Zemar é preso suspeito de estupro de criança

1comentário

A Polícia Civil prendeu em flagrante nesse domingo (15) o ex-prefeito do município de Santa Luzia, Ilzemar Oliveira Dutra, por suspeita de estuprar uma criança de três anos em São Luís.

De acordo com a polícia, a mãe da criança prestou queixa na Casa da Mulher Brasileira no bairro Jaracaty após a vítima ter se queixado de dores. Em depoimento, testemunhas também confirmaram que a criança contou para a mãe o que havia acontecido. A vítima foi submetida a exames de conjunção carnal.

“A menor relatou para a mãe e estaria na casa de uma amiga e o ex-prefeito estaria nessa casa, e a menor teria relatado que estaria com as partes íntimas ardendo. A mãe encaminhou a criança para um hospital particular e a médica que atendeu a menor achou que poderia ter algum abuso e encaminhou ela para a delegacia”, explicou Adriana Meireles, delegada da Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA).

O caso será investigado pela Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA) em São Luís. Uma equipe da Polícia Civil realizou buscas no endereço onde o suspeito estaria, mas ele não foi encontrado. Algumas horas depois ele se apresentou na sede da Casa da Mulher Brasileira.

De acordo com a delegada Adriana Meireles, o suspeito foi ouvido e negou o crime. Ilzemar Oliveira Dutra foi autuado por estupro de vulnerável e teve a prisão decretada. Em seguida, foi encaminhado para o Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde ficará a disposição da Justiça.

G1 MA

1 comentário para "Zemar é preso suspeito de estupro de criança"


  1. Martha Aulete

    Cultura! Arte!
    E o desastre chamado PT? Mau gosto cultural e educacional enorme, certo?
    O PT nivela tudo por baixo.
    O PT EDUCOU as crianças (hoje adultas), durante o governo lula e, posteriormente, o governo dilma, com sua criação mais brega, cafona e baranga: o “sertanejo universitário”, criação da era lula-dilmista.
    O PT odeia a alta-cultura.
    O PT é brega, barango, atrasado, reacionário, parado no tempo, cafonérrimo e Kitsch político.

deixe seu comentário