Greve nos bancos

1comentário

banco

O Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB) confirmou que as atividades dos 5.800 membros da categoria do estado em bancos públicos e privados serão suspensas, a partir de hoje, por tempo indeterminado, devido a divergências entre os bancários e os empresários do setor. Os bancários exigem a elevação de 22% dos vencimentos, participação nos lucros e resultados de forma linear, além de melhores condições de trabalho.

Ainda segundo a SEEB, não haverá oferta de pelo menos 30% do efetivo dos funcionários dos bancos, conforme estipulado em lei. “Como não se trata, na nossa visão, de uma atividade essencial, decidimos não manter nem mesmo poucos trabalhadores atuando em algumas agências. Mesmo agindo dessa forma, a categoria não teme que a Justiça decrete a ilegalidade da greve”, afirmou o presidente do SEEB, José Maria Nascimento.

De acordo com a Contraf, a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) é de reajuste de 6,1% sobre salários, pisos e todas as verbas salariais (auxílio-refeição, cesta-alimentação, auxílio-creche, dentre outros). A Fenaban informou que apresentou no dia 6 deste mês, às lideranças sindicais dos bancários, propostas à categoria e que se mantém aberta a negociações.

Correios – Quanto à greve dos Correios, a diretoria regional da empresa informou que apenas 3,46% dos servidores da empresa aderiram desde ontem (18) ao movimento nacional por tempo indeterminado. Ainda segundo os Correios, foi protocolado, junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), pedido de dissídio coletivo, que poderá decretar o fim da greve nos próximos dias no estado. Ainda segundo os Correios do Maranhão, mesmo com a baixa adesão à greve, apenas os serviços com hora marcada, como Sedex 10, Sedex 12 e Disque Coleta, estão comprometidos.

Parte dos trabalhadores dos Correios no Maranhão rejeitou na tarde de terça-feira (17) a proposta da direção da empresa de 8% de reajuste nos salários e 6,27% de alteração em todos os benefícios. Atualmente, a remuneração média do carteiro, por exemplo, é de R$ 2.149,72.

Leia mais

1 comentário »