Veja os locais do concurso na Educação

0comentário

Prefeitura de São Luís divulga locais de prova para o concurso público na Educação

Candidatos inscritos no concurso público para a Secretaria Municipal de Educação (Semed) já podem consultar os locais de provas. A lista foi disponibilizada nesta segunda-feira (30), na página do Centro Brasileiro de Pesquisa, Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cesp/UnB), instituição responsável pela aplicação do certame. O concurso integra o conjunto de medidas executadas pela Prefeitura de São Luís para estruturar a Educação, tendo como prioridades diminuir o déficit de educadores, promover capacitação e ações de valorização do professor.

O concurso oferece 822 vagas, incluindo cadastro de reserva, para nível médio e superior. As provas serão realizadas dia 5 de fevereiro. Para ter acesso ao local de prova, o candidato deve acessar a página do Cesp/UnB pelo endereço eletrônico e clicar no link ‘Consulta de local e horário das provas objetivas e discursiva’. Na tela seguinte, o inscrito deve informar o CPF para fazer a consulta. A informação pode ser acessada ainda na página da Prefeitura.

A diminuição do déficit de profissionais na área é um dos benefícios do concurso, segundo avalia a secretária municipal de Administração (Semad), Mittyz Fabíola Carneiro Rodrigues. “A Prefeitura, por meio da Semad, aguarda com grande expectativa a realização do concurso público, que obteve mais de 20 mil inscritos. Isso demonstra também a grande expectativa da população e para nós, o êxito do certame”, disse a titular da Semad.

O secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa, reforçou a condução do processo, que transcorre dentro da normalidade e o seu impacto significativo na rede de ensino da capital. “Depois de concluído, o concurso contribuirá para a diminuição do déficit de professores na rede municipal, somando às demais medidas já executadas pela gestão do prefeito Edivaldo para qualificar a Educação de São Luís. É mais uma iniciativa de extremo resultado desta gestão e que terá ação direta sobre nossas crianças e jovens estudantes”, enfatizou o titular da Semed.

São oferecidas no concurso público oportunidades no magistério para professores de artes, ciências, educação física, educação infantil, filosofia, ensino religioso, geografia, história, inglês, língua portuguesa, matemática, atendimento educacional especializado, braile, língua brasileira de sinais, intérprete de língua brasileira de sinais, suporte pedagógico e professor 1° ao 5° ano.

Para nível médio, as vagas são destinadas aos cargos de cuidador escolar, monitor de transporte escolar e para transcritor e adaptador de Sistema Braille. Já no superior, as oportunidades são nas áreas de arquitetura, assistência social, engenharia civil, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, revisor de braile e terapia ocupacional.

As remunerações variam de R$ 1.112,09 para cargos de nível médio; e de até R$ 2.661,20 para o nível superior. O concurso conta ainda com vagas no cadastro de reservas, para serem acionados em caso do surgimento de demanda. O concurso tem validade de dois anos.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Dirigentes buscam recursos para Série C

4comentários

Presidente do Sampaio, Sérgio Frota participa de reunião da CBF sobre a Série C

Dirigentes de treze das vinte equipes que disputarão o Campeonato Brasileiro Série C participaram de uma reunião importante nesta segunda-feira (30), na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Em pauta um pleito dos clubes para que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) destine uma cota pela participação das equipes na competição, a exemplo do que já acontece com as duas principais divisões do futebol brasileiro.

Atualmente, a CBF custeia as despesas com passagem e hospedagem das vinte equipes. Além da cota, os clubes vão propor a realização da competição em pontos corridos. Outra fórmula discutida foi a manutenção do modelo atual com a realização de dois quadrangulares na segunda fase que definiriam o acesso.

Aqui do Maranhão, apenas o Sampaio, representado pelo presidente Sérgio Frota marcou presença.

“Foi uma reunião importante e que contou com quase todos os clubes. Foi criada uma comissão para encaminhamento do pleito dos clubes e acredito muito que a CBF fará o que for possível para atendê-los”, disse Sérgio Frota.

Segundo o presidente do Moto, Célio Sérgio que não pode comparecer à reunião, os pleitos que serão defendidos pelo presidente do Sampaio, também foram alinhados com o Moto, mas uma coisa precisa ser dita:  um clube como o Moto não pode ficar sem representante nestas reuniões.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Andrea defende devolução de aluguel

4comentários

Dinheiro do “aluguel camarada” precisa ser devolvido, diz deputada Andrea Murad (PMDB)

A deputada Andrea Murad (PMDB) comentou que a exoneração de Jean Carlos e devolução da casa em dezembro com “aluguel camarada” não são suficientes, mas que é preciso o ressarcimento do valor aos cofres públicos, principalmente, referente aos meses em que a casa onde está instalada uma unidade de internação da FUNAC não foi utilizada.

Na semana passada, aconteceu uma conciliação na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, quando ficou acertado retirar a unidade da FUNAC no fim deste ano. Para deputada, não houve recuo do governo, mas sim a continuação de um aluguel  que beneficia um filiado do PC do B com um contrato no Estado.

“Exonerar o proprietário do imóvel com ‘ALUGUEL CAMARADA’ que estava empregado na EMAP, órgão do governo, e adiar para dezembro a retirada da unidade da FUNAC na Aurora não são medidas suficientes. Os aluguéis pagos durante o ano que a casa não foi usada pelo governo, precisam ser devolvidos ao cofres públicos. O governador nunca recuou quanto ao “ALUGUEL CAMARADA”, muito pelo contrário, prevalece a vontade dele em determinar que ficará com o imóvel até dezembro, totalizando 2 anos e meio de pagamentos ao filiado do PCdoB, metade da vigência do contrato, por uma casa que não está e nunca esteve em condições de receber internos como prevê o SINASE. A exoneração do Jean Carlos, dono da casa, só demonstra que tem algo errado nos privilégios garantidos ao filiado. Ora, o governador insiste em continuar ajudando seu correligionário no aluguel de uma casa onde foi até comitê de campanha do PC do B em 2014. É imoral, sem o menor pudor”, escreveu nas redes sociais.

Em julho de 2015, a Fundação alugou uma casa de propriedade de Jean Carlos Oliveira, filiado do PCdoB, que recebeu o pagamento da locação por mais de um ano sem a casa ser utilizada. Apenas em janeiro deste ano que os internos foram transferidos para o bairro Aurora, diante de vários protestos. Além da Associação dos Moradores, a deputada Andrea também acionou a Procuradoria Geral de Justiça para apurar o caso e espera que o dinheiro pago sem uso do imóvel seja ressarcido aos cofres públicos.

“O governo diz que em dezembro, vejam só, apenas em dezembro vai tirar a FUNAC da Aurora, e isso é uma verdadeira afronta à população, isso sim! Por que Flávio Dino vai passar mais 1 ano reformando o que bem entender no imóvel de seu filiado, pagando R$ 12 mil por mês, conforme contrato, para manter apenas 7 internos? Não há cabimento nesse gasto do governo e chega a ser escandalosa essa conivência de manter mais 1 ano um contrato com pagamentos notoriamente ilegais. Tenho certeza que o Poder Judiciário será mais firme quando decidir sobre o ressarcimento que deverá ser feito aos cofres públicos por causa dessa imoralidade ”, disse Andrea.

4 comentários »

Nova mesa toma posse essa semana na AL

0comentário

Nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão toma posse em 1º de fevereiro

A nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, eleita para o biênio 2017/2018, será empossada na próxima quarta-feira, dia 1º de fevereiro. Por conta do recesso parlamentar, a cerimônia será realizada no Salão Nobre do Palácio Manuel Beckman, às 10h, e deve contar com a presença de diversas autoridades convidadas e imprensa.

A Mesa Diretora terá mandato de 1º de fevereiro de 2017 até 31 de janeiro de 2018. A chapa única – intitulada “União e Progresso” – foi eleita com o voto de 38 dos 42 deputados.

Os atuais presidente e vice-presidente da Casa, Humberto Coutinho (PDT) e Othelino Neto (PCdoB), foram reeleitos.

Para os demais cargos foram eleitos Fábio Macedo (PDT) – segundo vice-presidente; Josimar de Maranhãozinho (PR) – terceiro vice-presidente; Adriano Sarney (PV) – quarto vice-presidente; Ricardo Rios (PEN) – primeiro secretário; Stênio Rezende (DEM) – segundo secretário; Zé Inácio (PT) – terceiro secretário e Nina Melo (PMDB) – quarto secretário.

A solenidade de abertura da 3ª sessão legislativa da 18ª Legislatura acontecerá no dia 2 de fevereiro, às 9h30, no Plenário Nagib Haickel.

sem comentário »

Manchas no caso do ‘aluguel camarada’

0comentário

Jean Carlos, proprietário do imóvel alugado participa de encontro com Júlio Guterres

O Governo do Estado oficializou na sexta-feira o desligamento do comunista Jean Carlos Oliveira dos quadros da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap).

Jean é filiado ao PCdoB e proprietário de um imóvel na Aurora que abriga unidade anexo da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), que ficou em evidência no escândalo de repercussão nacional e que ficou marcado como “aluguel camarada”.

O comunista participou diretamente da campanha eleitoral do PCdoB em 2014, quando o hoje governador Flávio Dino (PCdoB) disputava o comando do Executivo. E o imóvel foi utilizado como comitê de campanha. Lá, eram distribuídos materiais gráficos da campanha de Dino e eram realizadas reuniões políticas.

Além disso, Jean Carlos recebeu, desde 2015, mais de R$ 170 mil de dinheiro público, pelo aluguel do imóvel na Aurora. A residência, contudo, só foi ocupada pela Funac no início deste ano.

Foi o que motivou a instauração de inquérito no Ministério Público e pelo menos duas ações na Justiça Estadual. A denúncia é de que houve favorecimento e ato de improbidade administrativa.

Talvez por isso a Emap, agora, ao demitir o comunista, sustenta que não vê ilegalidade na locação do imóvel, mas condenou o agora ex-funcionário por não ter informado, no ato de sua nomeação, a existência do contrato com a Funac.

Ora, se não há ato ilícito, porque exigir informação sobre contratos de locação dos funcionários da empresa?

Está claro que o Governo usa a situação de Jean Carlos para isentar-se de culpa no caso, todo ele nebuloso.

Assim como está claro que a exoneração do comunista não elimina eventual ato de improbidade administrativa cometida no governo Flávio Dino, na locação do imóvel na Aurora.

Ato esse que está sob a investigação do Ministério Público e sob a análise da Justiça.

Coluna Estado MAior/ O Estado

sem comentário »