Nota pública em desagravo à juíza Anelise Nogueira

12comentários

A Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (ANAMAGES), representada pelo seu Presidente, o Juiz de Direito Magid Nauef Láuar, e por deliberação dos membros de sua Diretoria, vem a público desagravar e manifestar o seu irrestrito apoio à Juíza Anelise Nogueira Reginato, da 8ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Maranhão (TRE/MA), em face dos ataques covardes que vem sofrendo, desde a  última quarta-feira (8).

Na ocasião, foi divulgada a sua decisão de tornar inelegíveis o atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), Ferreira Filho e Domingos Alberto Alves de Sousa, respectivamente Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Coroatá (MA), pelo período de oito anos subsequentes à 2016. A sentença foi proferida sob os fundamentos de que, durante a campanha eleitoral para a chefia do poder executivo municipal daquele ano, houve abuso de poder político.

A magistrada vem sendo alvo de ameaças e acusações que sugerem que ela teria assumido uma postura partidária, além de ter sua vida particular exposta publicamente pelos representados na ação legal e por seus aliados. Seus perseguidores se recusam a entender que as nobres decisões judiciais são pautadas por fundamentação jurídica e estão adstritas aos mais diversos recursos judiciais.

A ANAMAGES não admite que magistrados sejam alvos de ameaças e perseguições políticas, sob quaisquer circunstâncias, e procederá a imediata instauração de procedimento para apurar tais fatos. A isenção no trabalho dos juízes é um dos pilares do Estado Democrático e preservar a liberdade da atuação jurisdicional é um dos compromissos da Associação. “Repudiamos as declarações levianas que ameaçam o procedimento legal proferidas pelo chefe do executivo do Estado do Maranhão e seus aliados contra a juíza Anelise Nogueira Reginato. Tais atos ferem a democracia e a honra da magistratura brasileira”, declarou o presidente Magid Nauef Láuar.

Mesmo estarrecida, a juíza, que é natural de Curitiba/PR, afirma que não irá se curvar diante dos ataques e que irá perpetuar em sua missão, com dignidade, imparcialidade e coragem. “Decidi de acordo com as leis, com as provas e com a minha convicção. Não tenho partido político.” Anelise foi a única mulher empossada na turma de 2010 do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). Como oradora, à época, proferiu discurso emotivo: “Vestir a toga de juiz não é o bastante. Estarei realizada se conseguir honrar essa toga”, disse a paranaense.

Por fim, A ANAMAGES, entidade vocacionada e reconhecida por defender, de forma intransigente, os direitos e prerrogativas dos Magistrados Estaduais, publicamente desagrava a Juíza Anelise e reforça que tomará todas as medidas para garantir que a magistrada continue exercendo a sua função livre de ameaças e segura para exarar as decisões sem medo e com justiça.

12 comentários para "Nota pública em desagravo à juíza Anelise Nogueira"


  1. Antonio MC

    Alguém pode me dizer o que estes juízes fizeram com os processos que existem contra Roseana, lobão, lobinho, JRAFC vulgo José Sarney, entre outros do grupo deles e seguidores. Então não me venha com churumelas. Vamos limpar a casa Excelentíssimos Juízes, para terem credibilidade em outras ações. ainda tem Aécio, Alckmin, porque não dizer todo um PSDB, MDB, entre outros. Vamos fazer a lição de casa.
    Pra este presidente de associação, os juízes são pagos também pelo povo, e não podem fazer oque eles querem ou o que vai lhes dar mídia, tem que seguir a lei e não sua opinião. Apenas defenda-os que é a obrigação da associação, não lhe cabe colocar ninguém contra a parede. Sua atitude esta mostrando onde seu abrigo.

  2. Eduardo Rocha

    Essa patricinha tucana é da terra do Sérgio Moro e dos golpistas do MPU/PR. Tavam esperando o quê? O povo indígena desse país de Terceiro Mundo tá fadado a apanhar na lomba e ser escravo dessa elite branca pelos próximos 2 séculos.

  3. Eduardo Rocha

    Essa patricinha tucana é da terra do Sérgio Moro e dos golpistas do MPU/PR. Tavam esperando o quê? O povo indígena desse país de Terceiro Mundo tá fadado a apanhar na lomba e ser escravo dessa elite branca pelos próximos 2 séculos.

  4. Alexsandro

    Não tem jeito, Flavio Dino de novo para o povo sofrer pouco.

  5. paulo

    NO TEXTO NO FINAL DO QUINTO PARAGRÁFO , DIZ Q ELA É PARAENSE

    • Zeca Soares

      O texto é da Associação. Mas vou corrigir.

  6. adailton

    Só existe analfabeto na turma do Dino porque fomos criado pela educação da turma do Sarney. Ou seja nem uma. 50 anos de atraso.

    • Zeca Soares

      Eu sou muito bem instruído não tente me medir pela sua régua.

  7. Assilva

    A Meretíssima, quiz fazer os gostos das famílias Sarney/Murad e tem que sofrer as consequências pelo que fez. Em Coroatá e no Maranhão esse grupo já tem o hábito de fazer isso. Querem é ganhar, não importa a forma.

  8. Assilva

    A Meretísdima, quiz fazer os gostos das famílias Sarney/Murad e tem que sofrer as consequências pelo que fez. Em Coroatá e no Maranhão esse grupo já tem o hábito de fazer. Querem é ganhar, não importa forma.

  9. paulo

    Zeca, ela e paraense ou paranaense. A turma de Dino vai diazr q tu nem sabe relacionar a naturalidade das pessoas.

    • Zeca Soares

      Que eu saiba ela é paranaense.

deixe seu comentário