Maranhão Basquete tem destaques na LBF

0comentário

bryanDuas atletas do Maranhão Basquete ficaram entre os destaques da Liga de Basquete Feminino (LBF) temporada 2013/2014, que teve como campeã o time paulista de Americana ao vencer o Sport por 66 a 62, em Recife, no último sábado (19).

A norte-americana Bryan January foi a melhor em assistência e a pivô Kelly Santos, melhor rebote.

A escolha de duas atletas do Maranhão Basquete só comprova aquilo que sabíamos. Tínhamos um bom time no papel, mas na quadra deu tudo errado.

É hora de corrigir os erros, promover a mudança na comissão técnica e no elenco, e seguir em frente.

Os outros destaques foram: Jaqueline Silvestre (Santo André) foi a cestinha. Roberto Dornelas (Sport) melhor técnico e Tainá Paixão (Ourinhos) revelação da LBF.

A cubana Ariadna Felipe foi escolhida a melhor jogadora da competição.

Foto: Biaman Prado

sem comentário »

Vitória fácil

0comentário

maranhaobasquete

O Maranhão Basquete encerrou com vitória na sua última partida pelo primeiro turno da Liga de Basquete Feminino (LBF). Jogando em casa diante do fraco time de Brasília, o Maranhão Basquete venceu por 81 a 56, no ginásio Castelinho, em São Luís.

Com a vitória, o Maranhão Basquete ocupa a 2ª colocação ao lado de São José, mas poderá ser ultrapassado por Americana que enfrenta Ourinhos no meio de semana.

O destaque da partida pelo Maranhão Basquete foi a armadora norte-maericana Bryan January que marcou 20 pontos e foi a cestinha da partida embora não tenha atuado o tempo inteiro.

O técnico Antonio Carlos Barbosa aproveitou para dar ritmo à maioria das atletas que não vinham atuando. A ala Iziane e a pivô Kelly foram poupadas por motivo de contusão. E sem Kelly na quadra, a pivô Kátia foi para o jogo e esteve muito bem.

Logo no primeiro período ficou claro que o Maranhão Basquete não encontraria qualquer dificuldade diante da pior equipe da Liga. Mesmo sem grande motivação, o Maranhão venceu por 15 a 4.

A vantagem foi ampliada no segundo período e a diferença chegou a 30 pontos 44 a 14. O que chamou a atenção foram dois lances bisonhos de Inês e Micaela que fizeram o técnico Barbosa perder a paciência e substituir as duas atletas.

A irritação do técnico maranhense continuou no terceiro período com repetição de erros infantis. Apesar da fragilidade, Brasília conseguia se aproveitar ao ponto de diminuir a vantagem 60 a 36.

Barbosa teve que pedir tempo para acordar a equipe no quarto período. As maranhenses pareciam desinteresadas no jogo. Com a dura do treinador, o Maranhão Basquete retornou para o jogo fechando o placar em 81 a 56

O Maranhão Basquete terá pela frente dois jogos decisivos fora de casa. No dia 1º de fevereiro, contra o Santo André e dia 3, em Ourinhos.

Classificação
1 – Sport – 13 pontos (6 vitórias e 1 derrota)
2 – Maranhão e São José – 12 pontos (5 vitórias e 2 derrotas)
4 – Americana – 11 pontos (5 vitórias e 1 derrota)
5 – Ourinhos – 9 pontos (3 vitórias e 3 derrotas)
6 – Santo André – 9 pontos (2 vitórias e 5 derrotas)
7 – Rio Claro – 8 pontos (1 vitória e 6 derrotas)
8 – Brasília – 7 pontos (7 derrotas)

Jogos do returno
1º/2 – Santo André x Maranhão
3/2 – Ourinhos x Maranhão
8/2 – Maranhão x Rio Claro
15/2 – Sport x Maranhão
17/2 – Brasília x Maranhão
23/2 – Maranhão x Americana
27/2 – Maranhão x São José

Foto: Biaman Prado

sem comentário »

Briann January

0comentário

january

Se não bastassem as duas grandes vitórias no início da Liga de Basquete Feminino, o Maranhão Basquete tem mais um bom motivo para comemorar. A armadora norte-americana Briann January, de 27 anos acaba de ser convocada para a seleção dos Estados Unidos que disputará o Mundial na Turquia.

Contratada nesta temporada pelo Maranhão Basquete, a “menina maluquinha” foi destaque nas duas vitórias contra Ourinhos e Santo André. Marcou 17 pontos contra Ourinhos e 18 contra Santo André.

E vejam o nível do time do Maranhão Basquete. Além de January, o time titular é formado por Iziane e Kelly, duas atletas a nível de Seleção Brasileira; além da pivô Inês, da Sérvia e da outra norte-americana Roneeka.

“Estou muito feliz. Não é a primeira vez que sou convocada e me sinto mais preparada dessa vez. Sei da dificuldade de ficar entre as 12 que representarão o meu País, mas estou muito confiante. É treinar muito sempre”, disse January sobre a convocação.

“Trata-se de uma armadora talentosa e sua convocação para este ciclo comprova, em uma posição que há muito temos alguma carência, que é muito importante uma jogadora deste nível estar disputando a LBF, pois serve de espelho para as nossas jogadoras da posição, especialmente as mais jovens. Ela está totalmente integrada ao grupo, embora tenha sido a última a se incorporar a equipe”, comentou o técnico Antônio Carlos Barbosa, do Maranhão Basquete.

Com informações do site da LBF e foto de Biaman Prado

sem comentário »

Outra vitória

0comentário

maranhaobasquete

Uma partida emocionante. Assim pode ser considerado o duelo entre Maranhão Basquete e Santo André (SP) na noite desta segunda-feira (13), no Ginásio Castelinho, válido pela quarta semana da Liga de Basquete Feminino (LBF).

As duas equipes deram um espetáculo dentro de quadra, mas foram apenas as donas de casa que comemoram no final. Com boas atuações de Iziane (19 pontos e 12 rebotes) e das norte-americanas January (18 pontos) e Roneeka (21 pontos), o MB superou o Santo André por 74 a 69.

Após vencer no primeiro período, o Maranhão Basquete viu as adversárias crescerem na partida. Santo André empatou no fim do segundo quarto e, na terceira parcial, as paulistas passaram à frente. Mas só que o MB tinha Iziane e January. A dupla comandou a reação das donas da casa para confirmar a segunda vitória maranhense na LBF.

Com a vitória, o MB chega à terceira colocação com a mesma pontuação de Ourinhos (SP) e Rio Claro (SP). Agora, o time maranhense se prepara para uma sequência de três jogos fora de casa. O primeiro deles será sábado (18) contra o São José. Já o Santo André volta a quadra no sábado contra Rio Claro.

januaryO jogo

Maranhão Basquete e Santo André começaram o duelo desta segunda-feira com um baixo aproveitamento dos arremessos de quadra. E os erros de ambas as partes deixaram o jogo equilibrado. Aos poucos, o MB pôs a mão na forma. Destaque para a lateral Iziane e a pivô sérvia Ines Ajanovic, as mais eficientes ofensivamente. Enquanto a dupla resolvia no ataque, Kelly dominava o garrafão na defesa. E assim, o MB terminou o quarto em vantagem: 21 a 14.

O segundo período começou com ligeira vantagem para o time paulista que reduziu a diferença no placar para apenas um ponto: 21 a 20. No entanto, as norte-americanas Roneeka e January levantaram a torcida maranhense com duas bolas de três seguidas: 27 a 20. No lance seguinte, January marcou mais dois pontos e sofreu falta. Perfeita, a armadora pontuou e o MB abriu dez pontos: 30 a 20 restando pouco mais de seis minutos para o fim do quarto.

No entanto, o time maranhense voltou a cometer muitos erros. Melhor para o Santo André que cresceu na partida e empatou o jogo a um minuto do fim do período: 34 a 34.

Na volta do intervalo, o Santo André voltou disposto a virar a partida, e conseguiu. Na verdade, o time paulista conseguiu abrir cinco pontos na frente pela primeira vez na partida. No entanto, o MB se recuperou na partida. Com uma defesa muito forte sendo empurrada pelos gritos do torcedor, as donas da casas com uma linda bola de três de Roneeka no fim dos 24 segundos: 49 a 46. Em seguida, Iziane puxou contra-ataque para recolocar o MB na frente.

O equilíbrio entre as duas equipes tornou o jogo emocionante. No fim do quarto, o placar mostrava vitória maranhense por 55 a 54.

O último quarto foi dramático. A torcida fazia barulho nas arquibancadas. Em quadra, os dois times disputavam ponto a ponto. A seis minutos do fim, Santo André passou a frente: 60 a 58. A quatro minutos do fim, Roneeka recolocou o MB em vantagem com uma bola de três certeira: 63 a 62.

Restando menos de um minuto para o fim do jogo, Iziane recolocou o MB na frente: 70 a 69. A torcida foi à loucura e o time confirmou a vitória com lances livres de Roneeka. Fim de jogo: Maranhão Basquete 74 x 69 Santo André.

sem comentário »

Vitória da qualidade

0comentário

maranhaobasquete“Não jogamos o que sabemos epodemos. Sabíamos que iríamos encontar dificuldade, afinal este foi o nosso primeiro jogo, mas vencemos de um adversário difícil e que vem em ritmo de competição. Isto é que foi importante hoje”, avaliou o técnico Barbosa ao final da vitória do Maranhão por 68 a 59, contra Ourinhos-SP, numa atuação perfeita da pivô Kelly.

O que chamou atenção logo no início da partida foi o equilibrio na pontuação do time maranhense. Cada uma das cinco titulares marcaram 2 pontos, nos dez primeiros da partida o que mostra que o maranhão tem um time completamente diferente dos anteiores.

O primeiro quarto foi vencido pelas maranhenses por 17 a 14. No segundo quarto, o Maranhão permaneceu na frente 31 a 27.

Na volta do intervalo, Ourinhos apertou a marcação e começou a se aproveitar dos erros sucessivos das maranhenses virando o quarto na frente 47 a 44.

No último e decisivo quarto, o Maranhão Basquete fez valer a qualidade da equipe e o fator torcida. Kelly e January chamaram a responsabilidade para si e o Maranhão Basquete acabou fechando o jogo que teve final dramático, apesar do placar de 68 a 59.

O Maranhão Basquete enfrenta o Santo André, nesta segunda-feira, às 19h, no ginásio Castelinho.

Destaques

O principal destaque da partida foi a pivô Kelly. Ela dominou os rebotes defensivos e foi decisiva no ataque ao ponto de fechar a partida como cestinha com 24 pontos.

Outra jogadora que chamou atenção foi a armadora americana Brian January que marcou 17 pontos.

A terceira pontuadora da partida foi a também americana Raneeka que marcou 14 pontos.

A maranhense Iziane fez apenas 7 pontos na partida. Ele disperdiçou muitos lances e arremessos livres. Mas uma jogada chamou atenção. Quando a partida estava empatada em 57 a 57, Iziane roubou uma bola na defesa, invadiu o garrafão e mesmo sozinha errou um lance incrível.

Outras pontuadoras da partida foram a Sérvia, Inês com 4 pontos e a pivô Mamá com 3 pontos.

A armadora Natália, embora não tenha pontuado entrou muto bem no time em duas ocasiões e sem dúvida deu um ritmo interessante ao time de Barbosa.

Foto: Biaman Prado

sem comentário »