sempre tem a tal da “oligarquia” para culpar. E ao culpar, é agressivo, indelicado, imprudente e demonstra todo o seu lado autoritário.

Isto dito, finalizo com uma frase do Ribamar, o taxista, marido da Dora, que votou no projeto comunista e agora terá de conviver com o aumento da gasolina: “éramos felizes e não sabíamos.”

*Adriano Sarney é economista, administrador e deputado estadual (PV-MA)

2 comentários »

Novo conceito de praças em São Luís

2comentários
Prefeitura de São Luís avança na construção da praça dos Ipês, no Angelim

Prefeitura de São Luís avança na construção da praça dos Ipês, no Angelim

Moradores do Angelim vão ganhar um novo espaço de lazer e de prática de esporte que está sendo construído pela Prefeitura de São Luís. A praça dos Ipês, como será chamada, está localizada entre as ruas 7 e 8. O local, antes cheio de lixo e de mato, está dando lugar a uma bonita área de lazer para toda a comunidade com playground, academia ao ar livre e pista de skate. Esta é a primeira praça construída pela Prefeitura que conta com uma pista para realização do esporte.

O serviço compõe o cronograma de recuperação de praças da capital que já requalificou mais de 30 logradouros em São Luís, transformando-os em espaços de lazer e convivência frequentados por crianças, jovens e idosos, em diversos bairros da cidade.

Os espaços, antes abandonados, eram considerados um gargalo da política pública voltada à infraestrutura de lazer e entretenimento dos moradores. Por conta disso, a reforma das praças tornou-se uma prioridade de gestão do prefeito Edivaldo. O objetivo é ofertar à população locais mais aprazíveis e adequados ao lazer e bem-estar mais próximos de suas casas.

No novo modelo de praças em São Luís, a prefeitura garante a prática de esporte e lazer

No novo modelo de praças em São Luís, a prefeitura garante a prática de esporte e lazer

A construção da praça do Angelim atende à solicitação da comunidade que foi convidada a participar do desenvolvimento do projeto com a equipe da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh). A obra era, há muito, esperada pelos moradores do bairro, que tem mais de 40 anos de fundação.

“A pista de skate, por exemplo, foi uma solicitação dos moradores. A construção dessa pista acabou levando o pessoal da Confederação de Skate, que integra praticantes de skate, patins e bicicross, a contribuir com o projeto dando orientação sobre qual a melhor altura das rampas para mais segurança e desempenho dos participantes do esporte”, contou a coordenadora de Operação Urbana da Semurh, Joseana Cristina Morais Anchieta.

Fotos: Juracy Meireles

2 comentários »