Bailarina do Bolshoi é homenageada na Asssembleia

0comentário

A bailarina Bruna Gaglianone recebeu, nesta segunda-feira (9), na Assembleia Legislativa do Maranhão, a medalha do mérito legislativo João do Vale, proposta pelo deputado César Pires (PV). A homenagem, em sessão solene presidida pelo deputado Wellington do Curso (PSDB), foi um reconhecimento ao talento da maranhense que é dos seis estrangeiros que compõem o Teatro Bolshoi, da Rússia.

“O que fazemos hoje é uma justa homenagem ao talento, à persistência e a abnegação dessa jovem maranhense que conquistou seu espaço no mais famoso balé do mundo, que deve servir de exemplo e ser orgulho para os caxienses e para todos os maranhenses”, enfatizou César Pires, ao justificar a concessão da medalha João do Vale a Bruna Gaglianone.

Nascida em Caxias, Bruna Gaglianone é filha de Francisco e Eliana Gaglianone. Aos oito anos de idade, ela iniciou os estudos de balé clássico em São Luís. Com 12 anos, realizou o exame e foi aprovada na seleção da escola do Teatro Bolshoi no Brasil, e por isso mudou-se para Joinville, em 2003. Em 2011, iniciou a vida profissional no Teatro Bolshoi em Moscou, onde atualmente é bailarina do primeiro corpo de baile e realiza vários papéis de solista e principal.

Emocionada, Bruna Gaglianone agradeceu pela medalha que definiu como um reconhecimento não somente ao seu trabalho e sua dedicação à dança, representando o Maranhão fora do país. Para ela, a homenagem do Legislativo reforça a importância de valorizar a arte “que transforma realidades, constrói caminhos e abre novos horizontes”.

“Sinto-me privilegiada por poder representar tantos jovens talentosos e tantas pessoas que lutam pelo desenvolvimento cultural do nosso Maranhão. O esforço é coletivo. Portanto, o mérito é de todos nós. Que a arte continue sendo incentivada e valorizada em nosso estado e em nosso país”, finalizou ela.

Na sessão solene, que contou com a presença de familiares e amigos de Bruna Gaglianone, a bailarina Alícia Saul, da Companhia de Dança Olinda Saul, fez uma breve apresentação em homenagem à bailarina do Bolshoi. “O deputado César Pires, a Assembleia Legislativa e o Maranhão estão de parabéns por homenagear uma maranhense que tão bem representa o nosso estado mundo afora”, enfatizou Wellington do Curso.

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

sem comentário »

Bailarina é vítima de violência no Maranhão

6comentários

AnaDuarte

A bailarina Ana Lúcia Duarte Silva, de 51 anos foi morta após levar seis tiros de espingarda na madrugada de hoje (26).

Ela retornava a São Luís, por volta de 3h30 em companhia de uma amiga pela na BR-135 e foi alvo de assaltantes no momento em que reduziu a velocidade do veículo para tentar desviar dos buracos.

Ana não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A amiga não sofreu nada.

Segundo testemunhas, os disparos foram efetuados por três adolescentes que fugiram após roubar os pertences da vítima.

“Minha homenagem a querida amiga e mulher da dança, Ana Duarte, a qual tenho uma eterna gratidão, foi ela que sugeriu ao saudoso Antônio Gaspar para que eu pudesse fazer os testes para o Pai Francisco no espetáculo O Sonho de Catirina. E hoje cedo fiz uma postagem falando da BR-135. Violência e descaso total”, escreveu o ator César Boaes no Facebook.

Foto:Arquivo Pessoa/ Facebook

6 comentários »