Rildo Amaral dispara contra Chico Gonçalves na AL

0comentário

O deputado Rildo Amaral (Solidariedade) deu mais um exemplo de como deve se comportar um parlamentar na Assembleia Legislativa, mesmo quando ele faz parte do grupo de apoio ao governador que está no Palácio dos Leões. Clique aqui e veja o pronunciamento na íntegra.

Rildo utilizou a Tribuna na Assembleia Legislativa para criticar a situação na Funac, em Imperatriz e disparou contra o secretário Francisco Gonçalves de Direitos Humanos.

“O que me traz, hoje, aqui, na verdade, é para relatar o que está acontecendo em Imperatriz. Imperatriz. Tem a FUNAC. São três casas que tem lá de assistência ao menor infrator, que, há mais de dois meses, quando eu procurei o Secretário Chico Gonçalves, que eu não conheço, explicando toda a problemática que tem ali, inclusive criminais que envolvem alguns funcionários. E eu demonstrando com provas de que iria chegar ao ápice de grandes confusões naquela casa. E, durante várias tratativas com ele de querer mostrar a dificuldade que a FUNAC de Imperatriz atravessa, o Secretário chegou e disse para mim, Fernando, que era para eu agir como deputado. E eu esperei. Para ele o momento, foi mais de dois meses atrás, eu queria falar para o senhor Chico Gonçalves que agora eu vou agir como deputado. Porque eu estava esperando. O que eu alertava para ele, naquele momento, era que iria haver fugas, iria haver assassinatos ali dentro da FUNAC”.

Segundo Rildo, o secretário de Direitos Humanos desconhece totalmente o problema na Funac, em Imperatriz e acusou o secretário de demitir os funcionários ligados a ele.

“Só em dez dias, senhoras e senhores, foram três rebeliões e uma fuga na FUNAC em Imperatriz, totalmente descontrolada. E, quando ele conversava comigo, ele falava que confiava na equipe dele. E eu perguntei: presidente, quem é a pessoa da sua equipe? Ele não sabia nem o nome. Ele: “rapaz, Deputado, você está com pegadinha?” “Rapaz, eu não sou homem de pegadinha, não. É porque eu sei que você não conhece o problema”. O problema que vai desde sentença, de progressão de penas para menores infratores à facilidade de fuga vendida por alguns. E todo funcionário que tinha qualquer ligação comigo que poderia estar me falando alguma coisa, o secretário foi demitindo”, disse.

Rildo foi além e disse que não tem nenhuma amarração com o governador Flávio Dino que o impeça de criticá-lo.

“Quando ele me pede para agir como deputado, ele está pensando que eu sou aliado do Governador Flávio Dino, a tribuna para mim não é livre. Como se eu tivesse algum amarrado com o Governador que eu não pudesse vir fala o que eu quisesse aqui e na hora em que eu quisesse. Não vim antes por prudência, porque eu estava esperando chegar ao que aconteceu agora. E ele mostra incompetência. E eu nem sei quem é. Ele estava num evento depois que ele me disse isso, que chamaram o nome dele e eu nem identifiquei quem era. Se eu cumprimentei, foi azar meu, porque eu nem sei quem é. Eu não entendo como é que um monte de presos, porque quando prende menor sempre é em flagrante, está à disposição e estão sendo controlado por uma Secretaria de Direitos Humanos. Quem está ali foi quem cometeu ilícitos! E aí mostra incompetência, despreparo total com isso. Disse que ele é doutor, e não sei de quê, se é doutor de Artes, se é não sei de quê! Ele não é doutor de resolver os problemas não. Hoje Imperatriz, meio dia, estava a população se escondendo com medo de fuga da FUNAC. Eu queria que ele fosse lá. Fiquei esperando da polícia para resolver esses problemas. Problemas sociais cai na polícia. Secretário incompetente! Não sei nem de que Partido é. Mas o Governador tem que tomar ciência e tem que agir em Imperatriz. E se matar algum menor, e se algum menor matar algum funcionário é culpa do Secretário, porque eu já avisei mais dois meses atrás e ele tem que ser responsabilizado por isso. Em menos de 10 dias! Hoje estava um menor lá, um criminoso em cima do telhado jogando pedra, jogando pau nos funcionários. Eu quero que seu Chico Gonçalves vá lá combatê-los. Espero que o Secretário vá lá. Porque até agora ele deixou e está deixando permanecer uma quadrilha tomando de conta. O único funcionário que se rebelou contra ele, foi atacado em frente seu condomínio. E em grupo de WhatsApp da FUNAC, dos funcionários, disseram: “Hoje é só um susto, na próxima a gente mata ele”. E o rapaz registrou a ocorrência e não tomaram nenhuma providência. Fizeram foi demiti-lo, porque ele contrariava os interesses da gestão anterior. Eu peço que a Casa encaminhe para o Governador que tome uma decisão e tome ciência do está acontecendo. O que não pode é todo dia a população de Imperatriz estar esperando qual o próximo telhado que eles vão quebrar”, finalizou.

Sem comentário para "Rildo Amaral dispara contra Chico Gonçalves na AL"


deixe seu comentário