Sabotagem da inteligência

0comentário

Dois meses depois do circo armado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) para tirar o foco da incompetência do governo no caso do rompimento de uma peça da nova adutora do Italuís – a tal conexão em “Y” –, o assunto foi encerrado sem muito alarde pelos comunistas.

Em entrevista à Rádio Timbira, veículo oficial do Palácio dos Leões, o atual presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Carlos Rogério, garantiu que o novo sistema será religado no início de março.

E revelou mais: o rompimento da peça não foi obra de qualquer sabotagem – como alguns membros do Executivo chegaram a sustentar -, mas de erro em sua confecção mesmo.

Segundo Rogério, isso já está comprovado. O que joga por terra a tese que o próprio Flávio Dino reforçou, ao envolver até a Polícia Civil na “investigação” do caso.

Como já se sabia, o comunista tentou, mais uma vez, apenas sabotar a inteligência dos maranhenses.

Estado Maior

sem comentário »

Caema segue batendo cabeça com adutoras

0comentário

Se não bastasse o problema registrado no rompimento da nova adutora do Italuís no último dia 9 de dezembro. Mais duas regiões do Maranhão estão afetadas com suspensão do abastecimento de água devido a problemas de vazamento e rompimento de adutoras.

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) confirmou que o Sistema de Abastecimento da cidade de Itapecuru encontra-se parado devido a rompimento de adutora DN400.

A Caema diz que o prazo para restabelecimento do abastecimento, está previsto para às 20h desta quinta-feira (28).

Também houve parada no abastecimento de Pinheiro às 13h desta quinta-feira (28), no intuito de correção na adutora de água bruta no intervalo de 200 milímetros que apresentou vazamento.

Segundo a Caema será feita a manutenção corretiva em registros de lavagem da Estação de Tratamento de Água (ETA) do município. O retorno do abastecimento está previsto para 17h30 desta quinta.

Assim, o governo do Maranhão segue batendo cabeça de adutora em adutora e a população sofrendo com a falta d’água neste fim de ano.

Será que vão dizer novamente que houve sabotagem? Aliás, por falar nisso como anda a investigação da polícia em relação ao episódio ocorrido no dia 9 de dezembro?

Ficam essas perguntinhas no ar.

sem comentário »

A prepotência comunista

4comentários

O caso da adutora do Sistema Italuis, que rompeu logo após ser inaugurada pelo governo estadual, no final de semana, mostra exatamente a característica principal da administração do governador Flávio Dino: a prepotência.

Mesmo dando continuidade a uma obra da gestão anterior, o comunista prefere não fazer qualquer referência nesse sentido. Pelo contrário, se apodera do trabalho de outro gestor afirmando para toda a população que é obra de seu governo. Além disso, faz uma divulgação sempre com a intenção de reduzir ao nada as gestões que lhe antecederam. E esse tipo de discurso é o comum para Flávio Dino.

No entanto, quando algo de errado acontece, o governador comunista mostra outra característica sua que é a humildade para admitir erros. Pelo que disseram os governistas, a inauguração da nova adutora foi uma determinação do governador Flávio Dino, segundo afirmou nota da Caema. Entretanto, quando houve o rompimento, a nota oficial da gestão muda o rumo da história.

Na nota, o governo coloca a culpa totalmente do vazamento nas empresas privadas contratadas. A obra inaugurada pelos comunistas era obra e graça de Flávio Dino não das empresas contratadas. O erro, não. Esse não.

Mas para uma gestão que nunca se desculpou pelo assassinato de um trabalhador em Vitória do Mearim, considerando-o como bandido pelo governo em nota oficial, imagina deixar a população de São Luís sem abastecimento de água.

 O Estado

4 comentários »

Covardia e despreparo de Flávio Dino

2comentários

Por Andrea Murad

Amadorismo e incompetência, além de covarde, a explicação de Flávio Dino para o desastre acontecido na ativação da nova adutora da Caema, projetada e construída na gestão do ex-deputado Ricardo Murad, no governo de Roseana.

Culpar as empresas privadas, que ganharam a licitação e construíram a obra com o acompanhamento da equipe técnica da Caema, apenas para se justificar perante a opinião pública, demonstra a falta de caráter e espírito de liderança do governador. Fosse o ex-deputado Ricardo Murad e o engenheiro João Moreira Lima, ex-presidente da Caema, a conduta seria outra. Uma tristeza para o Maranhão ter de aguentar tanta incompetência e cinismo.

Alteraram o projeto, fizeram aditivo de 25%, mudaram o local e a forma de conexão da nova adutora, e deu no que deu. Deveriam ter deixado a mesma equipe técnica, mas a vaidade de Flávio Dino não deixou. Isso é decorrência da gestão criminosa de Davi Teles. Pra este sim deveria chamar a polícia. Mas pra resolver a lambança que provocou, Flávio Dino deveria chamar quem entende, ou seja, a diretoria anterior, a equipe técnica e competente que concebeu o projeto desde o início dessa grande obra que hoje se transformou num verdadeiro pesadelo para milhares de moradores que estão há dias sem água.

A nova adutora, construída para melhorar o abastecimento de água de São Luís, que sofre há anos com a falta de água, agora não tem nem prazo para acontecer. Vamos continuar com a velha adutora. Tristeza.

*Andrea Murad é deputada estadual

2 comentários »