Mãe é presa por crime de tortura de filho de 4 anos

0comentário

Um trabalho realizado pela Polícia Militar da cidade de Apicum Açu, região da Baixada Maranhense, resultou na tarde desta quarta-feira (20) na prisão em flagrante de uma mulher identificada como Tainá Silva (21), acusada crime de tortura. Na ocasião, a mulher teria confessado que queimou as mãos do próprio filho após um ataque de fúria, uma criança de 4 anos de idade.

O caso chegou ao conhecimento das autoridades policiais da cidade através de denúncias, fato este que levou a Polícia Militar iniciar de imediato uma diligência para apurar o fato, sendo comprovado o crime, pois a mulher confessou as agressões.

Diante do fato, a mulher recebeu voz de prisão, porém pelo fato de está gravida, a mesma foi encaminhada ao hospital municipal para atendimento médico e em seguida encaminhada a delegacia de Apicum Açu onde foi autuada pelo crime de tortura, com pena prevista de 2 a 8 anos de reclusão. A criança foi entregue aos cuidados do conselho tutelar até uma segunda ordem do judiciário.

sem comentário »

Crianças são mortas em tiroteio em Santa Inês

0comentário

Duas crianças com idades de cinco e sete anos, respectivamente morreram durante um tiroteio ocorrido na noite de segunda-feira (22), na praça cantor Evaldo Cardoso, na Vila Adelaide Cabral, situada na periferia do município de Santa Inês, a 250 km de São Luís.

Segundo informações da polícia, o tiroteio aconteceu por volta das 21h e o local estava cheio de crianças brincando em um parque que fica na praça. A polícia diz que dois veículos estavam circulando desde o início da noite no bairro, quando um dos carros parou em uma rua próxima da praça e dois homens, ainda não identificados, começaram a atirar na direção da Praça Cantor Evaldo Cardoso.

Durante o tiroteio, as duas crianças foram baleadas. Elas foram socorridas pelos próprios moradores e levadas para o hospital. Uma criança chegou morta ao hospital e a outra em estado grave. Ela foi submetida a procedimento cirúrgico, mas também não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Um adolescente de 17 anos que também estava no momento do tiroteio foi baleada em uma das mãos.

Após o tiroteio, a polícia foi acionada e fez rondas pelo bairro tentando encontrar os suspeitos. A polícia acredita que os atiradores estavam tentando atingir um homem que reside no bairro e que já tem passagem pela polícia. Os policiais ainda investigam se o adolescente que foi baleado seria um dos alvos dos atiradores.

Foto: Reprodução/TV Mirante

Leia no G1

sem comentário »

Andrea pede investigação da morte de criança

3comentários

Deputada estadual, Andrea Murad (PMDB)

A deputada Andrea Murad pedirá para a Procuradoria Geral de Justiça investigar se houve negligência ou não na morte da criança Dierlyson Rayan Sousa Ramos, de 1 ano e 11 meses, residente de Axixá. Segundo relatos da família, a mãe da criança, Valéria Silva, buscou atendimento no Hospital Municipal de Axixá e no Hospital Regional de Morros.

“Tive a informação através da família que no hospital de Axixá a criança não teve o atendimento satisfatório, foi quando a mãe se dirigiu ao Hospital Regional de Morros onde os médicos lá apenas disseram que a criança estava sonolenta, com cólica, que a criança não tinha nada. O filho da Valéria não foi examinado, não foi medicado, não foi feito nada, apenas despachado pra casa, onde veio a óbito para desespero da mãe”, explicou Andrea.

A declaração de óbito, assinada pelo médico José R. Ferreira Soares, do Hospital Regional de Morros, diz que a causa da morte é indeterminada. Nesta quinta-feira (22), a mãe da criança prestou depoimento na Delegacia de Axixá e amanhã (23) estará na Defensoria Pública de Icatu para tomar medidas judiciais cabíveis. Em seu discurso na Assembleia, a deputada Andrea chamou a atenção para a falta de controle e de qualidade nos serviços oferecidos pela rede estadual de saúde.

“Foi para o Hospital de Morros onde a criança deveria ter todo o atendimento porque ali tem estrutura pra isso. Sei que coisas trágicas acontecem, mas quando se busca atendimento, num hospital regional e a criança não tem nem seus sintomas investigados, o que significa? O que não pode acontecer são erros rotineiros, se não está dando certo alguma equipe em algum hospital se tira e bota outra. O fato é que o Hospital Regional de Morros não deu o devido tratamento à criança, que veio a falecer e isso precisa ser apurado”, discursou.

Foto: Nestor Bezerra

3 comentários »

Sousa Neto cobra resposta de Flávio Dino

2comentários

Sousa Neto cobra posicionamento da SSP sobre a morte de criança vítima de bala perdida

O deputado estadual Sousa Neto (Pros) lamentou nas redes sociais a morte do menino Thauã Vyctor Cardoso Silva, de 6 anos, vítima de bala perdida no último domingo, no Coroadinho. Ele disse esperar que o caso não seja mais um apenas a fazer parte das estatísticas.

“Até quando vamos assistir a cenas como essa, Flávio Dino? Não podemos aceitar que a morte do menino Thauã Vyctor Cardoso Silva, de 6 anos, na noite de domingo (22), em uma chacina, no Coroadinho, seja ‘apenas’ mais um caso da violência urbana a entrar para as estatísticas do Maranhão”, afirmou.

“Aos pais, que agora choram a dor da perda do filho e buscam justiça, nossa solidariedade. Thauã é mais uma vítima desse Governo omisso, que, passados dois anos, ainda não mostrou a que veio, perdido, afundado em promessas e que abandonou as classes e os maranhenses”, acrescentou.

Sousa Neto disse ainda que é necessário que o governador Flávio Dino olhe para a Polícia como prioridade.

“Flávio Dino, olhe para as nossas polícias, olhe para as nossas famílias! É responsabilidade de Estado garantir segurança ao cidadão! A realidade é que, com um Governo Comunista não consegue gerenciar o Sistema Estadual de Segurança Pública, estamos renegados à sorte! O Maranhão precisa de paz!”, finalizou.

2 comentários »