Concita Pinto pede reforma de mercado

1comentário

Os secretários de de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues e de Articulação Política, Jota Pinto visitaram nesta segunda-feira (26), o mercado da Raimundo Correa, no Monte Castelo.

A visita atende a um requerimento na Câmara de São Luís de autoria da vereadora Concita Pinto (PEN) que pede a reforma do mercado.

Segundo Concita Pinto a reforma é um sonho antigo da comunidade.

“O secretário Ivaldo Rodrigues prometeu em 15 dias apresentar o projeto de reforma do mercado ao prefeito Edivaldo Jr.”, disse a vereadora.

Foto: Divulgação

1 comentário para "Concita Pinto pede reforma de mercado"


  1. MARIA

    É uma excelente iniciativa da vereadora, há anos esse mercado precisa de uma reforma. Eu sugiro a vereadora que tente junto a Semed ver se é possível transformar o jardim Paulo Freire, no bairro da Liberdade, numa unidade fundamental haja vista lá possuir um espaço muito grande, há um prédio menor que está fechado há anos onde funcionava uma creche, hoje se encontra fechado pra uma reforma que não chega, funcionando só o prédio principal que possui 7 salas de aula, e mais uma que pode se transformar em outra sala de aula, o problema é o custo aos cofres públicos pra manter aquela escola em funcionamento com um número baixissimo de alunos, mesmo com algumas matrículas ele ainda vai continuar com um número ínfimo de alunos, esse ano chegou a funcionar com salas enormes com apenas 12 alunos, que podem ser remanejados para o prédio menor e o maior servir, por exemplo, para abrigar o anexo do Mario Andreazza cujo prédio é alugado e não está muito bom, ou então o anexo nossa senhora aparecida que tem prédio emprestado funcionando precariamente. Eu não entendo como a secretaria não aplica o princípio da eficiência ao administrar suas escolas, o espaço do Paulo Freire é muito ocioso é muito gasto para pouco rendimento se for levando em conta o custo de manutenção e folha de pagamento de servidores efetivos e terceirizados. O secretário Moacir bem que poderia considerar essa possibilidade, avaliar o espaço e readequá-lo para melhor servir a população da Liberdade e adjacências.

deixe seu comentário