Famem e Detran debatem municipalização do trânsito

1comentário

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão-FAMEM, Erlânio Xavier (PDT), recebeu, na manhã desta quarta-feira (6),  em  seu gabinete, a visita da diretora-geral  do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MA), Larissa Adballa. Ela justificou o encontro como uma visita de cortesia, ao mesmo tempo em que aproveitou para discutir  a questão da municipalização do trânsito no Estado com o dirigente municipalista.

“Vim numa visita de cortesia, e aproveitei para discutir com o presidente Erlânio a municipalização do trânsito, que está na legislação federal. No Maranhão, apenas 30%  da cidades estão com o trânsito municipalizado, o que é um padrão entre os Estados das regiões Norte e Nordeste. No Sul, por exemplo, temos Estado com algo em torno de 92% da municipalização do trânsito. Temos que mudar essa realidade no Maranhão. Por isso é que estou aqui, pedindo o apoio do presidente da FAMEM”, assinalou Larissa Abdalla.

Por sua vez, Erlânio Xavier asseverou que está agilizando junto à sua assessoria técnica, a forma  de estabelecer os contatos com os prefeitos cujos municípios ainda não municipalizaram  o setor de trânsito, para que se enquadrem no que dispõem a legislação. “Essa municipalização é, hoje uma realidade, uma obrigação. Estamos prontos aqui para ajudar o Detran no que for possível, para que possamos avançar nesta questão”, destacou Erlânio Xavier.

Foto: Divulgação

1 comentário para "Famem e Detran debatem municipalização do trânsito"


  1. José Pestana

    Esse povo do PDT não quer perde uma hehehehe esse Erlânio e
    Larrisa são apadrinhados de Weverton Rocha. Larissa só faz o que padrinho determina no Detran/MA, até os cargos ele é comissionados ele escolhe as cabeças. Esse Erlânio que vai tentar captar os prefeitos para campanha de padrinho em 2022 ao governo do estado, mas esse é muito fraco para esse tipo de serviço caro Weverton.

    Weverton quando chegar em São Luís me avisa que vou tomar chopp contigo, abraço do amigo José Pestana.

deixe seu comentário