Pagando pelo crime

2comentários

Foi identificado o administrador dos perfis fakes no Facebook da ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Trata-se de Fabrício de Oliveira, titular de blog de Imperatriz, que pelas redes sociais sempre anunciou que trabalha para o governo de Flávio Dino (PCdoB) recebendo por anúncios em seu blog simplesmente “tirando nota”.

O nome de Fabrício Oliveira veio à tona quando uma montagem em uma foto de Roseana com o deputado Hildo Rocha, que teve o rosto trocado pelo do presidente Michel Temer, começou a ser divulgada em redes sociais por aliados do governador Flávio Dino. Até o atual secretário Estadual de Comunicação e Articulação Política, Ednaldo Neves, espalhou a foto falsa. No caso de Fabrício, ele era um dos que também tratou de postar a montagem.

A defesa da emedebista entrou com ação na Justiça pedindo a retirada do ar dos dois perfis fakes. Em sua decisão, o juiz eleitoral Clodomir Reis determinou, além da retirada do ar das páginas, que fossem identificados os administradores das páginas.

Cerca de uma semana depois, Fabrício Oliveira foi identificado como o autor das páginas que foram criadas unicamente para atacar pessoalmente a ex-governadora. Agora, Fabrício – que aparece em muitas fotos em rodas de conversas com governistas, entre eles o ex-secretário Márcio Jerry e o próprio Flávio Dino – terá de se explicar para a Justiça e responder pelo ato que cometeu. Lembrando que espalhar notícias falsas na internet é crime e vem sendo um dos principais alvos da Justiça Eleitoral, já que pode influenciar no pleito e prejudicar candidatos.

Ele já está preso desde a última segunda-feira, 23, não pela criação da página falsa no Facebook, mas por outro crime cometido que já teve julgamento definido e mandado de prisão decretado.

Mais ação

Crimes como o de espalhar fake news vêm sendo combatidos de todas as formas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pelos meios de comunicação e também por alguns candidatos.
Até o Facebook vem trabalhando para evitar a disseminação de notícias falsas em suas páginas.

No entanto, todo esforço parece não ser o suficiente para evitar os fake news, pelo menos no Maranhão, onde as redes sociais são constantemente usadas para espalhar notícias falsas e pouca ação contra se é percebida.

Combate

E não são somente as fake news que precisam ser combatidas neste período de pré-campanha eleitoral no Maranhão.

Os excessos como pedido de voto abertamente em período vedado e também o uso da estrutura pública também vêm sendo combatidos.

A mais recente ação é a do MDB contra Flávio Dino e Eliziane Gama, que teriam usado um helicóptero da Polícia para ir a dois eventos políticos que não estavam previstos na agenda do comunista.

Estado Maior

2 comentários para "Pagando pelo crime"


  1. JOAQUIM

    Máquina de moer reputações

    Hoje a máquina de moer reputações da oligarquia Sarney funcionou a todo vapor. A vítima: o blogueiro Fabrício, de Imperatriz. Preso por um assunto completamente alheio à política, o profissional teve seu nome exposto de forma cruel e covarde em todos os blogs sarneyzistas. E o pior, todos ligando seu nome ao de Flávio Dino. Alguns chegaram a classificar o blogueiro até de amigo do governador. Fabrício, que foi vítima de ação dos oligarcas por conta de memes espalhados nas redes sociais, vem sendo perseguido de forma voraz pela família Sarney, que tenta cercear todas as vozes que se façam contrárias a eles.

  2. Joaquim

    Esse helicóptero desceu em Curupu?

deixe seu comentário