Desmistificar é preciso

0comentário

Por Joaquim Haickel

Como já disse na abertura de meu artigo da semana passada, para que se possa bem analisar o quadro político maranhense, é indispensável que primeiramente joguemos por terra alguns mitos que nos induzem a graves erros de avaliação. Vejamos um segundo mito que precisa ser derrubado.

Flávio Dino prometeu ao eleitor maranhense que se eleito fosse iria implantar no Maranhão uma forma diferente de fazer política, iria agir diferente dos políticos que vieram antes dele, que seu governo seria um governo democrático, onde o respeito às pessoas e aos seus direitos estaria acima e à frente de todas as ações do Estado, que seria dirigido de forma isenta, sem utilizar as pecaminosas e condenáveis práticas próprias de tempos de privilégios de uns em detrimento a outros, onde o patrimonialismo seria extinto, onde não haveria o beneficiamento de apaniguados!…

Muita gente acreditou nisso! Até mesmo eu, durante os cinco minutos de bobo que todos nós temos direito, de tempos em tempos, acreditei que eles fariam o que prometeram e sepultariam de uma vez os políticos que vieram antes deles. Isso tudo em benefício do Maranhão e de seu povo!

Tolice! Era tudo papo furado! Conversa pra boi dormir! Discurso vazio, apenas para enganar o eleitor em sua boa fé, usando a esperança do povo maranhense contra ele mesmo.

Depois de eleito e de ter tomado posse dos destinos do Maranhão, Flávio Dino e seus asseclas passaram a fazer exatamente as mesmas coisas que seus antecessores faziam.

Continuaram cultivando apaniguados, só que agora eram os seus, mesmo que estes fossem, muitas das vezes, os mesmos apaniguados de outrora.

Da noite para o dia seu partido, antes com quatro gatos pingados, inchou, engordado pelas benesses geradas pela proximidade do poder e de seus recursos financeiros.

Se tudo isso não lhe convencer, observe o desgoverno pelo qual estamos atravessando. Em que ele difere de governos passados!? A saúde está melhor que antes!? A educação melhorou!? Há mais segurança!?…

Se há uma coisa muito melhor hoje do que em governos anteriores é a propaganda, pois neste governo os profissionais dessa área têm feito um trabalho espetacular, mostrando o que não existe e escondendo suas mazelas.

Há ainda outra comparação que precisa ser feita e nesta o atual governo supera os anteriores de maneira absoluta. Este governo é mais autoritário, mais antidemocrático, mais mentiroso, mais excludente, muito mais perseguidor com aqueles que não comunguem de suas crenças ou não rezem pelo seu catecismo.

O governador Flavio Dino usa a hipocrisia de maneira descarada, ele não tem a menor vergonha de exigir que as pessoas sejam e ajam do modo como ele não é e não age. Vejam os casos dos alugueis camaradas! Na campanha eleitoral de 2014 ele condenou a contratação de um determinado aluguel enquanto em 2016, já no governo, ele fez um contrato idêntico!

O governador é uma pessoa arrogante, um indivíduo prepotente, um sujeito que não tem medo nem vergonha de ser mal educado, pois se respalda no cargo que ocupa. Vejam como tratou a prefeita Maura Jorge, o prefeito Lahercio Bonfim e como trata aqueles que não concordam com ele ou se curvam aos seus caprichos!

Messiânico, ele deseja fazer com que as pessoas acreditem que ele veio para transformar o Maranhão, mas o tolo não se lembra das palavras de Lincoln… Não é possível enganar a todos, o tempo todo.

O mito da mudança realizada pelo atual grupo no poder no Maranhão é um mito, uma farsa, uma mentira, que deve ser denunciada e desmistificada.

sem comentário »

Padastro confessa que matou menina

0comentário

O padastro de Alanna Ludmilla, Robert Serejo, 31 anos, confessou que estuprou e matou por asfixia a menina, segundo a polícia. A informação foi divulgada em entrevista coletiva realizada na tarde deste sábado(4). Segundo as informações repassadas na coletiva, Robert informou que agiu sozinho durante todo o crime.

Segundo a polícia, Robert informou que, no dia do crime, pulou o muro da casa da vítima e conseguiu entrar porque tinha uma cópia da chave. Ao entrar na residência, encontrou a menina sozinha. Ela gritou, mas ele tampou a boca dela com a mão e depois cometeu abuso sexual. Depois do crime ele disse que a matou asfixiada e a enterrou no quintal da casa.

Robert também confessou que levou a mochila da menina para outro bairro e que sabia que a mãe não estava na casa no dia do crime. Como réu confesso do assassinato de Alanna, Robert ficará em isolamento no Centro de Triagem de Pedrinhas. A prisão de Robert Serejo ocorreu na manhã deste sábado(4), ao ser reconhecido enquanto estava em uma van que seguia em direção ao interior do Maranhão.

Alanna Ludmilla foi encontrada morta por vizinhos em uma cova rasa no quintal da sua casa, na manhã dessa sexta-feira (3). A menina estava com as mãos amarradas para trás e com um saco plástico na cabeça. O laudo oficial da perícia ainda não tem data definida, mas deve ser divulgado nos próximos dias.

Leia mais

sem comentário »

Suspeito de matar menina é preso

0comentário

O ex-padrasto e suspeito de assassinar Alanna Ludmilla, de 10 anos, foi preso no fim da manhã deste sábado (4), ao ser reconhecido enquanto estava em uma van que seguia em direção ao interior do estado.

O motorista do veículo onde Robert de Oliveira Cerejo estava o reconheceu e fez sinais para policiais militares que estavam em uma barreira policial localizada na BR-135, na Zona Rural de São Luís.

Após a confirmação da identidade do suspeito, ele foi preso e encaminhado para a sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), onde as investigações do caso estão sendo conduzidas. A Justiça do Maranhão já decretou a prisão temporária de 30 dias do suspeito.

Nessa sexta-feira (4), o delegado da Delegacia de Homícidios, Arthur Benazzi disse que há indícios que mais de uma pessoa esteja envolvida no crime e que as investigações indicam que o assassino era um conhecido da família.

Leia mais

sem comentário »

Santa Rita investirá em arranjos produtivos

0comentário

O prefeito Hilton Gonçalo aproveitou o feriado para visitar os arranjos produtivos desenvolvidos nas suas gestões anteriores e anunciou que novos modelos vão ser adotados nas próximas semanas.

O arranjo produtivo é uma ideia concebida por Hilton Gonçalo que consiste na abertura de valas na região de campo, o que possibilita o represamento de água durante todo o ano, garantindo peixes e uma fonte para deixar os animais hidratados, assim como a população local.

Porém em um novo modelo aprimorado será concebido, além de abrir novas seis balas no município, Hilton Gonçalo vai fomentar a plantação de juçarais e bananeiras nas margens do represamento da água. Essa iniciativa visa gerar também renda.

A ideia tem custo baixo e grande relevância social, uma vez que possibilita que centenas de famílias tenham alimento e água garantidos para todo o ano.

Na última quinta-feira (2), Hilton Gonçalo visitou o arranjo produtivo da Ilha das Pedras, naquele povoado a vala aberta tem 1200 metros de extensão por 2 metros de largura e mais de 2 de profundidade.

De acordo com relatos de moradores do povoado, desde que a vala foi construída nunca mais o gado morreu de sede e faltou comida na mesa.

sem comentário »

Prefeitura avança na educação aponta exame

0comentário

A melhoria do ensino na rede pública municipal foi comprovada com a divulgação dos resultados da terceira edição da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), coordenada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

No exame, realizado em novembro de 2016, os estudantes da rede municipal de ensino apresentaram desempenho superior em comparação a anos anteriores. Os resultados, que foram divulgados na última semana, foram alcançados graças a investimentos da Prefeitura de São Luís na área da Educação, com ações voltadas para a valorização do professor e a qualificação do ensino.

Para o prefeito Edivaldo, os resultados da avaliação refletem o trabalho que a gestão tem desempenhado para oferecer aos estudantes um ensino de qualidade. “Esse é um dos reflexos do esforço que temos realizado para melhorar cada vez mais o ensino na rede pública municipal. A Educação é porta para a transformação da sociedade, por isso é prioridade na nossa gestão. Vamos investir ainda mais e os resultados mostram que estamos no caminho certo”, ressaltou o gestor.

A ANA avaliou crianças de escolas públicas matriculadas no 3º ano do Ensino Fundamental. Foram aplicados testes para observar o nível de conhecimento dos estudantes em leitura, escrita e matemática. Em São Luís, 28% das crianças que realizaram a prova obtiveram desempenho satisfatório em leitura e 32,7% em matemática. Os números apontam crescimento de 9% no desempenho relacionado à leitura e 17% em matemática, comparando com a avaliação realizada em 2014.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destacou que os dados evidenciam o comprometimento do prefeito Edivaldo com a Educação. “A proposta da gestão é continuar ampliando os investimentos nessa área, a fim de alavancar ainda mais esses índices e, sobretudo, melhorar a qualidade do ensino na rede pública municipal. Temos trabalhado constantemente no desenvolvimento de ações e programas que contribuam para que as crianças sejam alfabetizadas na idade correta”, disse.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »