Feirinha encerra ano em clima de Réveillon

1comentário

Sendo realizada desde junho, a Feirinha São Luís chegou ao fim de 2017 com 30 edições e deu início às festas do reinado de Momo, na Praça Benedito leite nesse domingo (31), véspera de Réveillon, com apresentação da escola de samba, Favela do Samba.

O projeto da Prefeitura de São Luís, executado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) agrega economia criativa com venda de produtos agrícolas, artesanato, gastronomia além de apresentações culturais no centro histórico, sempre aos domingos de 7h às 15h.

Na programação cultural, teve ainda a apresentação da anfitriã Banda da Feirinha e do bloco tradicional Os Vampiros, além do bloco carnavalesco do cantor Mano Borges, o “Mano Bloco”.

“A Feirinha São Luís é um projeto de sucesso, que foi abraçado pela cidade e vai continuar durante todo o ano de 2018 no mesmo formato, trazendo sempre novidades ao público que pode esperar muita coisa boa vindo por aí”, garantiu o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

Foto: Renato Carvalho

1 comentário »

Ano promete para o futebol maranhense

4comentários

Estamos chegando em 2018. O ano tem tudo para ser muito bom no futebol maranhense. Se a expectativa financeira não e das melhores para os clubes, pelo menos teremos um calendário bastante interessante e com a movimentação das equipes já no fim desta temporada tenho a sensação que colheremos bons resultados.

De volta à Série B, o Sampaio será mais uma vez o carro-chefe. Além disso, as vagas na Copa do Nordeste e Copa do Brasil e a garantia de boas cotas dão ao clube melhor capacidade de planejamento e a possibilidade maior de sucesso nas competições. O time formado é suficiente para o início da temporada, mas terá que ser reforçado até a Série B.

No Moto, as incertezas administrativas e financeiras podem continuar atrapalhando o clube a exemplo de 2017. A diretoria rubro-negra formou uma equipe de certa forma modesta, mesclada com alguns nomes experientes e espera voltar a brigar por vagas nas competições nacionais. Vai disputar a Série D, após o rebaixamento e tentar voltar à Série C.

O MAC que bateu na trave em 2017 e quase consegue o acesso à Série C vai tentar se recuperar no Estadual para garantir vaga nas competições nacionais em 2019. Tem apenas o Estadual e por isso montou uma equipe com alguns bons e experientes jogadores que precisam mostrar que ainda querem jogar futebol.

O Cordino quer repetir o sucesso deste ano. Vai ter pela frente as participações inéditas na Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Se conseguir avançar à fase de grupo da Copa do Nordeste terá um ano muito bom. Vai disputar a Série D pela segunda vez e no Estadual quer se manter entre as duas principais forças. Enfim, quer surpreender novamente.

O Imperatriz terá em 2018 o Estadual e o Campeonato Brasileiro Série D. Também está de olho nas competições nacionais e por isso formou uma equipe competitiva para brigar pelo título Estadual.

As demais equipes São José, Santa Quitéria e Bacabal devem apenas brigar para se manter na primeira divisão do futebol maranhense, pois o investimento é pequeno diante das outras equipes, mas isso não quer dizer que essas equipes não podem surpreender.

É este o cenário para 2018. Esperamos um ano de sucesso e conquistas no nosso futebol.

4 comentários »

Tema faz balanço das ações da Famem

0comentário

O prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Cleomar Tema, fez um balanço positivo das ações da entidade que dirige, neste ano de 2017, embora destacando que houve uma frustração por parte de todos os prefeitos do País, por conta da falta do cumprimento do acordo firmado pelo governo federal, no que concerne à garantia do depósito  de R$ 2 bilhões nas contas das prefeituras em recursos oriundos do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM).

Por falta do cumprimento, os municípios maranhenses perderam R$ 83 milhões este ano.  O pagamento estava agendado para este mês, conforme garantiu o próprio Michel Temer durante encontro com gestores públicos municipais de todo o país no mês passado, em Brasília.

Também no mês de julho, Michel Temer não honrou compromisso firmado com a municipalidade brasileira. Na oportunidade, ele não autorizou o depósito nas contas das prefeituras do Maranhão de R$ 168 milhões referentes à antecipação da compensação do FUNDEB.

De acordo com Cleomar Tema, apesar dos percalços, a Famem, apresentou, este ano, um saldo altamente positivo em suas ações: “ Tão logo assumimos a direção da entidade, rumamos para Brasília e, com o apoio da nossa bancada federal, conseguimos audiências com o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia e com o ministro da saúde, Ricardo Barros, a quem mostramos a necessidade  de se estabelecer a isonomia de tratamento no valor da per capita da Média e Alta Complexidade (MAC), para o Maranhão”.

Continuando, Cleomar Tema afirma que uma das mais proeminentes vitórias da Famem, neste ano foi  conquista de R$ 70 milhões em emendas por parte da bancada federal para o setor de saúde. “Foi algo inédito e que merece os aplausos de todos nós, prefeitos maranhenses”, assinalou.

Tema também lembrou que com apoio da bancada federal e da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a Famem, conseguiu, na área parlamentar, a aprovação da PEC dos Precatórios, derrubada do veto presidencial do ISS e a PEC 29/2017,  que estabelece aumento da alíquota de 1% do FPM para setembro de 2018.  “Foram conquistas importantes”, acrescentou o líder municipalista.

Atuando nas duas esferas de poder, Tema assinalou que outra grande vitória da entidade,  em parceria com o governo Flávio Dino, diz respeito à habilitação dos 107 municípios restantes, em gestão dos recursos de Média e Alta Complexidade. Conforme Tema esse foi um grande gesto do governador Flávio Dino, que possibilitou a descentralização financeira do restante dos municípios, além da flexibilização dos exigências para financiamento das ações hospitalares em unidades de saúde de 20 leitos.

Diz ainda o presidente da Famem, que o governador Flávio Dino tem sido um grande parceiro do municipalismo, lembrando que, quando ele estabeleceu programas como Escola Digna, Mais Saúde, Mais Educação, Mais Asfalto e outras ações de avanço administrativo, está ajudando o crescimento dos municípios.

No setor da Educação, Cleomar Tema destaca como avanços, a identificação da necessidade de correções de direitos que tem as cidades maranhenses, no que diz respeito  ao valor médio aluno/ano e a implantação do CAQi.

“Foi um ano de árdua luta, de muitas batalhas, muitas conquistas e algumas frustrações. Finalizamos com a inauguração da Casa do Municipalismo Prefeito Humberto Coutinho, que é a nova sede da FAMEM, um prédio dotado de toda estrutura adequada para esta finalidade. Apesar da crise que assola o País, afirmo que conseguimos muitos avanços e esperamos que 2018, seja de mais vitórias. Agradeço o apoio e o incentivo do nosso governador Flávio Dino, do presidente da Assembleia Legislativa, meu amigo Humberto Coutinho, que se encontra enfermo, de toda a bancada federal e sobretudo dos meus amigos e minhas amigas prefeitos e  prefeitas, que estiveram ao meu lado em todos os momentos de alegria e de angústias, neste ano que se finda”, finalizou Cleomar Tema.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Prefeitura expande iluminação pública

0comentário

A Prefeitura de São Luís está expandindo os serviços de revitalização e modernização do sistema de iluminação a novos setores da cidade, proporcionando mais beleza à capital maranhense, segurança e qualidade de vida à população.

Nesta semana, os serviços chegaram às avenidas São Marçal, Franceses, Agricultores e a diversos trechos dos bairros Ilhinha e Cidade Olímpica. Somente este ano, o parque de iluminação pública de São Luís teve mais de 5.800 ações de melhorias, totalizando  mais de mil novos pontos de luz contemplando mais de 150 bairros da capital, só em 2017.

“Iluminação pública é um elemento urbanístico essencial para conferir qualidade de vida à população. A ação está transformando ruas, avenidas e praças da nossa cidade em espaços muito mais iluminados e seguros à circulação dos moradores, além de propiciar à cidade um aspecto mais belo e moderno”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Esta semana, a Avenida São Marçal, no João Paulo, via de grande circulação e palco de grandes festividades no período junino, ganhou 198 pontos novos de luz. O espaço passou por uma completa revitalização do sistema de iluminação pública e está agora bem mais apta aos festejos da época e mais seguro à circulação dos moradores.

Também a Avenida dos Franceses, outra via de grande tráfego de veículos e de pessoas, teve 80 pontos de iluminação renovados, conferindo à via um aspecto ainda melhor depois dos serviços de urbanização e no trânsito, realizados no local pela Prefeitura de São Luís. A Cidade Olímpica e a Ilhinha são outras localidades que estão deixando para trás a triste realidade de vias escuras ou mal iluminadas.

Com essa modalidade de iluminação branca, a Prefeitura proporcionou um aspecto muito mais belo e moderno a áreas como a orla da Avenida Litorânea, as avenidas Guajajaras, Holandeses, Jerônimo de Albuquerque, Tirirical, Libaneses (acesso ao Aeroporto) e Tupinambá, na Ponta d’Areia; Rua dos Bicudos; além do Elevado da Cohab; no Complexo do Anel Viário; rotatória da Avenida Odilo Costa Filho (Anjo da Guarda) e estacionamento da Praia Grande, no Centro, entre outros pontos da cidade.

Além desses espaços, a Prefeitura de São Luís contemplou pelo projeto centenas de outros parques de iluminação da cidade, em diversos bairros. Entre eles estão vias e espaços de bairros da Região Itaqui-Bacanga, do São Cristóvão, Residencial Nestor, Jardim São Raimundo; Apeadouro, Liberdade, Vila Passos, Madre Deus, Monte Castelo, Fé em Deus, Cruzeiro de Santa Bárbara, São Raimundo, Vila Vitoria, Jardim São Cristóvão, Ipem São Cristóvão, Residencila Nova Vida, Nova Jerusalém, entre outros.

O projeto acompanha a expansão urbanística e populacional na capital, contemplando também diversas localidades da zona rural de São Luís, onde mais de 13 mil pontos de luz tiveram sua eficiência melhorada e mais de dois mil novos pontos foram instalados. Muitas dessas novas áreas contempladas na zona rural da capital estão em comunidades como o Itapera, Maracanã, Quebra-Pote, Piçarreira, Coquilho, Rio Prata, Vila Guará, Maracujá, Inhaúma, Igarau, Estiva, Mata de Itapera, Vila Tinair, Vila Itamar, Vila Maranhão, Vila Nova República, Rio Grande, Vila Samara, São Joaquim, Santa Helena, Vila Brasil, Tajipuru, entre outras comunidades.

Fotos: Maurício Alexandre

sem comentário »