São Luís tem tarifa mais barata entre as capitais

1comentário

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informou na manhã deste sábado (20) o reajuste na tarifa de prestação do serviço de transporte público de São Luís. O valor da passagem das linhas integradas passa de R$ 2,90 para R$ 3,10 e as não integradas passam para R$ 2,70. Com as mudanças São Luís passa a ter apenas esses dois níveis de tarifa.

Os novos valores tarifários fixados por Decreto Municipal entram em vigor a partir da 0h desta segunda-feira, dia 22 de janeiro de 2018. Mesmo com o aumento, a capital maranhense continuará mantendo a tarifa mais barata de todas as capitais brasileiras.

O reajuste é o primeiro concedido pela SMTT depois da realização do processo de licitação do sistema público de transporte, realizada na primeira gestão do prefeito Edivaldo. De acordo com os contratos da licitação, a previsão era de que o aumento das tarifas ocorressem desde o mês de setembro do ano passado.

Durante o anúncio do reajuste o secretário da SMTT, Canindé Barros, explicou que o reajuste tarifário atende às regras do contrato de concessão do serviço. O último reajuste concedido às empresas que operam o sistema de transporte público da capital maranhense tinha ocorrido em março de 2016, há quase dois anos.

Quem está com seus cartões carregados, vale transporte e meia passagem, os créditos terão validade de 30 dias.

Segundo explanou o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, havia necessidade de buscar o equilíbrio financeiro do sistema, por outro lado o compromisso de não aumentar os preços das passagens no primeiro ano da segunda gestão foi cumprido pelo prefeito Edivaldo.

Foto: A. Baeta

1 comentário para "São Luís tem tarifa mais barata entre as capitais"


  1. SEBASTIÃO SANTOS da área ITAQUI-BACANGA

    A CASA CAIU, O PREFEITO EDVALDO HOLANDA NÃO CUMPRE PROMESSA DE CAMPANHA DE SUA REELEIÇÃO.

    Estar caracterizado que são os empresários do sistema de transporte de passageiros de São Luís que mandam no prefeito. Além da prefeitura ter permitido aos empresários tirarem os direitos sociais das comunidades com a implantação do novo sistema, ainda concede a pressão dos empresários para implantar a tarifa única em São Luís sem fazer consulta popular. QUE DECEPÇÃO!!!

    Até que o aumento da tarifa nas linhas integradas pode ser q a população por mais que seja penalizada não concordando com o aumento da tarifa na linha integrada, mas pelo menos não será ilegal a medida do secretário Canindé Barros, isto no aumento da tarifa do sistema integrado que não deixa de ser questionado, pois a população não suporta ser explorada e furtada por um novo sistema que não existe. Já a ilegalidade da medida do secretário Canindé Barros estar no aumento da tarifa das linhas não integradas, como por exemplo as tarifas anteriores de 2,20 e a de 2,50 passaram para um preço único de 2,70. Essa medida é totalmente irregular pelo fato da SMTT de tanta pressão dos empresários não ter formalizada a consulta popular, e para complicar, o legislativo municipal ainda se encontra de recesso parlamentar.

    Bravos e bravas, a única vez que a prefeitura tentou implantar a tarifa única foi na gestão do prefeito Tadeu Palácio quando o Movimento MACAIB com apoio de várias lideranças de São Luís conseguiu derrubar a proposta da tarifa única. Naquela ocasião, já tínhamos o sistema integrado com tarifa diferenciada da não integrada e a SMTT pelo secretário Canindé Barros para cumprir o protocolo constitucional, realizou algumas audiências públicas com o público alvo marcado e foi daí que o Movimento MACAIB descobrindo que o público era maquiado, partiu pra cima e conseguiu derrubar a manobra consolidando a vitória popular ao contrário do que estar ocorrendo no presente que nem mesmo com audiências com público maquiado a SMTT provocou as audiências públicas e com isso determinando tarifa única. Isto é um absurdo. O Movimento MACAIB não vai ficar parado, pois essa medida é irregular.

deixe seu comentário