Honorato é contra filiação de Waldir Maranhão no PT

6comentários

O presidente do Diretório Municipal do PT, vereador Honorato Fernandes se manifestou de forma contrária ao pedido de filiação do deputado federal Waldir Maranhão ao partido.

Waldir protocolou pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores, nesta segunda-feira (26). Ele pretende disputar a eleição para o Senado, mas segundo o comando do PT em São Luís representaria muito conflito no partido.

“Minha posição enquanto dirigente partidário, membro da Articulação (PT/CNB) e presidente é contrária à filiação do deputado conforme dito ao próprio de forma clara, tendo em vista, evidente conflito com os projetos políticos eleitorais em andamento no Maranhão”, disse.

Segundo Honorato, a executiva municipal do PT de São Luís encaminhará sua posição política do pedido para conhecimento do Diretório Estadual e deliberação da executiva nacional, mas adiantou que é contra o ingresso do parlamentar no partido.

Confira a íntegra do documento de Waldir Maranhão:

Carta aos petistas

É com muita honra que me dirijo a Vossa Excelência, demais membros do diretório, assim como a toda a militância, para requerer neste dia, 26 de março de 2018, minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores. Enviarei cópia desse requerimento às demais instâncias, assim como darei publicidade ampla a esse pedido, enfrentando o debate e os desafios impostos pela conjuntura atual, como soldado desta trincheira, com orgulho e consciência de classe dos desafios à frente.

​Não quero apenas ser um “filiado”, mas sobretudo um militante do partido para travar os enfrentamentos que a conjuntura nacional e local nos impõem. A esquerda nacional e seus líderes, dirigentes e militantes, sofrem uma das maiores perseguições da história do nosso país, Lula e o Partido dos Trabalhadores hegemonizam, representam e traduzem o significado da disputa de classes, e da esquerda brasileira, por este entendimento é que não fujo à luta, nem a responsabilidade.

​Por minha consciência cidadã e de homem de posição, me posicionei em rede nacional contra o impeachment da Presidenta Dilma, convencido do papel que deveria cumprir. Segui até o limite institucional, buscando enfrentar e frear o golpe em curso. E foi o que fiz, dentro dos limites que nos eram cabíveis naquele momento. No exercício da Presidência da Câmara dos Deputados pautei o pedido de anulação do teatro parlamentar e jurídico produzidos para impeachmarem uma mulher honesta, digna, guerreira e de coração valente, a presidenta Dilma Roussef. Foi uma decisão a qual pagamos todos um preço altíssimo, alguns que extrapolam inclusive questões políticas, porém, sempre conduzido por nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, companheiros do PT, parlamentares, ministros e dirigentes, camaradas do PC do B, nosso Governador Flavio Dino e dos partidos aliados, mesmo sofrendo pressões e ataques de diversos setores, segui e seguimos sem vacilar, lutando pelo direito do povo brasileiro, em defesa de nossa democracia, sabidos do por vir.

​Nesse sentido, venho com a humildade necessária pedir minha filiação aos quadros do Partido dos Trabalhadores no Maranhão para ajudar o partido, em primeiro lugar, no projeto nacional de fazer o Brasil voltar a crescer com justiça social, e depois a contribuir para o crescimento do PT no nosso estado e colocá-lo na condição que merece, qual seja, a de protagonista no processo político e eleitoral de 2018 e preparando nosso partido e militância para as lutas que virão.

​Compreendo o papel histórico e atual do nosso partido, sua criação, fundação e a necessidade de construirmos coletivamente este projeto. Desde já me submeto, ainda no mandato de Deputado Federal as decisões de bancada, me realinho e me organizo pelas diretrizes nacionais, pelos fóruns Estadual e Municipal e acrescento, que o desejo de filiação ao PT justificasse na convocação a mim feita pelo Presidente Lula, na solidariedade aos quadros políticos perseguidos João Vaccari Neto, Delúbio Soares, João Paulo Cunha, José Genoíno, Luiz Gushiken e o Ministro José Dirceu de
Oliveira e Silva aos quais me alinho.

​Por fim, requeiro a deliberação do partido, e dos nossos membros do Diretório Estadual e Municipal, me dispondo ao bom debate, entrincheirado as fileiras do Partido dos Trabalhadores, disponibilizando minha história de vida e legado político construídos até aqui aos desafios deste ano eleitoral de 2018.

6 comentários para "Honorato é contra filiação de Waldir Maranhão no PT"


  1. SARAIVA

    Se o PT não quiser,certamente o MDB de Sarnê quer,rsrsrs

    • Zeca Soares

      Waldir Maranhão não é amigo leal de Flávio Dino?????

  2. Paulu

    Zeca,esse. Valdir Maranhao e um cancer sem cura , votou a favor em Dilmao pra agradar Flavio Dino ,se outro tivesse oferecido vantagem seria contra. Esse malacabado dar ansia de vomito. Honorato sabemos q o PT e um partido cheio de abutres , mas nao deixe essa carnica chegar perto de vcs , ele fede demais

  3. SARAIVA

    Então só lhe resta o velho MDB do Zé Sarnê,rsrsrsrs

    • Zeca Soares

      Mas ele não é amigo fiel de Flávio Dino?

  4. Robério Menezes

    Meu amigo Honorato vocês são farinha do mesmo Saco. Quando você foi lá casa pedir votos você mesmo disse que Waldir Maranhão é gente boa! Lembra?
    Então é farinha do mesmo Saco sim!

deixe seu comentário