Sousa Neto denuncia atraso de salário no 190

0comentário

Funcionários terceirizados que trabalham no atendimento do 190 – Emergência/CIOPS na Secretaria de Segurança Pública (SSP) estão com dois meses de salários e mais as duas parcelas do 13º, em atraso. A denúncia foi feita pelo deputado estadual Sousa Neto (Pros) nas redes sociais.

“Recebi a grave denúncia e fiquei preocupado com a situação de 138 profissionais, a maioria pais e mães de família, contratados da Empresa Supritech, que irão passar o Natal e o final de ano sem dinheiro, e ainda por cima, tendo que trabalhar sob ameaça de demissão”, disse.

Segundo Sousa Neto, a empresa diz que não há previsão para quitar o pagamento já que o governo não fez o repasse.

“O 190 é de extrema utilidade pública e com às festas de final de ano, uma possível paralisação destes profissionais, comprometeria o serviço e a comunicação da população com as polícias, e aumentaria o caos na segurança pública”, alertou.

Por meio de sua assessoria jurídica, o parlamentar disse que vai pedir explicações à SSP e acionar tanto do Ministério Público do Trabalho (MPT-MA) quanto do Ministério Público Estadual (MP-MA) para que apurem essas informações e que tomem providências, autuando o governo Flávio Dino, a SSP e a Supritech.

“É esse o governo que “cuida do povo”, que passa por cima das leis e que, assim como está ocorrendo em outros órgãos e setores do Estado, vai deixar centenas de pessoas sem os proventos que lhes são de direito! Flávio Dino, respeite os trabalhadores! Isso é crime!”, finalizou.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »