Os erros que o Moto não pode repetir

19comentários
Técnico do Moto Ruy Scarpino

Técnico Ruy Scarpino deve continuar ao Moto

O retorno do técnico Ruy Scarpino já é dado praticamente como certo ao Moto. Ele é o nome tido como prioridade pelos novos dirigentes que deverão assumir o clube no dia 25, quando acontece a eleição no clube.

Antes mesmo de retornar a São Paulo, após o término da Série D, o treinador já havia demonstrado interesse em dar continuidade ao trabalho iniciado este ano.

Mesmo com a conquista do Estadual e do acesso à Série C, sempre questionei o treinador Ruy Scarpino por conta da montagem da equipe que ficou à cargo dele e do diretor de futebol Waldemir Rosa.

Mais uma vez, dos atletas que vieram, em sua grande maioria, quase que 90% que deu certo foram jogadores já conhecidos. Uns daqui mesmo e outros que já passaram por aqui recentemente.

Só para lembrar vieram Hismael, Portela, Juscelino, Sidney, além de outros que chegaram e não ficaram e outros que não passaram de jogadores esforçados e que por isso sequer permaneceram no segundo semestre.

Se  o time do Moto no Estadual já foi uma equipe mediana e que perdeu alguns atletas por questões fora dos gramados, diria que o time montado para o Brasileiro foi ainda pior.

O Moto se reforçou no Brasileiro com nomes que pouco ou nada produziram. Nessa lista estão nomes como Patrick (zagueiro), Jeferson Sandes (lateral esquerdo), Batata (volante), Marco Goiano (meia), Rodrigo Dantas (atacante), Marcos Brenner (atacante) e Cris (atacante). Dos que vieram apenas se salvam os conhecidos como Fred, Marcos Paulo, Valderrama e só…

Agora, o Moto vai montar uma nova equipe e novamente não terá tempo e dinheiro para errar. Para isso, terá que buscar jogadores conhecidos e testados, porém que não se confunda com velharias ou em apostas como muitas que vieram nesta temporadas.

Aqui mesmo no futebol maranhense ainda temos alguns bons nomes que podem ser aproveitados e Waldemir Rosa conhece muito bem.

Ano de sucesso sim, mas também de muitos erros nas contratações e erros que não podem ser repetidos.

Foto: Reprodução/ TV Mirante

19 comentários »

Futebol 7

3comentários

Dada

A oportunidade de o torcedor assistir partidas nas quais gerações diferentes de craques estivessem no mesmo time não é mais uma opção apenas dos jogos virtuais. Estes encontros devem ser concretizados a partir de uma copa de futebol de 7, em São Luís, neste mês de agosto. A federação é presidida por Waldemir Rosa “Dadá”, ex-diretor de futebol do Moto.

Kleber Pereira e Juca Baleia são nomes que estão certos na copa prevista para agosto. São atletas que não tiveram a chance de dividir o mesmo campo quando profissionais, mas podem voltar a disputar três pontos e desta vez ambos em campo.

“Kleber deve organizar o Moto na modalidade e o Juca Baleia falou comigo que tem interesse em colocar o Boa Vontade já que agora ele está à frente do time no futebol profissional. O Babaçu também confirmou interesse. Vamos convidar Sampaio, Maranhão e São José também para esta primeira competição, pois são clubes fortes no futebol de campo e podem agregar bastante para o fut7”, contou o presidente.

Vários jogadores que já se aposentaram também já foram convidados e devem reforçar as equipes que vão se inscrever para a competição, que serve de lançamento oficial da modalidade no Maranhão.

O volante Pires, que foi campeão brasileiro com Kleber pelo Atlético Paranaense, em 2001, também deve participar. Craques como Beato e Raimundinho são esperados também.

Leia mais

3 comentários »

Definições no Moto

10comentários

MotoClub

Reunião importante agora à noite no Moto Club. A diretoria autorizou o diretor de futebol, Waldemir Rosa, o Dadá a iniciar a definição da comissão técnica e a montagem do elenco para a temporada 2015.

Ao mesmo tempo, os dirigentes anunciam o pagamento da cota de participação do Moto na Copa Nordeste e a quitação do restante dos salários referente aos dias trabalhados em outubro aos atletas, comissão técnica e funcionários, para isso o clube utilizará os recursos oriundos da cota de participação na Copa do Brasil.

O diretor de futebol, Waldemir Rosa disse que a partir desta quinta-feira (18) iniciará as conversas com os treinadores e alguns jogadores que estão apalavrados. Ele preferiu não antecipar quantos jogadores serão contratados e nem os atletas que disputaram a atual temporada e que permanecerão no elenco. Sobre treinadores, o blog apurou que o Moto trabalha com quatro nomes, um deles é o técnico Édson Porto.

“Não podemos perder mais tempo ou do contrário não conseguiremos formar uma boa equipe para o ano que vem˜, disse o jornalista Roberto Fernandes, da Junta Governativa.

A partir de fevereiro, o Moto disputará o Campeonato Maranhense que vale vaga para o Campeonato Brasileiro Série D. Além do Estadual, o Moto disputará no primeiro semestre a Copa Nordeste e a Copa do Brasil enfrentando na primeira fase o Boa Esporte, de Minas Gerais e que foi um dos adversários do Sampaio na Série B.

Os dirigentes confirmaram o início da preparação da equipe para o dia 2 de janeiro.

10 comentários »

Indefinição no Moto

13comentários

MotoUma conversa demorada entre jogadores e comissão técnica  do Moto antes do treinamento desta manhã, no Estádio Nhozinho Santos pode explicar o rendimento abaixo do esperado da equipe até aqui no Campeonato Brasileiro Série D. Mesmo invicto na competição e ocupando a 3ª colocação no grupo A2, o clima no clube não é nada favorável.

Com os salários atrasados e sem saber a quem ocorrer, os jogadores se sentem abandonados. Com isso, o Moto pode estar se afastando do sonho de conquistar o acesso à Série C.

O time parece estar sem comando dentro e fora de campo. Tudo tem que ser resolvido pelo gerente de futebol, Waldemir Rosa que na verdade é um funcionário do clube como os demais.

E futebol todo mundo sabe que só se faz com dinheiro. O Moto além também não conseguiu os reforços que precisava por conta da crise financeira. E a situação ainda piorou após o empate em casa com o Ríver por 2 a 2.

Na semana decisiva para o futuro do Moto na Série D diria que o clima no clube não é nada bom. O Moto joga sábado, 17h, no Estádio do Junto, em Sobral, contra o Guarany e precisa vencer para continuar vivo na competição.

Foto: João Ricardo

13 comentários »

Novidades no Moto

2comentários

fabianoA diretoria do Moto divulgou os nomes de quatro jogadores contratados para o Campeonato Brasileiro Série D. Não são jogadores tão conhecidos como a torcida esperava, mas são atletas que o treinador Édson Porto já conhece e chegou a trabalhar.

Os contratados são o lateral-direito Régis que estava no Macaé-RJ; o meia João Neto, do Brusque-SC e os atacantes Fabiano, ex-Nacional de Manaus e Maranhão, do União-RS. O atacante Fabiano foi o artilheiro do Nacional de manaus, com 6 gols, no Campeonato Amazonense.

Segundo o diretor de futebol, Waldemir Rosa ainda serão contratados um zagueiro, um volante e um lateral-esquerdo.

Antes, o Moto já havia anunciado as contratações de Raniere (goleiro), Fagner (zagueiro) e de Naôh e Luís Henrique (atacantes).

O Moto estreia no Campeonato Brasileiro Série D, no dia 20 de julho, contra o Remo, em Bragança, no interior do Pará.

Foto: Isabella Pina

2 comentários »

Moto confirma mais dois reforços

21comentários

dadaO diretor de futebol do Moto, Waldemir Rosa confirmou nesta segunda-feira (12), a contratação de mais dois reforços para o Campeonato Brasileiro Série D.

Depois de renovar com toda a base do time que foi vice-campeão maranhense, dentre eles os destaques Kléo, Curuca, Henrique, Felipe, Ítalo, Dieguinho, Luís Fernando, Jeferson Abreu e abrir negociação com o goleiro Raniere (MAC), o Moto acertou com o zagueiro Fagner (Santa Quitéria) e o atacante Luís Henrique (São José).

Fagner foi destaque no Santa Quitéria. Jogador de boa estatura chegou a marcar alguns gols pelo Santinha no Estadual. O atacante Luís Henrique esteve no MAC no ano passado, mas foi pouco proveitado. É um jogador com excelente condição física e que  sem dúvida será bastante útil ao Moto.

Além de Luís Henrique, o Moto ainda vai trazer mais três atacantes.

O diretor Waldemir Rosa promete para hoje definir a contratação do goleiro Raniere que já inclusive deu declarações que já se considera jogador do Moto e não será problema o acerto com o clube para a Série D.

Foto: Zeca Soares

21 comentários »

Três personagens do novo Moto

18comentários

Reconhecer é uma das atitudes mais difíceis para o ser humano, principalmente depois que alguém consegue vencer os momentos de dificuldade. No esporte, especialmente no futebol não é diferente. Nos momentos de alegria você chega a ser o máximo, mas basta vir um tropeço para surgirem as críticas.

Ontem, no Castelão, o Moto confirmou, de fato o retorno às competições nacionais. Havia goleado o Santa Quitéria no meio de semana fora de casa e já estava com a mão na vaga. Foi a concretização de um sonho de vários motenses que se uniram para levar o Moto ao seu devido lugar.

E três pessoas, em especial, passaram a fazer parte da história do Moto neste novo momento. Vou falar agora de cada um deles.

novomoto

O primeiro é o jornalista Roberto Fernandes. Quando escrevi aqui no blog que Roberto pretendia ser presidente sabia que seria um caminho sem volta. Cheguei a ser criticado, inclusive por colegas de ter colocado Roberto no “mal caminho”. Roberto foi chamado de louco e todos disseram que estava jogando a sua credibilidade no lixo.

Hoje, muitos dizem que Roberto estava certo. Pelo menos agora não o chamam mais de louco. E se não o ajudaram, pelo menos agora são obrigados a reconhecer que Roberto estava certo ao colocar seu nome à disposição do clube.

Roberto pegou o Moto arrasado. O time estava numa segunda divisão e mergulhado em uma grave crise financeira. Fez um pacto com a torcida e passou a acreditar na força dela. A torcida respondeu e até compareceu em grande número nos jogos. “Motenses ilustres” que prometeram ajudar Roberto, aos poucos foram se afastando.

Roberto levou o Moto até o fim de dezembro. Deixou o clube depois de montar uma base de fazer inveja aos adversários. Em menos de um ano, o Moto já contava com uma série de talentos que podem significar muito num futuro próximo.

Encontrou em outro motense doente, a tranqulidade para tocar o futebol do clube. Refiro-me a Waldemir Rosa, o Dadá. Foi ele o responsável pela montagem do elenco rubro-negro. Cara sério, dedicado, discreto e que mais uma vez sabe que o segredo no futebol é trabalhar muito e falar pouco.

Dadá é um homem de bastidores que não aparece e que dedica todo o seu tempo ao futebol do Moto. Conhece como poucos aqui os bons e novos jogadores. E consegue, mesmo diante da dificuldade mostrar a cada um que, o dia de amanhã pode ser melhor para todos.

O terceiro personagem desta história é o técnico Édson Porto. Não é à toa que desde a segunda divisão era o nome preferido de Roberto e Dadá, mas o Moto não tinha dinheiro e ficou impossível trazê-lo. No início do ano, o Moto investiu alto e trouxe o treinador preferido por dirigentes e torcedores.

Não deu outra. Porto mostrou mais uma vez que tem DNA rubro-negro. Aceitou o desafio de comandar o time no Estadual e tentar recolocar o Moto nas competições nacionais. O treinador entendeu o momento era de amor e superação. Só caberia no clube quem tivesse em mente estes dois valores.

Foi o amor e a superação que fizeram Roberto, Dadá e Porto apostar que era possível realizar o sonho da sofrida torcida rubro-negra. E esses três personagens representam muito bem outros motenses que ajudam, mas que não aprecem. Que todos se sintam representados.

E agora que o Moto já está de volta às competições nacionais é hora de começar a pensar ainda maior. O time vai para a disputa do returno do Estadual contra o seu maior rival, o Sampaio, mas o momento é para começar a pensar na participação no Campeonato Brasileiro Série D.

O Moto pode e precisa ir mais longe. E tudo passa pela união não só desses três motenses, mas de todos que possam contribuir para que o Papão possa mostrar que realmente voltou ao seu devido lugar.

Parabéns a Roberto, Dadá e Édson Porto. Vocês são os representantes de todos que estão ajudando o clube e em especial ao torcedor rubro-negro que nunca deixou de acreditar no Moto.

18 comentários »

Celinho no comando

12comentários

celinhoeroberto

Dirigentes do Moto Club e o técnico Celinho Valentim tiveram a primeira reunião no fim de semana e discutiram alguns pontos da formação e preparação da equipe para a 2ª divisão do Campeonato Maranhense.

O presidente Roberto Fernandes e o diretor de futebol, Waldemir Rosa (Dadá) discutiram sobre nomes de atletas, dentre eles os que virão de fora.

“Os nomes estão todos com o Dadá. Discutimos o patamar salarial e dentro disso ele está negociando com alguns atletas que poderão fechar com o Moto e defender a equipe na segunda divisão”, adiantou Roberto Fernandes.

O Moto confirmou amistoso para o dia 19 de junho, em Bequimão. No dia 22, será a reabertura do CT e apresentação dos jogadores que iniciarão a preparação no dia 24.

A estreia do Mto na 2ª diovisão será no dia 4 de agosto, às 17h, contra o Sabiá, no Estádio Nhozinho Santos.

12 comentários »

Foco na final

12comentários

celinho_finalistaO treinador do Imperatriz, Celinho Valentim, prefere nem tocar no assunto ‘retorno ao Moto Club’, afinal de contas nesta quinta-feira ele comanda o Cavalo de Aço na decisão do Campeonato Maranhense contra o Maranhão, em São Luís. Somente depois disso é que o treinador fala sobre seu o segundo semestre.

A diretoria do Moto garante que já acertou tudo com Celinho Valentim e o preparador físico Iran Cabral, contudo o treinador disse que certo mesmo ele tem um contrato com o Imperatriz até o próximo sábado.

– Tenho um compromisso com o Imperatriz até o dia 15 de junho. Estou focado na decisão do campeonato e depois vou analisar as propostas que recebi. Tive um contato com a diretoria do Moto, mas tive também de outros times, até mesmo de fora do estado e que estão na Série D do Campeonato Brasileiro – declarou o treinador.

Por outro lado, o diretor de futebol do Moto, Waldemir Rosa ‘Dadá’ garantiu o acerto com o treinador, mas disse que a primeira reunião entre eles será no sábado.

Leia mais

12 comentários »

Moto terá dois meses de preparação

21comentários

robertofernandesDois meses. Este será o tempo de preparação do Moto Club para a estreia na 2ª divisão do Campeonato Maranhense que tem início previsto para o dia 4 de agosto.

Segundo o presidente do Moto, Roberto Fernandes, o clube fará a sua preparação nos meses de junho e julho. “Acho que é impossível um time de futebol pensar em fazer uma boa campanha em qualquer que seja a competição se não tiver um bom planejamento e seguí-lo à risca. Vamos iniciar a nossa preparação em junho e até a estreia em agosto serão dois meses de muito trabalho”, adiantou.

Roberto Fernandes destacou que o diretor de futebol, Waldemir Rosa (Dadá) já vem observando vários campeonatos regionais para acompanhar o rendimento de alguns atletas que poderão vir para o Moto, além do próprio Campeonato Maranhense da 1ª divisão que está em andamento.

O presidente do Moto não quis falar sobre nomes, mas adiantou que montará um time forte e à altura das tradições rubro-negras. “O Moto tem sempre que pensar grande. O Moto é um time vencedor e por isso temos que montar um grande time como espera o torcedor. Estamos viabilizando algumas parcerias e projetos que possibilitarão a formação de um grande time”, garante.

21 comentários »