Jardim erra o alvo, mas confirma pré-candidatura

2comentários

O petista Márcio Jardim, utilizou as redes sociais, para reafirmar, pela enésima vez, que é pré-candidato ao Senado nas eleições deste ano.

Só que, por falta de coragem ou subserviência ao extremo, Márcio Jardim acabou errando o alvo das suas críticas e direcionou sua postagem a veículos de comunicação que seriam atrelados aos pré-candidatos ao Senado na chapa da ex-governadora Roseana Sarney – Edison Lobão e Sarney Filho.

O problema é quem começou a plantar, mesmo que indiretamente, a desistência da pré-candidatura de Márcio Jardim foram justamente os comunistas, supostamente aliados do petista.

No início do mês, veículos de comunicação atrelados ao Palácio dos Leões, confirmaram que Flávio Dino e praticamente todos os partidos que estão na sua base de apoio, definiram em reunião a realização de uma convenção coletiva.

A tal convenção, onde será anunciada a chapa majoritária de Flávio Dino e sem o PT, está marcada para o dia 28 de julho. Na oportunidade, além de Flávio Dino, serão anunciados como candidatos na chapa: Carlos Brandão do PRB (vice-governador), Weverton Rocha do PDT e Eliziane Gama do PPS (ambos senadores).

Na reunião que ficou acordado a realização da convenção coletiva, o PT estava representado pelo seu presidente estadual, Augusto Lobato. Conforme destacou o Blog do Jorge Aragão (reveja aqui), apenas o DEM não participou e parece ser o único que segue brigando por espaço na chapa majoritária comunista.

Sendo assim, a reivindicação e a chateação de Márcio Jardim podem até serem justas, mas o alvo que ele escolheu para atacar foi totalmente errado.

De qualquer forma, vamos aguardar e conferir.

Blog do Jorge Aragão

2 comentários »

Carioca é preso

4comentários

Suplente-de-vereador-CariocaO suplente de vereador de São Luís Paulo Roberto Lima Oliveira, mais conhecido como Carioca, foi preso na tarde desta segunda-feira (13), na Delegacia de Homicídios.

Segundo o Blog do Jorge Aragão, Carioca foi preso por determinação da juíza de Itapecuru-Mirim, Samira Heluy, por posse sexual mediante fraude – crime consistente em ter conjunção carnal com mulher mediante fraude.

O suplente de vereador responde a um processo desde 2006, mas teria se negado a prestar os esclarecimentos solicitados e por conta dessa negativa, a juíza expediu o mandado de prisão em 23 de janeiro deste ano e que foi cumprido nesta segunda-feira (13).

Carioca vai travando uma luta árdua na Justiça Eleitoral contra o vereador Beto Castro. Carioca acusa o colega de partido de inúmeras fraudes, inclusive de utilizar dois nomes, mais de um CPF, entre outros, mas dessa vez, quem acabou se dando mal foi justamente Carioca.

4 comentários »