Adriano exige transparência do governo Dino

1comentário

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) repudiou a manobra da base governista na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (25), para tentar impedir o parlamentar de acessar informações da Secretaria de Transparência do governo Flávio Dino (PCdoB). Adriano exige acesso a todos os processos impetrados na Justiça pela referida secretaria contra o governo passado e também contra o atual.

“Esta situação comprova que a Secretaria de Transparência, de fato, não tem nada de transparente. E isto evidencia o desrespeito a um ato de todos nós, deputados, que desde o início desta legislatura na Assembleia aprovamos a Lei da Transparência, que é muito objetiva e permite que todo cidadão tenha acesso à informação, mas isso não está acontecendo neste governo. O governo se apresenta na propaganda de um jeito, mas vimos que na realidade é bem diferente”, destacou o deputado.

Por meio dos Requerimentos nº 274/2018 e nº 275/2018, o parlamentar requereu à Mesa Diretora a ao secretário de Transparência, Rodrigo Lago, informações completas de todos os processos judiciais (com cópias de todos os documentos) que a referida secretaria impetrou contra o Governo do Estado (atual e anterior) e também contra entidades representativas de classe do Maranhão.

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Penha prestigia festejos juninos de São Luís

0comentário

Amante e incentivador da cultura popular maranhense, o vereador Raimundo Penha (PDT) cumpre, desde o começo do mês de junho, uma vasta agenda composta por visitações a arraiais juninos e batizados de agremiações folclóricas que contam com o seu apoio.

O parlamentar já visitou dezenas de bairros de São Luís, onde prestigiou a festança junina; interagiu com os moradores; e batizou brincadeiras.

Penha foi padrinho de grupos como Bumba Meu Boi Encanto da Madre Deus, Companhia Batuk (bairro da Liberdade), Cacuriá Filhas Herdeiras (Janaína), Boi Estrelinha da Cohab, Quadrilha Asa Branca (Liberdade), Bumba Meu Boi da Alemanha, Boi Novilho de Luz (Uniti), Cacuriá da Vila Gorete, dentre outros.

“O vereador Penha é um amigo da Vila Gorete e apoiador permanente das nossas manifestações culturais. Nós, moradores e brincantes, só temos que agradecer o seu apoio”, disse Michel Rabelo, do Cacuriá da Vila Gorete.

Avaliação semelhante fez Lizete Gama, do Bumba Boi Estrelinha da Cohab.

De acordo com ela, o parlamentar, mais do que um apoiador da brincadeira, é um incentivador de todas as manifestações culturais da Capital.

Neste último fim de semana, por exemplo, Raimundo Penha esteve, mais uma vez na comunidade da Liberdade.

Ele participou do batizado do Bumba Meu Boi de Mestre Leonardo, sotaque de zabumba e que trata-se de uma das brincadeiras juninas mais antigas da cultura popular do estado.

“Para mim, é um prazer apoiar e estar participando do São João em São Luís em praticamente todas as suas regiões. Prestigiar os arraiais, seus organizadores, suas brincadeiras e, principalmente, a população, é um trabalho que faço com amor e total dedicação”, disse o vereador.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Câmara discutirá privatização da Eletrobrás

0comentário

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, durante sessão realizada na manhã de hoje (25), requerimento de autoria do vereador Honorato Fernandes (PT), solicitando a realização de uma audiência pública para tratar sobre o tema: “Os impactos da privatização da Eletrobrás e Eletronorte na economia do estado do Maranhão”. A audiência será realizada no dia 12 de Julho, às 10h, no plenário do Legislativo Municipal.

A privatização da Eletrobrás e Eletronorte integra um pacote de privatizações anunciadas por Temer, que tem como objetivo a venda de 57 estatais. O projeto foi anunciado pelo Governo Federal sob a alegação de que o Estado precisa fazer caixa para diminuir o seu elevado grau de endividamento.

No entanto, desde agosto de 2017, quando o Governo Federal anunciou a proposta de desestatização da Eletrobrás, o tema tem sido alvo de inúmeras críticas, devido os vários riscos da medida, como o encarecimento da conta de energia elétrica, o risco à segurança energética do país e à soberania nacional.

Em São Luís, a Câmara Municipal, por meio de proposição do vereador Honorato Fernandes, realiza pela segunda vez audiência pública para discutir o tema com a sociedade.

“Estamos trazendo esse tema à discussão pela segunda vez, pois a sociedade precisa estar ciente dos impactos dessa proposta nefasta. O projeto de privatização da Eletrobrás não passa de um engodo, pois não vai ajudar a reduzir o endividamento do Estado, tampouco deixar mais barata a conta de luz do brasileiro, muito pelo contrário, fora a grave ameaça à nossa soberania”, destacou o parlamentar ao justificar a necessidade de realização da audiência.

A primeira audiência proposta pelo vereador foi realizada em setembro de 2017 e tinha como objetivo a discussão do tema com uma perspectiva mais abrangente da conjuntura nacional. O segundo debate, de acordo com o parlamentar, busca um olhar mais atento aos impactos da privatização na economia do estado do Maranhão.

Foto: Divulgação

sem comentário »

‘Relação promíscua’, diz Murad sobre Hospital da Ilha

0comentário

O pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PRP, Ricardo Murad, utilizou as redes sociais para comentar a decisão do desembargador Marcelino Chaves Everton, do Tribunal de Justiça do Maranhão que barrou, na semana passada, uma tentativa, no mínimo, estranha do Governo Flávio Dino de realizar uma importante licitação com a participação de apenas um concorrente.

Ricardo Murad, que foi secretário de Saúde do Maranhão, classificou com uma “relação promíscua” a situação envolvendo o governador e a empresa que estaria concorrendo sozinha no certame para a construção de um hospital de urgência e emergência, pelo Executivo estadual, em São Luís. A unidade foi batizada de Hospital da Ilha, pelos comunistas. Veja abaixo o que disse Murad:

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »

Acesso seria um prêmio à desorganização do Moto

11comentários

Os legítimos torcedores do Moto, aqueles que verdadeiramente vão aos jogos e que sofrem com o time e os jogadores devem estar lamentando a eliminação no Campeonato Brasileiro Série D, mas é necessário dizer que o Moto foi até longe demais.

É claro eu todo mundo gostaria que o Moto subisse para a Série C, mas por tudo o que aconteceu nesta temporada seria um prêmio à desorganização no futebol.

Aos trancos e barrancos, o Moto chegou onde chegou. Tudo graças aos jogadores que souberam honrar a camisa rubro-negra. Esse modelo deu certo no Campeonato Maranhense, mas tinha tudo para não dar certo novamente. E não deu.

Por falta de visão dos dirigentes, o Moto perdeu o seu comandante, o técnico Marcinho Guerreiro após a conquista do título e da segunda vitória na Série D e deu sobrevida ao adversário.

Trouxe um treinador que convenhamos não está à altura de um time como o Moto e que se perdeu na escalação jogo a jogo.

Essa era uma “tragédia anunciada” e neste blog cheguei a alertar caso os erros continuassem sendo repetidos  dentro e fora de campo.

O resultado todo mundo viu. Faltou gás… Uma hora faltaria mesmo.

Mas se existe uma Justiça no futebol, o Moto caiu pelos seus próprios erros, principalmente fora de campo e deve agora começar a aprender com eles.

O futuro ninguém sabe, mas não será nada tranquilo.

Por enquanto, o que ninguém pode deixar de reconhecer é que esse time até foi longe demais e que mesmo assim garantiu um calendário interessante ao time para 2019.

E se quiserem ter um ano memlhor é melhor recomeçar a partir de hoje.

Foto: Lucas Almeida

11 comentários »

Dia de São João é festejado no Arraial da Maria Aragão

0comentário

O Arraial da Maria Aragão, que este ano completa 15, é um grande sucesso de público e de belas apresentações folclóricas no São João de São Luís 2018, promovido pela Prefeitura e Governo de Estado. No domingo (24), Dia do santo que empresta o nome às festas juninas, novamente a Praça registrou um grande público. A estimativa da Polícia Militar do Estado e organizadores, é que o público que prestigiou a noite de homenagens ficou em torno de 18 mil pessoas .

No Dia de Louvação a São João, brincantes e frequentadores do arraial fizeram justas homenagens com shows concorridos e toadas comandadas pelos grupos de bumba meu boi Costa de Mão de Rama Santa, Boi Brilho do Amanhecer (orquestra), Mimoso de São Bento (orquestra) e Boi da Pindoba (matraca). A programação também contou com apresentação da Dança Country Estrela do Magril e Companhia Batuk.

Segundo o aspirante Henrique, do 9º Batalhão da PM-MA – responsável pela operação no domingo-, em finais de semana, o local recebe entre 15 e 30 mil pessoas, dependendo do evento. De segunda a quarta-feira a média de público é de cinco a dez mil frequentadores.

Na segunda-feira (25), estará na programação do arraial a Dança do Boiadeiro Encanto de Alcântara, Boi de Zabumba da Fé em Deus, Boi da Baixada União da Vila Mauro Fecury I, Boi de Orquestra Lendas e Magia, Companhia Sotaque de Imperatriz e Boi de Matraca da Madre Deus. O show da noite será com o grupo Iluguerê. Na Arena do Forró, terá apresentação das bandas Forró Pé de Moleque e Trio Mulundus.

A terça-feira (26) de São João promete também ser muito animada com as apresentações da Dança do Caroço Tremembés, Dança Portuguesa A Arte e Beleza de Portugal, Grupo Alternativa Piaçaba, Boi de Orquestra Lírio de São João, Boi de Matraca de Miritiua e Boi de Orquestra Juventude de Miranda do Norte. O show de Thais Moreno e banda promete levantar o público e, na Arena do Forró, quem comandará os frequentadores será Andrezinho e Os Brotos do Forró e Forró do Rui Mario.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Val Barreto detona erro do treinador do Moto

9comentários

O atacante Val Barreto terminou a Série D do Campeonato Brasileiro com dois gols marcados pelo Moto e ao fim da partida contra o Imperatriz, na noite desse domingo (24), no Castelão, ele saiu de campo criticando a escalação adotada pelo treinador Luís Miguel.

Sem citar nomes, o jogador disse que as mudanças feitas na semana do jogo decisivo contribuíram bastante para a desclassificação da equipe na Série D. O Moto perdeu os dois jogos para o Imperatriz, por 2 a 1, em Imperatriz, e 4 a 2, em São Luís.

“Sentimento de muita tristeza, pois nosso time estava ‘encaixadinho’, certinho. Aí um coletivo da semana ele quer mudar todo o esquema do nosso time, tirando volante pra botar. Futebol não é amizade. Futebol é coisa séria. Nosso trabalho foi por água abaixo. Escolha, amizade é dentro de campo, com um correndo pelo outro. Não essas palhaçadas aí. A culpa pelo resultado é nossa, é de todo mundo, mas acho que as escolhas tem que ser baseadas no trabalho dentro de campo”, declarou Val Barreto.

A mudança tratada pelo atacante foi a entrada de Sandro Bacabal como primeiro volante. O titular era Rafael Santos e Vitor Salvador também vinha ganhando espaço ao longo da competição, contudo para a partida decisiva, o treinador optou por escalar Sandro Bacabal, que chegou ao Moto por sua indicação. A mudança não deu certo e ainda no primeiro tempo, Sandro foi substituído por Rayro, que não tem a mesma característica de marcação. Assim, desde os 37 minutos do primeiro tempo, o Moto passou a jogar sem volante de ofício, diminuindo bastante a marcação e o Imperatriz aproveitou e dominou a faixa central do campo, já que o outro jogador que o Moto tinha nesta área era Doda, também pouco marcador. Doda, inclusive foi expulso, por reclamação aos 13 minutos do segundo tempo.

Ao fim do jogo, o treinador Luís Miguel pediu desculpas à torcida e disse que o trabalho desenvolvido foi sério.

“Peço desculpas à torcida, pois fizemos tudo que estava a nosso alcance. Trabalhamos sério, demos o melhor pelo Moto e infelizmente nem eu nem os jogadores estiveram num dia bom”, disse o treinador.

O Moto concluiu sua temporada e volta a jogar agora só em 2019, quando disputará quatro competições, o Campeonato Maranhense, as copas do Nordeste e do Brasil e novamente a Série D do Campeonato Brasileiro.

Leia mais

9 comentários »

Feirinha São Luís valoriza a cultura maranhense

2comentários

Neste domingo (24), a programação cultural da Feirinha São Luís foi planejada para fortalecer a diversidade da cultura maranhense que é ainda mais perceptível durante o período junino. Nessa 55ª edição, a ação da Prefeitura de São Luís contou com a apresentação do Boi da Lua, Boi Estrela de Bequimão, Companhia Encantar, Grupo Marajunino, e a anfitriã Banda da Feirinha fazendo as honras da casa.

A gestora de beleza, Suelen Saraiva, é uma frequentadora assídua da Feirinha São Luís. “Minhas amigas costumam dizer que aqui é minha casa aos domingos. Eu acho muito interessante esse programa, onde encontramos amigos de infância e amigos da nossa família para tomar um café da manhã. É maravilhoso esse movimento cultural, onde temos a oportunidade de conhecer artistas locais e aproveitar grupos tradicionais. Gerando uma vitrine permanente da nossa cultura para os visitantes do Centro Histórico, e o melhor, com segurança para aproveitar o que é proporcionado”, disse.

O Programa Feirinha São Luís nasceu em junho de 2017, executado na gestão do prefeito Edivaldo, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa). A ação ocorre todos os domingos na Praça Benedito Leite, de 7h as 15h, tendo como objetivo principal incentivar a venda de produtos agroecológicos oriundos da agricultura familiar, além de apresentar aos visitantes a cultura e gastronomia ludovicense.

“Além de ser uma opção de lazer para a população aos domingos, a Feirinha São Luís é uma oportunidade para que agricultores e artesãos possam comercializar seus produtos. O projeto é mais uma estratégia do prefeito Edivaldo para o fortalecimento da agricultura familiar na capital, sendo um canal de escoamento da produção local, contribuindo com a melhoria na renda das famílias produtoras”, explica o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

Em apenas um ano de existência, a Feirinha movimentou mais de 20 toneladas de produtos e subprodutos da agricultura local, recebendo cerca de 240 mil pessoas que geraram um capital circulante de quase R$ 12 milhões nos mais de 120 pontos de comercialização dentro e no entorno da Praça. No palco montado em frente à Associação Comercial já foram realizadas cerca de 300 apresentações culturais.

Cerca de 100 barracas são distribuídas pela Praça Benedito Leite para compor a Feirinha São Luís, destinadas para venda de produtos oriundos da agricultura familiar, artesanato, alimentação e ainda conta com foodtrucks e foodbikes.

Foto: Djalma Raposo

2 comentários »

Coerência necessária

0comentário

O desembargador Marcelino Chaves Everton, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) barrou, na semana passada, uma tentativa, no mínimo, estranha do governo Flávio Dino (PCdoB) de realizar uma importante licitação com a participação de apenas um concorrente.

Estava pronto para ser finalizado o certame para a construção de um hospital de urgência e emergência, pelo Executivo estadual, em São Luís. A unidade foi batizada de Hospital da Ilha, pelos comunistas.

Curiosamente, o único concorrente seria um tal Consórcio Hospital da Ilha, codinome da dupla formada pela Construtora Amorim Coutinho – velha conhecida da gestão Dino e dos seus aliados em Caxias – e pela Solufarma do Brasil Engenharia.

Mas o desembargador do TJ não permitiu. Deferiu um mandado de segurança da Planova Planejamento e Construções S.A., e suspendeu a licitação.

Motivos não lhe faltavam mesmo: o tal Consórcio Hospital da Ilha havia sido inicialmente declarado inabilitado, mas entrou na marra, por decisão judicial, proferida pela desembargadora Cleonice Freire, em maio.

Com isso, seria o único licitante e, certamente, teria aprovada sua proposta de pouco mais de R$ 132 milhões para a realização da obra. Por essa razão, Everton mandou suspender o processo. Quer que, antes de sua continuação, o mérito do mandado de segurança que garantiu a Amorim Coutinho na licitação seja analisado.

Estado Maior

sem comentário »