Moto vence e garante excelente vantagem na Série D

9comentários

O Moto conquistou um grande resultado na primeira partida do mata-mata pelo Campeonato Brasileiro Série D.

O time rubro-negro fez 2 a 0, contra o Fluminense de Feira de Santana, na Bahia e pode até perder a partida de volta por um gol de diferença que mesmo assim estará classificado para o segundo mata-mata. Se perder por dois gols de diferença decide a vaga nos pênaltis.

O Moto abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. Márcio Diogo fez o cruzamento para Chico Bala que invadiu a área e acertou um belo chute para abrir o placar no Joia da Princesa.

Na volta do intervalo, o Moto ampliou logo aos 4 minutos do segundo tempo. Márcio Diogo passou por dois adversários e bateu na saída do goleiro Andrei para ampliar o marcador para o rubro-negro.

A partida de volta entre Moto e Fluminense de Feira de Santana será no domingo (10), às 16h, no Estádio Castelão.

Em Imperatriz, o Imperatriz bateu o América-RN, por 1 a 0, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia com gol de Júnior Chicão cobrando pênalti.

Com o resultado, o Imperatriz tem a vantagem e joga a partida de volta na Arena das Dunas, em Natal pelo empate, no próximo domingo. Se perder por um gol de diferença decide a vaga nos pênaltis.

Em Barra do Corda, Cordino e Ferroviário empataram por 3 a 3. Ulisses, André Radija e Pedro Igor maracaram para o Cordino, enquanto Edson Carius, com dois gols, e Janeudo marcaram para os cearenses.

Na partida de volta, o Cordino tem que vencer o Ferroviário em Fortaleza, pois um novo empate leva a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis.

Foto: Gleidson Santos

9 comentários »

Sampaio vacila e perde decisão da LBF

3comentários

O Sampaio deixou escapar mais uma vez a vitória na Liga de Basquete Feminino (LBF) e desta vez o título da temporada 2018.

As maranhenses, assim como em todas as partidas decisivas esteve sempre na frente do placar, mas nào conseguiu para a reação do time de Campinas.

O Sampaio chegou a estar vencendo por 12 pontos de diferença no terceiro período, mas brilhou outra vez a estrela da armadora argentina Melisa Gretter que fez 25 pontos e foi eleita a MVP das Finais pela primeira vez em sua carreira na LBF. Placar final 66 a 59.

A história do jogo foi a mesma da partida anterior, o Sampaio teve a partida mais uma vez na mão, mas foi afobado, precipitado e com muitos erros infantis acabou sofrendo a virada.

Mas tudo isso não tira o brilho da equipe maranhense que mais uma vez é destaque nacional e só não foi campeã porque errou demais na decisão.

Valeu, Sampaio!!!!

Foto: Pedro Teixeira/LBF

3 comentários »

Edivaldo fomenta economia solidária com Ecopontos

0comentário

A implantação dos Ecopontos completou dois anos em São Luís com 10 equipamentos em pleno funcionamento. Desde a inauguração do primeiro – no Parque Amazonas, em maio de 2016 – mais de 14 mil toneladas de resíduos já foram recebidos e encaminhados para o reuso ou reciclagem. Mas outro lado importante desta política é a geração de emprego e renda para os catadores de materiais recicláveis de São Luís. Com a implantação dos Ecopontos, uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo, o ganho dos rendimentos das cooperativas beneficiadas aumentou em cerca de 600%.

Atualmente, duas cooperativas recebem os materiais descartados nos Ecopontos pela população de São Luís: a Associação de Catadores de Material Reciclável de São Luís (Ascamar) e a Cooperativa de Reciclagem de São Luís (Coopresl). A Ascamar funciona em um prédio localizado na Rua São Pantaleão, cedido pela Prefeitura de São Luís. Já a Coopresl funciona dentro do Campus Dom Delgado, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio de uma cessão de área feita pela universidade.

 

O prefeito Edivaldo destaca que a implantação dos Ecopontos, além de ser uma importante política de limpeza urbana, também fortalece a cadeia produtiva de resíduos sólidos em São Luís.

“Antes, todo este material que era jogado nas ruas e trazia uma série de problemas para a nossa cidade, agora contribui para a geração de emprego e renda, melhorando a vida de diversas famílias de São Luís. Este foi um passo importante que tomamos, por isso, vamos seguir implantando novos Ecopontos pela cidade para que cada vez mais pessoas sejam beneficiadas e tenham condições mais dignas de viver”, disse o prefeito.

Foto: A. Baeta

Leia mais

sem comentário »

Andrea alerta para propaganda antecipada de Dino

0comentário

Ao comentar sobre a ação do PRP na Justiça Eleitoral contra a propaganda oficial do governo, em que trata sobre os números do programa Escola Digna nos formatos de campanha eleitoral, a deputada Andrea Murad (PRP) alerta para a publicidade na gestão de Flávio Dino, com verbas crescentes e que formam a maior máquina de propaganda partidária visando as eleições este ano.

“Pura propaganda eleitoral antecipada. É o que vem fazendo o governador Flávio Dino, usando recursos públicos para impulsionar sua futura candidatura a reeleição, utilizando a mesma estratégia dos filmes de sua campanha eleitoral de 2014 nos filmes institucionais do governo. Em alguns, podem verificar até a mesma imagem usada nas eleições passadas. Não bastasse o abuso contra as leis eleitorais, ainda mente quanto aos dados divulgados do Programa Escola Digna. Para Flávio Dino e sua propaganda mentirosa, são 750 escolas reformadas ou construídas. Mas de acordo com o relatório que recebi do próprio secretário de educação, Felipe Camarão, neste governo de Flávio Dino foram de fato apenas 227 escolas reformadas ou construídas, o restante não passa de simples manutenção predial. São dados oficiais da própria Seduc”, escreveu a deputada nas redes sociais.

Na Ação, o PRP pede a retirada de uma propaganda do governo de todos os meios, principalmente, TV (https://www.youtube.com/watch?v=H2zVsTNmKII). Como comentado pela parlamentar, a mídia traz os números do programa Escola Digna e também o mesmo molde dos programas eleitorais de Flávio Dino em 2014, inclusive a mesma cena do último programa eleitoral três anos atrás.

“Programa este que os publicitários engenhosos chamam de diamante da campanha de tão carregado de preciosidades dramáticas para capturar o sentido do eleitor na reta final de campanha. Este vídeo pode ser apreciado no canal oficial do Flávio Dino, intitulado de “Carta dos Maranhenses” (https://www.youtube.com/watch?v=FOiwpAMgNRg)”, diz trecho da Ação.

Para Andrea, Flávio Dino mente e usa toda a estrutura do governo, com recursos públicos, para fazer promoção pessoal, já que é pré-candidato a reeleição ao governo do Maranhão.

“Então, a mentira abusiva veiculada em propaganda paga do governo, em horário nobre da TV brasileira, em valores altíssimos, são um crime eleitoral grave, aos moldes do mesmo formato de Programa Eleitoral Gratuito. Primeiro Flávio Dino mente sobre as informações prestadas e segundo aplica tais informações ao conceito totalmente equivocado de comunicação pública, aplicando recursos públicos para disseminar mentiras que em nada informa ao público em geral, nada orienta, nada agrega valores ou conhecimento, a não para promoção pessoal. Na verdade é apenas um palanque armado para turbinar a pretensão eleitoral do governador. Por isso será responsabilizado, responderá pelo crime de improbidade e devolver pessoalmente os recursos públicos gastos para produzir e veicular a propaganda eleitoral enganosa”, disse Andrea Murad.

sem comentário »

Caminhões e estradas

1comentário

Por José Sarney

Em matéria de greve ninguém tem mais experiência que eu. Não em fazê-las, mas a de conviver com elas. Quando fui presidente da República enfrentei doze mil e tantas greves — o número exato deve estar nos arquivos da Abin, que sucedeu ao SNI do meu tempo.

Noventa por cento delas de caráter político, pois tinham a finalidade de desestabilizar o governo, por sua investidura com a morte, sempre lamentada, de Tancredo Neves. O momento era difícil, pois era um período de transição de regime autoritário para os ventos da liberdade de uma democracia plena.

Sabe Deus o que me custou lidar com elas. Forças políticas e setores do poder econômico não admitiam que tivéssemos sucesso e buscavam o caos, com vistas em minha deposição. Mas, com as virtudes da paciência quase bíblica, venci essas agruras, a democracia não morreu em minhas mãos e entreguei o País democratizado, com o fim do militarismo (que por definição é agregação de poder político ao poder militar) e vivemos estes anos de absoluta liberdade, eleições livres, alternância de poder e a cidadania forte.

Agora vemos o quanto de perplexidade e incerteza vive o País com a paralização das estradas e, como consequência, o fim do abastecimento.

Tenho sido profeta, embora melhor seria que não o fosse. Condenei a Constituição de 1988 dizendo que o País ia ficar ingovernável. E ficou. Condenei esse modelo rodoviário, com o sucateamento das estradas de ferro e a resistência de um País tão cheio de rios navegáveis às hidrovias. Contra minha opinião a Constituinte acabou com o Fundo Rodoviário Nacional, e os recursos que o constituíam foram transferidos para o ICMS, com a destinação em grande parte para a ação política.

Recebi um boné de ferroviário quando preguei e fiz um plano para implantação de ferrovias no país. Quis fazer a Norte-Sul, mas não deixaram, e Lula muitas vezes penitenciou-se por combatê-la — e a fez. Conclui a Estrada do Aço e a inaugurei. Tentei fazer a Leste-Oeste, ligando Mato Grosso aos portos de nossa Costa, e deixar uma rede ferroviária que pudesse ser operada mais barato e diminuir nossa dependência do petróleo. Não deixaram. Quase me matam, tantas críticas e resistências!

No Maranhão salvei a ferrovia São Luís-Teresina dos planos de Geipot — o Grupo Executivo de Integração da Política de Transporte, que a partir de 1965 comandou o setor na área federal — de erradicação das estradas deficitárias, como fizeram no Pará com a Bragantina (Belém-Bragança). E ela sobreviveu e leva combustível para todo o Meio Norte, até ao Ceará.

Agora estamos vivendo os efeitos dessa falta. Na raiz dessa grande e até agora não resolvida crise está a vulnerabilidade de nossa malha de transporte, a totalmente estrangulada malha rodoviária e a ausência de redes ferroviária e hidroviária. Somos totalmente dependentes dessas estradas rodoviárias sempre estragadas e sobrecarregadas. Disse que isso ia acontecer e aconteceu.

Restou-me apenas o boné que os ferroviários de deram, como sendo o “Presidente Ferroviário”.

Foto: Jefferson Rudy/ Agência Senado

1 comentário »

Maranhenses iniciam mata-mata na Série D

1comentário

Os três clubes maranhenses que disputam o Campeonato Brasileiro Série D inicia, neste domingo, a disputa do primeiro mata-mata de acesso à Série C.

Após mais uma semana de problemas e que culminou com uma greve dos jogadores por conta de atraso de salários, o Moto enfrenta o Fluminense, em Feira de Santana.

O técnico Luís Miguel três duas mudanças na equipe com os retornos de Wanderson à zaga e Rafale Santos no meio-campo e a entrada de Naoh, no ataque em substituição a Val Barreto que se recupera de contusão.

O Moto está definido com Rodrigo Ramos; Diego Renan, Ramon, Wanderson e Chico Bala; Rafael Santos, Doda e Everlan; Ricardo Maranhão, Naoh e Márcio Diogo.

Em Imperatriz, o Cavalo de Aço recebe o América-RN, às 16h, no Frei Epifânio repetindo o confronto da primeira fase quando as equipes empataram por 0 a 0 e o América levou a melhor em casa quando venceu por 2 a 1.

Em Barra do Corda, o Cordino pega o Ferroviário-CE, às 15h30. Este é outro confronto que se repete. Na primeira fase foram dois empates: 1 a 1 em Barra do Corda e 0 a 0, em Fortaleza.

Foto: Lucas Almeida

1 comentário »