Edivaldo entrega Ecoponto na Cidade Operária

4comentários

Em maio deste ano, a política dos Ecopontos completa três anos de implantação. Dando seguimento à ampliação deste trabalho, a Prefeitura de São Luís entregou o Ecoponto Cidade Operária – Unidade 205. O equipamento começou a funcionar esta semana e já está em pleno uso pelos moradores do entorno. Este é o 12ª equipamento do tipo a entrar em funcionamento em São Luís.

Os Ecopontos fazem parte da macropolítica de gestão de resíduos sólidos implantada na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior e já garantiram o encaminhamento de mais de 23 mil toneladas de resíduos para a reciclagem. Os equipamentos, implantados em pontos estratégicos da cidade, beneficiam toda a população da capital e mais diretamente aqueles que moram nos bairros onde os Ecopontos estão instalados ou no entorno.

A região da Cidade Operária já conta com dois Ecopontos em operação. O Ecoponto Jardim América funciona desde março de 2017 e o Ecoponto Cidade Operária – Unidade 101 foi entregue em dezembro de 2017. O terceiro equipamento fica localizado na Avenida Leste 103, próximo à Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Mata Roma. A região recebeu mais um Ecoponto por ser uma área populosa.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca que a entrega do novo Ecoponto no bairro Cidade Operária faz parte das ações de fortalecimento das políticas públicas de limpeza urbana na região e segue orientação do prefeito Edivaldo. “Estamos entregando mais um Ecoponto na Cidade Operária e em maio iniciaremos uma grande ação de limpeza em diversos bairros de toda a região. A entrega dos Ecopontos somada às nossas operações diárias e às ações de limpeza urbana terão como resultado uma população mais consciente e bairros mais limpos”, destaca.

O Ecoponto foi construído em um terreno onde costumeiramente era feito o descarte irregular de resíduos no bairro. Para controlar o acúmulo de lixo a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, realizava ações de remoção manual e mecanizada pelo menos duas vezes por semana no local.

Na próxima semana também serão realizadas ações de educação ambiental da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza no equipamento para informar à população sobre o uso correto do Ecoponto e como deve ser feito o manejo ambientalmente adequado dos resíduos sólidos domiciliares.

Incentivo à reciclagem

Implantados desde 2016, os Ecopontos são uma política importante da gestão de resíduos sólidos em São Luís porque integram diversas ações. A principal delas é garantir à população um espaço adequado para a destinação ambientalmente adequada de todos os resíduos que podem ser reciclados ou reutilizados, incentivando a reciclagem e atitudes sustentáveis.

Por meio dos Ecopontos, São Luís faz parte do grupo de 7% das cidades brasileiras que têm políticas efetivas de encaminhamento para a reciclagem dos resíduos gerados pela população. Em cerca de três anos mais de 23 mil toneladas de resíduos sólidos já foram entregues voluntariamente pela população nos Ecopontos de São Luís.

Saiba mais
Que materiais são recebidos no Ecoponto?
Eletrônicos televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
Entulho: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Madeiras: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Óleo de cozinha: até 5 litros
Pneus: até 4 unidades
Podas de árvores e resto de capinas: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
Recicláveis: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
Volumosos: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner etc

Qual o horário de funcionamento do Ecoponto?
Segunda-feira à Sábado, das 7h às 19h

Informações:
Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

Foto: Douglas Júnior

4 comentários »

Edivaldo vistoria creche da Cidade Operária

3comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior vistoriou nesta quarta-feira (7) as obras da creche da Cidade Operária que estão em fase de finalização. O novo equipamento vai funcionar em tempo integral e deve atender 200 crianças de zero a seis anos em espaços climatizados e com toda infraestrutura para oferta de um serviço de qualidade. A obra integra a política de desenvolvimento educacional implementada pela Prefeitura de São Luís sendo esse um dos compromissos da gestão do prefeito Edivaldo. Outras duas creches estão com obras sendo finalizadas nos bairros Chácara Brasil, no Turu, e Morada do Sol, Maracanã. Juntas, elas vão atender mais de 800 crianças.

Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, e do secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destacou que a construção do espaço é um compromisso da gestão, de modo a garantir tranquilidade às mães que precisam deixar seus filhos para trabalhar. Pontuou ainda que a obra é, também, mais uma iniciativa de fortalecimento da educação infantil no município.

“A construção da creche aqui na Cidade Operária é um compromisso assumido com a população e que estamos honrando com muita responsabilidade. É mais um importante instrumento na área na educação que executamos em nossa cidade. Temos outras unidades como esta aqui em pleno processo de construção e algumas em fase de licitação, para que até o final da nossa gestão possamos ofertar à comunidade muito mais espaços bem estruturados como este e garantir às famílias a tranquilidade e os cuidados necessários que as crianças necessitam nessa fase de suas vidas”, afirmou Edivaldo.

Localizada à Avenida Leste, na Cidade Operária, a obra da creche aguarda somente o término dos serviços de urbanização da área externa dedicada ao estacionamento em frente à escola e a colocação de gramas nos canteiros do jardim, para ser entregue à população.

Totalmente climatizada, a creche conta com 10 salas de aula, sala de multiuso (com TV e jogos educativos), fraldário, cozinha, pátio coberto, sala para amamentação (lactaria), área livre com parquinho e jardim; secretaria, sala de professores e direção, além de seis banheiros, sendo três masculinos e três femininos. A sala de multiuso servirá também para reuniões e treinamento dos professores e educadores. A Creche Cidade Operária também vai disponibilizar espaço exclusivo para estacionamento dos professores.

Foto: Maurício Alexandre

3 comentários »

Umbelino pede recuperação de acesso a hospital

8comentários

O vereador Umbelino Junior (PPS), apresentou uma indicação na Câmara de São Luís, solicitando ao governador Flávio Dino e ao secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, a recuperação asfáltica da Rua Mirinzal, no bairro Jardim Lisboa, região da Cidade Operária. A ideia do parlamentar, é que a via seja incluída no programa “Mais Asfalto”, uma iniciativa do governo que visa asfaltar ruas e avenidas que estão em situação precária.

A Rua Mirinzal dá acesso ao Hospital do Servidor do Estado, e por isso, muitos veículos e pedestres precisam passar diariamente pela via, principalmente idosos que frequentam a unidade hospitalar. De acordo com o parlamentar, a proposta é necessária para garantir o direito de ir e vir da população.

“Essa via é bastante utilizada por servidores do estado que necessitam se deslocar até os serviços do Hospital do Servidor. O problema é que a rua está em péssimas condições de trafegabilidade e nesse sentido, estamos pedindo uma atenção maior ao governo do estado com os moradores do bairro e com os funcionários públicos que passam por este trecho”, reforçou o líder do PPS na Câmara.

A indicação Nº 217/18 foi apresentada e agora, um ofício com a solicitação deverá ser encaminhado ao Poder Executivo Estadual.

Foto: Divulgação

8 comentários »

Pãozinho com Ovo na Cidade Operária

0comentário

Com texto de Bruno Magno e direção geral, figurino e cenário de César Boaes entra em cartaz a nova temporada gratuita de “Pãozinho com ovo: O sequestro do riso”.

Neste sábado (18), a apresentação ocorre no Viva da Cidade Operária gratuitamente às 19h.

A primeira apresentação da temporada ocorreu dia 8 de julho no Ceprama para um público de oito mil pessoas. As apresentações são possíveis graças ao Patrocínio Cemar e Lei de Incentivo à Cultura.

Clarisse Milhomem resolve se vestir de Xuxa e fazer um show para conseguir dinheiro. Zé Maria, com toda sua ingenuidade e fã incondicional da Xuxa, deixa-se enganar por Clarisse. Mas, é claro,  que Dijé descobre a farsa.

Após desmascarar Clarisse, eles recebem uma visita bem inusitada, que lhes lança um castigo: “O riso será preso pra sempre, e o mundo não poderá mais sorrir, a menos que eles completem uma missão”. Assim, Dijé e Zé Maria decidem ir atrás de Clarisse, para que, juntos, comecem uma aventura hilária e didática. Afinal, que missão seria mais nobre que essa: a de fazer o mundo voltar a sorrir? Um espetáculo que propõe mexer com a memória afetiva dos pais e contemplar o universo infantil  dos filhos”.

Pãozinho com ovo: o sequestro do riso” é um painel  de grandes sucessos infantis de várias gerações. Entre várias gargalhadas,músicas  e outras personagens que marcaram as gerações, a trupe do Pão com Ovo abordará, com muito bom humor, valores universais. Imperdível!

Apresentações:

Dia 18 de agosto no Viva da Cidade Operária às 19h
Dia 25 de agosto na Praça Nossa Senhora de Nazaré no Cohatrc às 19h
Dia 7 de Setembro na Concha Acústica Reynaldo Faray às 19h – Aniversário de São Luís Patrocínio Cemar e Lei de Incentivo à Cultura

Foto: Divulgação

sem comentário »

Governo Flávio Dino ignora decisão judicial

4comentários

Lideranças da Feira da Cidade Operária denunciam o estado precário do local e cobram do Governo do Estado o cumprimento de sentença da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, expedida desde fins de 2015, conforme ação movida pelo Ministério Público, que obrigava o governo comunista a reformar toda a infraestrutura da feira. Como não houve avanço, o caso foi novamente encaminhado, nesta semana, ao deputado estadual Adriano Sarney (PV), que vem auxiliando na luta dos feirantes ao longo do seu mandato.

“Vamos prestar todo apoio aos feirantes da Cidade Operária para que o poder público possa atender as reivindicações deles, procedendo a reforma completa do local, conforme já havia sido determinado pela Justiça”, ressaltou Adriano. Os feirantes afirmam que já houve a licitação (Concorrência Pública nº 007/2018 Sinfra), desde 29 de maio deste ano, para contratação de empresa para realização da obra, mas que até agora nada foi feito.

O parlamentar lembrou que, de acordo com a decisão judicial, o Governo do Estado deveria inserir no orçamento estadual a previsão de verba necessária para a realização da reforma total da Feira da Cidade Operária. Foi estabelecido um prazo de 30 dias para que o Executivo divulgue o programa e cronograma da obra e foi fixada multa diária de R$ 2 mil em caso de descumprimento da ordem judicial.

Os problemas estruturais e administrativos da Feira da Cidade Operária foram amplamente discutidos em audiência pública realizada no dia 18 de novembro de 2015, em sessão promovida pelo parlamentar, que na ocasião era presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia e, posteriormente, presidiu a Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional.

Entre os pontos principais da audiência, ficou deliberado o envio de vários encaminhamentos ao poder público, solicitando providência quando a questão da segurança, em especial a conclusão da reforma do prédio do 6º Batalhão da PMMA; limpeza e saneamento básico, além da organização dos feirantes que exercem a atividade nos boxes do mercado e na parte exterior do prédio, ocupando calçadas e estacionamentos.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Prefeitura leva cidadania a Cidade Operária

1comentário

A caravana itinerante de serviços sociais desenvolvidos pelo Programa ‘Todos por São Luís” contemplou pela segunda vez a comunidade da Cidade Olímpica, uma das regiões mais populosas da capital maranhense. O prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama Camila Holanda, do vice-prefeito Júlio Pinheiro, participou da culminância da ação, na 57ª edição do programa que, neste sábado (24), ofereceu, entre outros serviços, um grande mutirão de prevenção do glaucoma e da catarata. A ação aconteceu na Unidade de Saúde da Família Dra. Maria Arycelia.

“O Todos por São Luís é sempre um dia muito especial, uma grande festa da cidadania promovida por esse programa já consagrado e abraçado pela população. Essa é uma ação que também nos permite conversar com as pessoas, ouvir seus anseios e, assim, direcionarmos melhor os serviços públicos municipais, conforme as demandas das comunidades contempladas pelo programa”, afirmou o prefeito Edivaldo.

A ação tem como finalidade principal ofertar, em forma de grande mutirão, diversas atividades e atendimento ao público nas áreas da saúde preventiva, educação, cultura, esporte e lazer, segurança alimentar, serviço social, capacitação profissional, entre outras.

Para a primeira-dama, Camila Holanda, que é coordenadora geral do programa, o “Todos por São Luís” tem a marca da participação popular e do modo democrático de governar do prefeito Edivaldo, pois é construído em parceria com as lideranças comunitárias que apontam nas rodas de diálogo as necessidades mais prementes da população.

“Já são quase 60 edições de um programa construído com muito carinho e que tem levado serviços tão importantes à população. A cada edição buscamos fazer novas parcerias, nas mais diversas áreas possíveis, para levarmos à comunidade um número maior de serviços. E o melhor de tudo, é que a ação possibilita essa aproximação entre a Prefeitura e a população”, afirmou a primeira-dama, Camila Holanda.

(mais…)

1 comentário »

Edivaldo entrega Centro-Dia Infantil

0comentário

O prefeito Edivaldo entregou, nesta segunda-feira (19), o Centro-Dia Infantil – Serviço Especializado da Assistência Social para Pessoas com Deficiência, voltado ao atendimento de crianças de 0 a 6 anos, prestando assistência prioritária aos pequeninos nascidos com microcefalia, autismo e outras deficiências. O novo espaço tem capacidade para atender até 150 pacientes.

O equipamento social é fruto de parceria entre a Prefeitura de São Luís, Governo Federal, Governo do Estado e o Instituto Pobres Servos da Divina Providência, que mantém o Centro Educacional e Social São José Operário, onde funcionam o Centro-Dia e o Centro-Dia Infantil, na Cidade Operária.

“Entregamos mais um equipamento público de grande alcance social em benefício da nossa população, ampliando os serviços deste Centro para o público infantil. A ação se configura como uma das mais importantes ações de inclusão social e de fortalecimento de vínculos familiares da nossa gestão, pois sabemos o quão prioritário é garantir a essas crianças e suas famílias a proteção social especial que necessitam, assim como também proporcionar-lhes o suporte necessário nos cuidados que precisam ter com suas crianças acometidas pela microcefalia e outras deficiências”, afirmou o prefeito Edivaldo, destacando ainda o pioneirismo da ação executada pela Prefeitura de São Luís, primeiro município do país a desenvolver este tipo de serviço específico, servindo, inclusive, de referência nacional nessa modalidade de atendimento.

O equipamento foi construído em uma área contígua ao atual prédio do Centro-Dia, que, atualmente, presta atendimento a jovens e adultos com deficiência, em espaço localizado no interior das instalações do Centro Educacional e Social São José Operário. Após descerrar a placa de inauguração, o prefeito, que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, do vice-prefeito prefeito Julio Pinheiro, da secretária da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande, da coordenadora geral dos Serviços Especializados às Famílias e Indivíduos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Ana Luiza Coelho, visitou as novas instalações do Centro-Dia Infantil.

Também acompanharam a visita os secretários de Saúde, Lula Fylho e de Planejamento (Seplam), Cursino Moreira, o vereador Raimundo Penha, entre outras autoridades. No ato de entrega do equipamento, o vice-prefeito Julio Pinheiro também destacou a abrangência do serviço.

“Demos aqui um passo a mais no atendimento às crianças com deficiência. Sem dúvida, esse espaço representa um grande avanço da política social do município. A ação representa, ainda, uma resposta a demandas antigas de movimentos sociais da área, que lutam pelos direitos de inclusão das pessoas com deficiência”, observou Julio Pinheiro.

Fotos: Maurício Alexandre

sem comentário »

Triste realidade nas UPAS em São Luís

0comentário

O ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PRP), denunciou nas redes sociais a grave situação nas UPAs da Cidade Operária e Vila Luisão.

A postagem explica o medo da cúpula da Saúde no Maranhão da visita anunciada esta semana pela deputada Andrea Murad (MDB).

“A sala para medicação da UPA Cidade Operária está assim, superlotada. Os pacientes deveriam ficar lá apenas o tempo da medicação, mas hoje é uma verdadeira sala de tortura, onde muitos dormem por dias seguidos, sem as mínimas condições”, denunciou Ricardo Murad.

“Mais de três anos de governo se passaram e Flávio Dino assiste o colapso do sistema sem esboçar uma reação. Acha que com propaganda enganosa resolve tudo. Pra ele o maranhense não tem senso crítico”, acrescentou.

Na UPA da Vila Luisão, o retrato do que é desconhecer administração na saúde pública: equipamentos adquiridos ainda quando Ricardo Murad era secretário de Saúde

“Mais de três anos de governo, já teremos nova eleição esse ano, e os leitos que deixamos comprados, prontos para serem ativados, continuam nos corredores, e os pacientes morrendo por falta deles”, afirmou.

“O mais estarrecedor é Flávio Dino assistir o sistema entrar em colapso sem esboçar uma reação, achando que com a propaganda enganosa que faz, o problema passará batido. Esses estão empilhados na UPA da Vila Luisão”, finalizou Ricardo Murad que é pré-candidato ao governo do Maranhão.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Ecoponto atende mais de 10 mil moradias

0comentário

A Prefeitura de São Luís fortalece a limpeza urbana da cidade com a abertura de novos Ecopontos em bairros da Capital. O último bairro contemplado foi o da Cidade Operária onde o equipamento foi entregue na semana passada. O oitavo Ecoponto inaugurado pela Prefeitura está localizado na Avenida Este 203. Abrangendo uma área com mais de 10 mil moradias, o equipamento público evita o descarte irregular de resíduos sólidos na região e faz parte das políticas de fortalecimento da limpeza urbana da cidade.

Com a construção do Ecoponto Cidade Operária, que segue determinação do prefeito Edivaldo, a área onde antes era um ponto de descarte irregular de resíduos sólidos amplamente utilizada no bairro, teve todos os detritos que estavam depositados ali recolhidos. Com o equipamento, os moradores têm agora a estrutura adequada para fazer a descarga de entulhos de material de construção, restos de poda, materiais recicláveis, entre outros, sem prejuízos à vizinhança, ao meio ambiente e à saúde pública.

O polo Cidade Operária, que já conta com o Ecoponto Jardim América, deve ganhar um terceiro equipamento em 2018, que será instalado no bairro Cidade Olímpica. Somente nesta região, a Prefeitura já entregou dois Ecopontos. Em março deste ano foi inaugurado o do Jardim América. Juntos, Jardim América e Cidade Operária abrangem mais de 23 mil moradias. “Essa é uma região de São Luís com grande contingente populacional, por isso, já iniciamos os estudos para a instalação de um terceiro Ecoponto, que deve ser na Cidade Olímpica”, informou a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela.

Os Ecopontos são instalados em locais com potencial para concentrar a maior parte do volume das descargas irregulares feitas no seu entorno. “A Cidade Operária tem diversos pontos onde a população já descarta irregularmente seus resíduos sólidos. O Ecoponto foi construído em um local estratégico de forma a agregar o volume desses pontos irregulares. Com isso, garantimos a melhoria da limpeza da região”, disse a presidente.

Foto: A. Baeta

sem comentário »

Prefeitura entrega Ecoponto Cidade Operária

0comentário

A Prefeitura de São Luís entregou, nesta segunda-feira (4), o Ecoponto Cidade Operária. Localizado na Avenida Este 203, próximo do Campo do Real, este é o oitavo equipamento do tipo entregue pela Prefeitura de São Luís à população. O bairro, que já é atendido pelo Ecoponto Jardim América, agora tem um espaço próprio para o descarte de material reciclável, restos de construção civil e capina. Na ocasião, crianças atendidas por um projeto de educação ambiental do bairro participaram de um plantio de mudas de árvores.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca que a entrega do Ecoponto Cidade Operária faz parte das ações de fortalecimento das políticas públicas na região colocadas em prática na gestão do prefeito Edivaldo.

“A área já tem o Ecoponto Jardim América, que recebe uma grande demanda diária de resíduos sólidos descartados. Agora, parte desta demanda vai ser concentrada no Ecoponto Cidade Operária. Para 2018, planejamos o Ecoponto Cidade Olímpica. Em função do grande contingente populacional, a região gera grande quantidade de resíduos sólidos descartados irregularmente. Com os Ecopontos vamos melhorar a limpeza urbana na área”, afirma Carolina Moraes Estrela.

Desde o início das obras, a comunidade da Cidade Operária começou a ser mobilizada por meio de reuniões para apresentar o projeto dos Ecopontos, informar sobre sua finalidade, o porquê da escolha da área entre outras informações. Também foram feitas ações porta a porta em parceria com entidades do bairro.

Durante a abertura do espaço, as crianças receberam diversas informações sobre o sistema de limpeza urbana, reciclagem, coleta seletiva e sustentabilidade. Eles também conheceram as instalações e o funcionamento do Ecoponto.

Após a visita guiada pelo Ecoponto, as crianças participaram de uma ação de plantio de mudas no entorno do equipamento. Entre as espécies plantadas estavam ipês e pau-brasil. Antes do plantio, as crianças aprenderam como tratar o solo, como regar as mudas, que nutrientes são necessários para o desenvolvimento de uma árvore frondosa e a importância de se arborizar a cidade, que ganha mais áreas com sombras, o solo fica mais protegido da erosão e animais como pássaros têm mais árvores onde se abrigar e fazer seus ninhos. Durante a atividade as crianças ficaram muito animadas e quiseram participar de todo o processo do plantio.

Fotos: A. Baeta

sem comentário »