Polícia política?!?

1comentário

A Circular número 08/2018, atribuída ao Comando de Policiamento de Área do Interior, e que circula em redes sociais e grupos de WhatsApp desde ontem, é mais um escândalo com a marca do governo Flávio Dino. E confirma com todas as letras o aparelhamento do sistema de Segurança Pública pelo PCdoB, com o objetivo de monitorar, constranger e perseguir adversários do governador no interior maranhense.

O documento pede, “em caráter de urgência”, que as unidades policiais do interior informem “as lideranças que fazem oposição ao governo local (exprefeito, ex-deputado, ex-vereador) ou ao Governo do Estado, em cada cidade, que podem causar embaraços no pleito eleitoral”.

A ordem é uma afronta aos direitos fundamentais do cidadão. É típica dos estados policialescos implantados pelo comunismo mundo afora. E ideia do representante maior do comunista maranhense usa o aparelho policial abertamente contra seus adversários.

Dino aparelha a Polícia Militar desde o início do seu governo. Tentou criar a figura do oficial temporário, botou pela janela um batalhão de pastores evangélicos, como oficiais, sem concurso, em troca de votos, e tem “formado” soldados a toque de caixa, com reduzido tempo de preparação e o doutrinamento para seguir como agentes do governo comunista.

Mas a revelação de que usa a política em interesse próprio remete o Maranhão aos tempos mais duros da ditadura, quando a polícia passou a perseguir todos que não tivessem vínculo com os chefes de governo da época. É a PM transformada por Dino em polícia política. E todos sabem o fim dessa história.

Direitos humanos – Os deputados federais da oposição maranhense pretendem acionar os organismos internacionais de segurança e Direito Humanos.

Eles entendem que a circular da PMMA é a prova de que se implantou no Maranhão uma espécie de enclave ditatorial comunista, que pode oferecer riscos aos cidadãos.

A ideia é expor o aparelhamento da PM e a transformação dos setores de segurança em polícia política.

Estado Maior

1 comentário »

Nada mudou no Moto após a conquista do título

11comentários

A conquista do título do Campeonato Maranhense não serviu muito para que o Moto solucionasse o grave problema financeiro que atravessa desde o início da temporada e muito menos para a união dos conselheiros em torno do clube.

Houve até quem desse jantar em comemoração ao título e políticos tidos como “grandes motenses” que prometeram ajudar o time para que possa sonhar com o acesso à Série C. Mas não passou disso.

Prestes a estrear na Série D, o Moto sequer teve dinheiro para registrar os três jogadores contratados e que estão treinando desde a semana passada.

Outros três atletas de fora que deveriam chegar aguardam que o clube envie a passagem aérea.

Além disso, ainda não houve o pagamento de pelo menos um mês de salário atrasados, pois o clube não recebeu os recursos do patrocínio do Mateus por meio da Lei de Incentivo ao esporte.

A conquista do título não serviu para unir os motenses que poderiam estar de fato ajudando o clube a sair da crise.

Pelo contrário, nos bastidores muitos trabalham para uma mudança de diretoria e até já tem gente falando como presidente para piorar o que já está ruim.

Dessa forma, a participação do Moto na Série D é uma grande incógnita pelo menos no que depender de deus dirigentes.

No que depender dos jogadores e comissão técnica vale à pena sonhar com o acesso!!!

Foto: Divulgação

11 comentários »