Multidão acompanha Roseana em Imperatriz

5comentários

Recebida por milhares de pessoas que caminharam com ela pelas ruas da Vila Lobão, a candidata a governadora Roseana Sarney afirmou neste sábado (15), em Imperatriz, que acabará com a perseguição aos trabalhadores e com a alta carga tributária implantada pelo atual governo no Maranhão. Ao lado do prefeito Assis Ramos, do candidato a vice-governador Ribinha Cunha, dos candidatos ao Senado, Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV), deputados federais e estaduais, ela ressaltou que Imperatriz terá atenção especial do seu governo, que trará de volta os programas sociais e adotará medidas para retomar o desenvolvimento do estado.

“Não é a mim que o governador persegue quando acaba com todos os programas sociais que criamos em nosso governo. É ao povo que ele persegue. Mas nós vamos trazer de volta o Viva Luz, o Viva Água, o Programa do Leite, e o Primeiro Emprego, além de criar o Viva Gás. Vamos governar para o povo e não contra os mais pobres”, afirmou Roseana. Ela também condenou a apreensão de veículos, o aumento de impostos e o crescimento do desemprego ocorrido no estado nos últimos quatro anos. “Mas com a ajuda de todos vamos mudar essa realidade de sofrimento”, enfatizou.

Assis Ramos destacou que o trabalho que tem realizado em Imperatriz será fortalecido com Roseana no Governo do Estado. “Vamos eleger Roseana não por ela, mas por cada um de nós, por Imperatriz e por todo o Maranhão”; discursou o prefeito. “Assis tem realizado um ótimo trabalho como prefeito e nosso vice é um grande empresário desta cidade. Com o apoio deles, realizaremos importantes investimentos em Imperatriz”, afirmou Roseana.

Ribinha Cunha disse que Imperatriz e a região tocantina abraçam cada vez mais a candidatura de Roseana. “Hoje tivemos mais uma demonstração do apoio do povo e a gente fica feliz com as várias manifestações de incentivo à nossa campanha. Imperatriz cresceu muito com Roseana. Ela trouxe a industrialização, permitiu a geração de emprego e renda, nossa região se transformou. Juntos, faremos muito mais”, afirmou.

A multidão que participou da caminhada até o Terraço Show ouviu atentamente e aprovou as propostas de Roseana. Ela reafirmou que vai devolver veículos apreendidos e ainda não leiloados; parcelará o IPVA em até oito vezes; investirá no asfaltamento de ruas e na atração de empresas para Imperatriz; reduzirá o ICMS para pequenos e médios comerciantes; investirá na oferta de cursos profissionalizantes para os jovens. “Nossas propostas vão gerar emprego e renda. Além disso, vamos fazer com que os serviços de saúde funcionem e dar mais qualidade à educação do nosso povo”, finalizou Roseana.

Geone D’Ávila Menezes, funcionário público, fez questão de acompanhar a ex-governadora em sua passagem por Imperatriz. “Voto em Roseana, porque é empreendedora, boa administradora, fez muito pelo Maranhão e, agora, com a parceria do prefeito Assis Ramos, vai fazer muito mais por Imperatriz e por todo o estado”, declarou.

Fotos: Divulgação

5 comentários »

Roberto Rocha visita Barra do Corda e região

0comentário

Roberto Rocha, candidato ao governo do Maranhão pelo PSDB, vai percorrer no domingo (16), e segunda (17), vários municípios da mesorregião do centro maranhense, com a Caravana da Esperança.

Acompanhado dos candidatos ao senado pelo partido, o deputado estadual Alexandre Almeida e o deputado federal José Reinaldo Tavares, Roberto Rocha inicia a agenda pelo município de Barra do Corda, no domingo, 16, ocasião em cumpre uma programação que inclui uma  visita ao mercado público,  encontros com lideranças sindicais, carreata, inauguração do comitê do PSDB no município e fecha o dia em um encontro com a classe empresarial local.

Na segunda, 17, Roberto Rocha segue, juntamente com a Caravana da Esperança para as cidades de Fernando Falcão, Jenipapo dos Vieira e fecha o dia com uma visita ao município de Arame.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Andrea e Ricardo fazem campanha em Coroatá

4comentários

Candidatos estão sentindo de perto o retrocesso que o Maranhão tomou no governo Flávio Dino, principalmente na zona rural. Em cada casa visitada para divulgar as candidaturas de Andrea e Ricardo Murad, as reclamações são unânimes quanto ao fim dos programas Viva Luz, Viva Água e do Leite, além de estradas precárias entre os povoados, o abuso na fiscalização, apreensão de veículos, precariedade na saúde pública e o peso dos impostos sobre o pequeno comerciante.

“O pior governo chama Flávio Dino. A gente vê as pessoas que precisam da suas motos para ir no posto de saúde, para os hospitais, para os seus serviços e o que a gente vê é  que ele bota a polícia pra tomar. O povo quer Roseana porque na gestão da Roseana e Ricardo Murad e Andrea Murad nós sabemos que eles lutam pelo povo, fazem uma boa administração e a saúde é de qualidade”, disse Edivaldo, morador da zona rural de Coroatá.

“Monte de mãe de família sofrendo pela saúde, pra marcar uma consulta, pra fazer um exame, pra fazer um ultrassom, isso me dói. Tem gente que tá muito mais afastado nos povoados e só Deus pra olhar por eles. Só Roseana e Ricardo voltando, com Andrea pra trabalhar por nós, pra resolver tudo isso, como era antes”, desabou José de Ribamar.

Em visita ao Pau de Estopa, um dos grandes povoados de Coroatá, Ricardo e Andrea Murad foram recepcionados por moradores revoltados com a administração comunista. Em conversa com os residentes, o gigante da saúde ressaltou o trabalho de Andrea como defensora do povo na Assembleia Legislativa.

“Foi enfrentar o Flávio Dino todo dia, dia e noite, desde o primeiro dia, sem poder arredar o pé, primeiro mandato, e deu certo. O homem vai perder a eleição e a gente deve muito também a essa menina aqui”, disse Ricardo sobre a deputada líder do bloco de oposição na Assembleia.

Para Andrea, só a volta do governo Roseana e o trabalho de Ricardo Murad para recolocar o Maranhão nos trilhos.

“Briguei muito na Assembleia contra injustiças como o aumento de impostos. E também por causa de uma saúde sucateada, uma saúde que antes era de qualidade e que Ricardo tinha planos de fazer muito mais, o governador que tá aí não conseguiu nem manter, acabando com tudo. Se Deus quiser a Roseana com Ricardo vão recuperar tudo isso, assim como recuperar os programas como existiam antes, os programas sociais Viva Luz, Viva Água e se Deus quiser eu não terei mais que brigar na Assembleia para um governador fazer o que é da responsabilidade dele que é cuidar das pessoas”, disse Andrea.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Edivaldo participa de ação de limpeza nas praias

0comentário

O prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e de secretários municipais, participou das atividades do Dia D de mobilização pelo Dia Mundial da Limpeza, na manhã deste sábado (15), na Avenida Litorânea.

Na ocasião foram feitas coletas de resíduos, orientação aos banhistas e encenação teatral com tema educativo em ação, realizada pela Prefeitura de São Luís, com o objetivo de promover a sensibilização do público para o cuidado com o meio ambiente, a partir de ações de manutenção pela limpeza das praias.

O evento complementa as ações da macro política de resíduos sólidos da gestão do prefeito Edivaldo e reforça o trabalho rotineiro de limpeza das praias realizado pela Prefeitura. Todo o montante coletado durante a mobilização somou quase 45 toneladas de resíduos entre recicláveis e orgânicos recolhidos em apenas duas horas, tempo que durou a ação.

“Esta é uma grande ação onde temos a alegria de ver crianças, jovens, adultos e idosos participando da mobilização. Diariamente, nossas equipes recolhem das nossas praias mais de 20 toneladas de lixo descartados de forma irregular, por isso a importância dessa ação para conscientizar a população sobre a sustentabilidade, o cuidado com o meio ambiente. Para isto, precisamos da população. Todos temos que dar as mãos por essa causa. A gestão possui um planejamento de atividades permanentes para essa manutenção, desenvolvido de forma regular para manter limpas as praias da nossa cidade. É um compromisso de cada um de nós, para a preservação de nossas praias e de nosso meio ambiente”, pontuou o prefeito Edivaldo.

Os resíduos foram coletados na faixa de areia ao longo da Litorânea. O público concentrou no trecho de prolongamento da praia de onde partiram até o parquinho. Além da ação dos agentes de limpeza e voluntários, máquinas de remoção somaram na atividade de coleta, fazendo aumentar o volume de resíduos retirados da praia. Participaram da atividade estudantes de escolas da rede pública municipal, entidades da sociedade civil, órgãos públicos e frequentadores da praia.

Foto: Douglas Júnior

sem comentário »

Andrey diz que Sampaio resgata espírito vencedor

0comentário

Para o goleiro do Sampaio, Andrey, a garra do time vista na conquista da Copa do Nordeste, voltou. Ela foi então fundamental para a vitória do time, por 1 a 0, contra o Fortaleza, nesta sexta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

O goleiro defendeu um pênalti, ainda no primeiro tempo, e ajudou muito o Sampaio a sair de campo com a vitória.

“Conseguimos resgastar o espírito que tínhamos na Copa do Nordeste, que era de garra, determinação, acreditando até o final. Estou muito feliz por essa vitória. A comissão técnica que chegou é espetacular. Abraçou a equipe e era isso que o time precisava”,  disse Andrey.

Mesmo tendo que fazer matemática com os jogos que ainda faltam, o goleiro disse que o foco não pode ser a longa distância.

“São três pontos muito importantes e agora é manter os pés no chão, pois tem mais 11 jogos para a gente tirar o Sampaio dessa situação. Temos que viver um jogo após o outro, com calma”, concluiu.

O Sampaio está com 25 pontos, na 19ª colocação. O próximo jogo será no sábado (22), contra o Avaí, na Ressacada.

Leia no Globoesporte

sem comentário »

Sindicato aponta situação grave na Saúde do MA

0comentário

O candidato do PSTU ao governo do Estado Ramon Zapata, acompanhado do candidato ao Senado Saulo Arcangeli esteve reunido com o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem e Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde do Estado do Maranhão (Sindsaúde-MA).

Eles apresentaram as propostas do partido e a necessidade de governar com os conselhos populares para definir as prioridades e orçamento a ser investido na área de saúde.

O Ramon Zapata disse que o estado ainda possui um dos maiores índices de mortalidade infantil do país e de incidência de várias doenças. Nos últimos três anos, conforme dados do SUS, houve um aumento de 12% em número de mortes em leitos no Maranhão (foram 9.857 somente em 2017).

“Os hospitais que foram construídos funcionam com muita precariedade, sem concurso público para profissionais da saúde e sem verbas de manutenção garantidas. Faltam materiais para procedimentos básicos e também para realizar procedimentos cirúrgicos”, disse Ramon que é contra o repasse da gestão das unidades de saúde para a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH).

As diretoras do Sindsaúde fizeram denúncias gravíssimas sobre o caos que permanece na saúde pública no Maranhão. Segundo a entidade, 7.555 trabalhadores da saúde que prestam serviços para as Upa´s e Hospitais Macrorregionais(Imperatriz, Balsas, Caxias, Coroata, entre outros) foram desligados da empresa Biosaude, que teve seu contrato suspenso, e a partir de abril/2018 passaram, de forma muito estranha, à condição de “requisitados” administrativamente (Decreto N°34.054/2018), sem contrato de trabalho e carteira assinada, deixando os trabalhadores sem direito algum.

Outro caso relatado que espanta é a situação 1575 trabalhadores que a empresa GERIR deixou sem salários e direitos, como no caso do Hospital Carlos Macieira (900 trabalhadores) que ficaram por mais de mais de 4 meses sem salários e direitos, conforme relatam os profissinais afetados por mais este descaso com a saúde estadual.

Ambos os casos estão sendo acompanhados pelo Ministério Público do Trabalho para buscar resolver esta situação, no mínimo, esdrúxula, e que não respeita os profissionais de saúde do estado do Maranhão.

Sobre a EMSERH, o sindicato informou que entrou com uma ADIN(Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a sua criação, mas até o momento não foi julgada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão.

“O atual governo não fez concurso público conforme prometeu em sua campanha anterior(agora já são mais de 24 anos sem ter um concurso)”, disse Ramon.

Sedundo o Sindicato, o Maranhão tem uma carência de mais de 15.000 trabalhadores na área de saúde. A EMSERH não faz concurso e, sim, seletivos com duração de dois anos(muitas vezes apenas com currículo e títulos, deixando milhares de trabalhadores desempregados).

Ramon finalizou afirmando que tem que ser prioridade do governo o aumento dos recursos no orçamento estadual com a saúde, investindo na saúde preventiva, garantia de água tratada e esgotamento sanitário para a população, programa de atendimento domiciliar com equipes multiprofissionais e realização de concurso público para os profissionais da saúde, com o respeito à jornada de 30 horas.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Roseana diz que governo persegue adversários

0comentário

Ao visitar o município de Lajeado Novo, nesta sexta-feira (14), a candidata Roseana Sarney classificou de crueldade o fim dos programas sociais, o aumento de impostos e a apreensão de veículos adotados pelo atual governo. Ela declarou que as divergências políticas não podem causar prejuízos à população, como vem ocorrendo atualmente no Maranhão.

“Ao perseguir adversários, a gestão do atual governador persegue o povo. Ao tentar encobrir o meu legado não dando continuidade às obras da minha gestão, esquece dos mais carentes, que necessitam dos hospitais, da energia elétrica, do abastecimento de água potável, do leite das crianças. Mas eu vou trazer de volta todos esses benefícios, além de criar outros, como o Viva-Gás”, afirmou Roseana.

Na reunião que aconteceu na casa do ex-prefeito Deusdete Pereira, o Dete, estavam presentes o candidato a vice-governador, Ribinha Cunha, e os candidatos a senador Sarney Filho e Edison Lobão. A jovem vereadora Luana Pereira, 26 anos, disse que a história da sua cidade se confunde com sua admiração pela ex-governadora Roseana, que construiu praças, estradas vicinais, as sedes da Câmara Municipal e da prefeitura de Lajeado Novo.

“Nossa cidade só é um município emancipado graças à gestão da ex-governadora Roseana. As obras que executou e fez questão de voltar a cidade para inaugurar estão firmes e fortes até hoje, de escola a asfalto de qualidade. Ela construiu um hospital que era nosso sonho, mas o atual governo não entregou. Passaram-se quatro anos e o hospital virou um prédio abandonado. Nem as mães de Lajeado Novo têm direito de dar a luz aos seus bebês aqui. Nossos filhos nascem em outros municípios”, declarou.

Barra do Corda

Uma multidão acompanhou a candidata a governadora Roseana Sarney em uma grande caminhada pelas ruas de Barra do Corda para ouvir suas propostas de governo em comício no bairro Trizidela. Cerca de cinco mil pessoas percorreram com ela um trajeto de 5 km, e por onde passava Roseana era carinhosamente cumprimentada pelos moradores.

Das janelas das casas, nas calçadas ou das portas dos estabelecimentos comerciais, os moradores de Barra do Corda acenavam para Roseana e para os candidatos ao Senado, Sarney Filho e Edison Lobão, e a deputado estadual, Rigo Teles. Os barracordenses pediam a volta dos programas sociais e a devolução de veículos apreendidos.

No comício, Roseana lembrou que milhares de maranhenses de baixa renda foram prejudicados com o término de programas como o Viva Luz, o Viva Água,  o programa do leite, e que os micro, pequenos e médios empresários também sofrem com os altos impostos impostos pelo atual governo.

“Voltarei com todos os programas sociais que ajudavam os mais carentes, criarei o Viva Gás e reduzirei a carga tributária, para que a nossa economia volte a crescer”, afirmou a ex-governadora.

Em seu discurso, Rigo Teles destacou a luta da oposição no Legislativo estadual do Maranhão, contra as iniciativas do governo Flávio Dino que geraram dificuldades para os maranhenses, como os projetos que aumentaram a cobrança de impostos no estado.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Pesadelo nos números

2comentários

Os números são os maiores pesadelos do governo do PCdoB no Maranhão. Com dados sempre positivos, o governador Flávio Dino mostra aos maranhenses um estado que, na verdade, não existe. É somente um faz de conta produzido por meio de agências de propagandas. Assim ocorreu em áreas como Segurança e Educação.

Um Maranhão bem diferente do discurso comunista foi apresentado em levantamento feito pelo Centro de Lideranças Públicas em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit, instituto que faz análises econômicas para a revista inglesa The Economist, mostra o Ranking dos Estados do Brasil. O resultado do estudo foi divulgado pela Revista Veja, na sexta-feira, 14. E lá os números do Maranhão não batem com o cenário vendido pelo governo Dino.

O Maranhão ocupa a penúltima colocação no ranking, atrás somente do Acre. A pontuação é pouco maior que 32%, quanto o último colocado tem pontuação pouco superior a 31%.

A nota é calculada com base na média ponderada obtida em 10 pilares, que tem entre elas a solidez fiscal, a educação e a segurança pública. A variação dessa nota é de 0 a 100. Ou seja, o Maranhão não vai nada bem.

São dados que desmontam as peças publicitárias. São números como os do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – que o Maranhão ocupa a última colocação – e os do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – que mostram que o governo comunista não alcançou meta, ficando entre os últimos nesta “competição – que acabaram tirando a máscara dos dados festejados por Flávio Dino e seus auxiliares.

43,1 era a pontuação do Maranhão, em 2015, primeiro ano de gestão de Flávio Dino. De lá para cá, o estado na gestão pública caiu de posição três vezes.

Mais dados

E tem áreas em que a nota do Maranhão no Ranking dos Estados foi 0. Na sustentabilidade social, o estado regrediu completamente.

É nessa área que estão os dados sobre a Mortalidade Infantil, cuja nota antes do governo comunista era 73,5 e caiu para 43,9.

Inserção de jovens no mercado de trabalho é pior ainda. Em 2015 a nota nesta área era de 36,3 e agora é de 1,1. Dados assustadores, com toda a certeza.

Estado Maior

2 comentários »