Paralisação no Socorrão

9comentários

protestosocorrao

Os servidores da área de Saúde de São Luís realizam hoje (29) paralisação de advertência. Médicos, enfermeiros, bioquímicos, radiologistas, assistente sociais e servidores administrativos vão se concentrar a partir de 9h, em frente ao Hospital Socorrão I.

Eles pretendem chamar atenção para a falta de estrutura e condições de trabalho. Os servidores do Socorrão I, também reclamam do não cumprimento de direitos trabalhistas.

O secretário municipal de Saúde, César Félix disse por telefone que mesmo com a manifestação, o Hospital Socorrão I estará funcionando normalmente.

“É um manifesto, mas o serviço não vai deixar de funcionar no Socorrão I. Pelo que estou sabendo amanhã, eles (servidores) devem paralisar o dois (Socorrão II). Eles reclamam da escala de plantões que já vem sendo discutida desde o ano passado, além do abastecimento, condições de trabalho e querem discutir também o Mais Médicos. Eles entregaram um panfleto aos servidores, mas não solicitaram até este momento nenhuma reunião comigo”, afirmou o secretário.

Bom, já está mais do que na hora do prefeito Edivaldo Holanda Júnior fazer uma visita ao Socorrão I. Após um ano de administração, o prefeito nunca foi ver de perto o caos que toma conta do principal hospital de urgência e emergência na Capital maranhense.

Foto: Reprodução TV Mirante

9 comentários »

Explicação da Prefeitura

0comentário

cesarfelixA Prefeitura de São Luís se manifestou ontem sobre o caso que envolve o repasse de recursos do Ministério da Saúde para o atendimento de pacientes vítimas de queimaduras mesmo sem o funcionamento dos centros de tratamento de queimados, no Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II e no Hospital Municipal Djalma Marques, Socorrão I.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, os recursos repassados – mais de R$ 326 mil nos últimos dois anos – foram para o tratamento de pacientes que chegaram com queimaduras nas unidades de saúde do município não sendo direcionados, necessariamente, para um centro de tratamento.

“Esse mesmo procedimento do Ministério é adotado em relação à rede estadual, que também não possui unidade especializada. Os valores regulares repassados pelos atendimentos citados obedecem à tabela do Sistema Único de Saúde [SUS] referente às Autorizações de Internações Hospitalares [AIHs]”, afirmou César Féliz Diniz, secretário municipal de Saúde.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) admite que não existe o centro de tratamento de queimados no Socorrão II porque não há estrutura adequada para a instalação do centro especializado.

Segundo informações da Prefeitura de São Luís, para instalação da Unidade de Tratamentos de Queimados no Socorrão II é necessária uma estrutura própria, uma vez que o centro necessita de pelo menos 50 profissionais, entre eles uma equipe de cirurgiões plásticos. No momento, a unidade de saúde tem apenas oito profissionais da especialidade em cirurgia plástica para atender vítimas de queimaduras.

No entanto, uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) mostra que o município fechou convênio com a União no valor de R$ 8 milhões para reforma no Socorrão II e instalação do centro de tratamento de queimados.

O convênio n°. 4793/2005 previa ainda a aquisição de equipamentos e material para os hospitais.

O Estado revelou esta semana que não somente o Socorrão II recebe verba para atender vítimas de queimaduras, mas também o Socorrão I. Em 2012 – último ano da administração do ex-prefeito João Castelo (PSDB) -, juntas, as unidades de saúde de urgência e emergência do Município receberam mais de R$ 326 mil, sendo R$ 174 mil para o Socorrão I e cerca de R$ 44 mil para o Socorrão II. Ano passado, até o mês de outubro, já na gestão de Edivaldo Júnior (PTC), a Prefeitura recebeu o repasse de mais de R$ 108 mil para as duas unidades sendo R$ 78 mil para o Socorrão I e R$ 29 mil para o Socorrão II.

O Estado

sem comentário »

Politicagem e fruticagem

1comentário

rosesalesA vereadora Rose Sales (PCdoB) negou em entrevista ao jornalista Mário Carvalho, na Rádio Mirante AM que esteja havendo rompimento da base aliada do PCdoB com o PTC do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior. “Não existe nada nesse sentido. Sou da base do prefeito, ajudo a construir a gestão, de forma responsável, visando o interesse da população”, declarou.

A questão envolvendo a convocação do secretário municipal César Félix (Saúde), segundo a parlamentar comunista, a discussão sobre a política da saúde na capital tem de estar acima dos interesses pessoais. “Eu lamento pessoas que não têm compromisso com a população, que lamentavelmente ainda ocupam postos de representação política, estarem fazendo politicagem e fruticagem”, disparou Rose Sales.

A vereadora disse ainda que não é hora para isso, pois o povo está morrendo. “A situação é gravíssima e, momento em que se faz um ato irresponsável, intrigando os Poderes (Legislativo e Executivo), isso é gravíssimo. Não tenho nada contra o prefeito, acredito no prefeito Edivaldo Holanda Júnior, na sua gestão e na sua seriedade”, enfatizou a líder da bancada do PCdoB na Câmara de São Luís.

Leia mais

1 comentário »

Felix na Câmara

1comentário

cesarfelixDiante da repercussão na mídia local sobre a não participação do secretário municipal de Saúde, César Felix, na audiência pública realizada na última terça-feira (19) pela Câmara Municipal de São Luís para tratar de assuntos inerentes à saúde na capital, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou por meio de nota que o fato foi ocasionado pela existência prévia de uma agenda de compromissos para o mesmo dia, dentre as quais com o Ministério da Saúde, e devido ao prazo exíguo entre o recebimento do convite e a ação proposta, não houve condições de cancelamento destas ações já pré-agendadas.

Em momento algum, o secretário César Felix menosprezou a importância da atividade proposta pela Câmara e, ao contrário do que vem sendo exposto por parte da mídia, em consideração ao convite e enaltecendo todo o respeito e reconhecimento que a instituição e seus componentes merecem, assim como a população ludovicense, determinou que cinco técnicos de diferentes setores da Semus se fizessem presentes para que fosse possível a discussão e apresentação de ações e propostas para a melhoria do sistema público de saúde da capital.

Desta forma, o secretário César Felix reitera a importância da Câmara Municipal na construção do processo democrático e da ação proposta objetivando o bem comum, se coloca à total disposição para um novo momento onde terá o prazer de discutir, prestar quaisquer esclarecimentos e buscar soluções conjuntas para a melhoria da saúde no município.

1 comentário »

Explicações na Câmara

0comentário

cesarfelixVereadores de São Luís receberão hoje na Câmara Municipal representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) em audiência pública. Inicialmente, foram convidados para explicarem aos parlamentares a situação do sistema de saúde do Município o prefeito Edivaldo Júnior (PTC) e o titular da pasta, César Félix. Nenhum deles comparecerá.

Falta de pagamento de salários de médicos e consequente pedido de demissão dos profissionais, superlotação nos hospitais de emergência e falta de estrutura mínima para atendimento nos postos de unidade mista são alguns dos problemas que os vereadores querem debater com o prefeito de São Luís e o secretário de Saúde.

No entanto, os parlamentares terão que se contentar com as explicações de dois técnicos da Semus. De acordo com Márcio Jerry, secretário municipal de Comunicação, o prefeito Edivaldo Júnior mandará o secretário de articulação política, Osmar Filho (PSB), representá-lo.

César Félix e seu adjunto, Israel Pereira, também não comparecerão ao convite dos vereadores. O titular da Comunicação não soube explicar os motivos pelos quais os secretários não atenderão a solicitação dos parlamentares da capital.

Enquanto os técnicos da Semus falarão sobre o funcionamento do sistema de saúde e dos problemas enfrentados, o líder da oposição na Câmara, Fábio Câmara (PMDB) entrará hoje com representações contra a Prefeitura no Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público Estadual (MP) pelos problemas enfrentados pelos médicos na rede municipal de saúde.

Na representação, serão cobrados esclarecimentos sobre atraso no salário dos profissionais de saúde, condições de trabalho nas unidades de saúde e ainda a questão do vínculo empregatício já que a maioria dos médicos que pediram demissão coletiva em carta enviada ao prefeito Edivaldo Júnior trabalha por regime de contrato.

“As representações a que darei entrada são baseadas nesta carta de demissão coletiva enviada ao prefeito Edivaldo Júnior. Como representante do povo, nós, vereadores, temos que nos movimentar e trabalhar para melhorar a saúde para a população de São Luís. Se não agirmos rápido, a situação ficará bem pior do que já está”, afirmou Fábio Câmara.

No início da administração de Edivaldo Júnior, o governo do estado propôs uma parceria com a Prefeitura de São Luís na área da saúde. Na ocasião, o estado solicitou que a administração do Socorrão II fosse repassada para a administração estadual. A parceria não foi aceita pelo prefeito Edivaldo Júnior.

O Estado

sem comentário »

Problema na saúde

0comentário

edivaldoholandajuniorO prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebeu na manhã desta sexta-feira (14) uma comissão de médicos representando os servidores da saúde municipal. Na ocasião foi apresentada uma pauta de reivindicações que foram prontamente atendidas pelo prefeito. Entre as solicitações estão a regularização dos pagamentos de salários até o próximo dia 20 e equiparação das datas de pagamentos dos médicos sob contratos temporários com os efetivos a partir de janeiro de 2014.

Ontem pela manhã, a Prefeitura de São Luís por meio da Secom chegou a afirmar que o pagamento já havia sido regularizado. “A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informa que o pagamento dos salários para os médicos dos hospitais municipais Djalma Marques (Socorrão I) e Clementino Moura (Socorrão II) foi regularizado esta semana”, diz a nota.

“Já iniciamos uma proposta de política salarial adequada dentro da nossa realidade, hoje não temos um padrão definido na Semus. Estamos em fase de contratação de uma empresa especializada para fornecer essa assessoria, e assim definir uma política que será implantada pela Secretaria, de forma que beneficie todos os profissionais da saúde”, destacou o secretário de Saúde (Semus), César Felix.

O secretário lembrou que desde o início dos trabalhos estão sendo direcionados esforços para garantir um atendimento de qualidade. Entre os itens está a reestruturação física das unidades de urgência e emergência da capital que tiveram reformas garantidas através do Programa Avança São Luís.

César Felix destacou o fato do Socorrão II ter sido contemplado pelo Ministério da Saúde com o Projeto SOS Emergência que visa melhoria da infraestrutura e da parte de atendimento assistencial. O projeto já está em fase de implantação na unidade hospitalar. “Para garantirmos essas melhorias ao hospital o ministro Antônio Padilha estará no próximo dia 20 em São Luís, para assinar o compromisso com a Secretaria de Saúde e Prefeitura de São Luís”, informou.

O Hospital Djalma Marques (Socorrão I) também passará por reformas e adequações, além de receber novos equipamentos. Uma nova área com cerca de 2 mil metros quadrados já foi identificada nas proximidades da unidade hospitalar para sua ampliação, o que aumentará a capacidade de atendimento. A projeção é que a estrutura que será implantada no anexo conte com 250 novos leitos, sendo 50 deles de tratamento intensivo.

sem comentário »

Visita a obras

1comentário

edivaldoO prefeito Edivaldo Holanda Júnior, acompanhado de secretários e vereadores, esteve presente em mais um dia de visita às obras que estão sendo executadas em toda a cidade. Na manhã desta terça-feira (22), a comitiva foi acompanhar a condução das obras de reforma do Centro de Saúde José Carlos Macieira, no Filipinho, em fase de conclusão.

A unidade de saúde é referência para moradores do Filipinho, Coroado e bairros adjacentes e estava fechada, há dois anos. Durante a visita, o prefeito Edivaldo relembrou que a urgência em realizar um amplo serviço de revitalização do centro era uma reivindicação antiga dos moradores, atendida de forma imediata no primeiro ano de gestão.

“Isso mostra que nosso governo está comprometido em ouvir as pessoas, atendê-las no que mais precisam. Depois dessa reforma, esta unidade de saúde estará completamente revitalizada, pronta para atender com conforto e qualidade todos os pacientes”, enfatizou o prefeito Edivaldo.

Na unidade, estão sendo realizadas obras de reforma completa, que abrangem desde serviços básicos de pintura e teto até serviços de instalação elétrica e hidráulica. Com a conclusão das obras, o centro de saúde voltará a funcionar, atendendo de 300 a 500 pacientes diariamente.

Ao se pronunciar, o secretário de saúde Cesar Felix destacou o empenho da gestão em acelerar as obras de reforma nas unidades de saúde, para que a população possa ser atendida com qualidade de forma mais rápida e eficaz. “Nosso comprometimento é oferecer serviços completos de revitalização em unidades como essa, que estavam paradas, de forma eficiente para que os serviços sejam entregues às pessoas que mais precisam do atendimento”, salientou.

Na unidade, voltará a ser oferecido o Programa de Saúde da Família (PSF), com atendimento básico, ginecológico e clínico. As obras de reforma do Centro de Saúde José Carlos Macieira deverão ser concluídas até 15 de novembro.

1 comentário »

Dia das crianças

0comentário

edivaldo

Pintura facial, cama elástica, piscina de bolinhas, pula-pula e leitura de histórias marcaram a programação do Dia das Crianças, nos bairros da Liberdade e Vicente Fialho. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior, acompanhado do vice-prefeito Roberto Rocha e dos secretários Raimundo Penha (Desportos e Lazer), César Félix (Saúde) e Andréia Lauande (semcas), esteve presente nos bairros para acompanhar de perto as festividades e comemorar ao lado das crianças.

“Esse é um dia muito especial porque comemoramos a existência de cada menino e menina que dão vida à nossa cidade. Nosso compromisso é oferecer um futuro bonito a todos eles, com educação de qualidade, saúde, lazer e alegria. É por isso que me sinto muito honrado em participar dessa festa que é só delas”, destacou o prefeito Edivaldo.

Na Liberdade, durante toda a manhã as crianças receberam brinquedos e participaram de rodas de leitura com o carro-biblioteca, de iniciativa da Secretaria de Educação (Semed), além de atividades recreativas, pintura facial e brincadeiras com os brinquedos infláveis.

Na Vila Cruzado, no bairro Vicente Fialho, a programação em comemoração ao Dia das Crianças, fruto da parceria entre a Prefeitura de São Luís e Central Única das Favelas [CUFA], reuniu centenas de crianças moradoras da região. Ao longo da manhã foram oferecidas atrações musicais e teatrais, palhaços, brinquedos infláveis, lanches e doces, além de atividades esportivas incentivadas pela Secretaria de Desportos e Lazer (Semdel).

sem comentário »

Plantão fora…

16comentários

ericoplantao

Em pleno meio de semana, o direror do hospital Socorrão I, Érico Cantanhende estaria dando plantão em um hospital no município de Peritoró. A foto foi postada ontem (21) na rede social por uma colega de trabalho.

O blog do Zeca Soares obteve a informação que a mesma situação estaria ocorrendo no hospital Socorrão II, onde o diretor Ademar Bandeira também estaria dando plantão em hospitais de Presidente Dutra e Coroatá.

Dessa forma é impossível alguma coisa funcionar, além de ser um péssimo exemplo do gestor.

Que tal qualquer dia desses uma visita surpresa do secretário de Saúde, César Félix e do prefeito Edivaldo Holanda Júnior nos dois principais hospitais de urgência de São Luís?

Por telefone, o secretário César Félix adiantou que vai mandar apurar a informação divulgada aqui. Ele disse ter sido surpreendido com a informação e adiantou que não compartilha com este tipo de situação na administração pública.

16 comentários »

Só hoje?

3comentários

yglesio
Abraço simbólico

Através de um abraço simbólico, funcionários do Socorrão I, estarão nesta quinta-feira, com faixas e cartazes em frente ao hospital. Está será uma forma de agradecer pela mudança ocorrida nesta semana. A direção do hospital está agora sob o comando do médico-cirurgião, Erico Cantanhede.

De acordo com os funcionários, as insatisfações eram inúmeras. Queixas como dificuldade nas condições de trabalho, falta de autonomia médica, ameaças e abandono. Este era o cenário do maior hospital de pronto atendimento do Maranhão.

Desta forma, para agradecer o resgate feito pelo prefeito municipal de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, os funcionários estarão mostrando para a sociedade que um novo modelo de gestão está por vir.

A principal prioridade será a qualidade no atendimento e a melhoria nas condições de trabalho dos servidores, que precisam de necessidades básicas para exercer suas funções.

Não deixe de participar!

3 comentários »