Moto mostra evolução, mas ainda falta muita coisa

4comentários

Após um início de Campeonato Maranhense ruim, apesar dos resultados e que não conseguia apresentar nenhuma evolução, o Moto começa a dar sinais de que verdadeiramente está vivo na briga pelo título embora ainda necessite de reforços para a reta final.

A troca de treinadores com a saída de Leandro Campos e a efetivação do auxiliar Dejair Ferreira começa a dar resultados, mesmo com pouco tempo de trabalho, mas ainda assim é necessário lembrar que o Moto não ganhou nada ainda.

O Moto sob o comando de Dejair bateu o Cordino, por 3 a 0. Depois perdeu para o Fluminense por 4 a 2, na Copa do Brasil, mas fez um bom jogo, especialmente o começo quando chegou a abrir 2 a 0. E finalmente no clássico com o Sampaio venceu por 1 a 0.

A evolução do time tem muito a ver com a doação maior dos jogadores e a parte física que começa a aparecer. Individualmente alguns jogadores começam a despontar também.

Mas o time ainda precisa de um “homem gol” e de reforços na zaga e meio-campo para que Dejair possa ter opções para modificar o panorama nos jogos que de agora em diante serão muito mais difíceis.

A liderança isolada com 13 pontos dá mais tranquilidade ao rubro-negro que agora tem dois jogos contra Imperatriz e Maranhão para consolidar a posição entre os dois primeiros e garantir vaga direta na semifinal.

O momento agora é de afirmação da equipe e essa é a fase mais difícil e mais complicada…

Foto: Gaudêncio Carvalho/Moto Club

4 comentários para "Moto mostra evolução, mas ainda falta muita coisa"


  1. Luciano Motense Rocho

    Ainda to puto com o moto 2019 , bateu na trave em tudo , campeao do estadual ate os 44 do 2 tempo , esse ano nada de impolgação….jogando bem ou mal tragam o titulo do estadual e o acesso

  2. guto carvalho

    Imperatriz e Sampaio, os maiores rivais do Moto, parecem estar mais preocupados com outras competições do que com o estadual. Então o Moto precisa aproveitar, como vem fazendo, e somar pontos, ganhar confiança e ritmo de competição para conquistar o título do Maranhense.

  3. Júnior

    Concordo, basta ter como parâmetro o time do ano passado, que era melhor que esse de hoje e mesmo assim não ganhou o maranhense. Temos que lembrar também o fator Natanael, que disse sexta em um programa de tv que quando era apenas jornalista gostava de criticar a gestão de um presidente, mas dps que entrou como presidente e viu a realidade da coisa: tem-se que matar 4 leões por dia, palavras dele kkkk. Eu já tinha dito isso aqui nus dois comentários, só criticar por criticar é muito fácil.

  4. Dionezio

    No Caldeirão do Frei o cavalo é o Rei.

deixe seu comentário