Data M aponta vitória de Edivaldo

0comentário
Pesquisa Econométrica mostra liderança de Edivaldo Holanda Júnior contra Eduardo Braide

Pesquisa Data M mostra liderança de Edivaldo Holanda Júnior contra Eduardo Braide

O Instituto Data M divulgou nesta sexta-feira (28), a terceira pesquisa de intenção de votos para prefeito de São Luís neste segundo turno. De acordo com o novo levantamento, o candidato à reeleição pelo PDT, Edivaldo Holanda Junior, continua liderando com diferença de mais de 9 pontos percentuais à frente do seu adversário, Eduardo Braide (PMN).

Na pesquisa estimulada, Edivaldo tem 52,5% das intenções de voto contra 42,8% de Eduardo Braide. 2,6% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 2,1% não sabem ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos, que excluem brancos, nulos e indecisos, Edivaldo cresce e registra vantagem de mais de 10 pontos. Edivaldo tem 55,1% das intenções de voto contra 44,9% de Eduardo Braide.

Expectativa de vitória

Independente da intenção de voto, a maioria dos eleitores entrevistados acredita na vitória de Edivaldo. 58,7% acham que o candidato pedetista será reeleito e 29,6%, apostam que Eduardo Braide vencerá a disputa. 11,7% não sabem ou não responderam.

Rejeição

Segundo o levantamento a taxa de rejeição a Eduardo Braide continua sendo a maior. 49,1% dos entrevistados não votariam de jeito nenhum no candidato do PMN, e 40,1% disseram que não votariam em Edivaldo. 10,7% não sabem ou não responderam.

O levantamento foi encomendado pela Rádio/ TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrado na Justiça Eleitoral, no dia 22 de outubro, sob o protocolo MA­01566/2016.

O Instituto Data M entrevistou 800 pessoas, entre os dias 25 e 27 de outubro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Data M aponta vitória de Edivaldo

4comentários
Faltando nove dias para a eleição, instituto Data M aponta liderança do atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior

Faltando 9 dias para a eleição, instituto Data M aponta liderança do atual prefeito em São Luís

Pesquisa do Instituto Data M, divulgada nesta sexta-feira (21), aponta a vitória do candidato Edivaldo Holanda Júnior (PDT), no segundo turno da eleição para a Prefeitura de São Luís.

Segundo o levantamento, Edivaldo holanda Júnior tem 54,7% de intenções de voto e Eduardo Braide (PMN) 42,6%. 1,5% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 1,2% não sabem ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos, Edivaldo aparece com 56,2% das intenções de voto contra 43,8% de Eduardo Braide.

Segundo o Data M, a expectativa de vitória de Edivaldo Holanda Júnior é de 58,1%, enquanto 32,8%, acredita que Eduardo Braide é que vencerá a disputa. 9,1% não sabem ou não responderam.

O instituto também mediu a rejeição dos candidatos. Eduardo Braide aparece com 51,7% e Edivaldo com 39,1% de rejeição. 9,2% não sabem ou não responderam.

O levantamento foi encomendado pela Rádio/ TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrado na Justiça Eleitoral, no dia 15 de outubro, sob o protocolo MA­09325/2016. Foram entrevistadas 800 pessoas, entre os dias 17 e 18 de outubro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

4 comentários »

Data M aponta vantagem de Edivaldo

2comentários

DataM300O Instituto Data M divulgou neste sábado (15), a primeira pesquisa de intenção de votos para prefeito de São Luís entre o candidato do PDT à reeleição, Edivaldo Holanda Junior, e o candidato do PMN, Eduardo Braide. No levantamento, o candidato pedetista, que liderou durante todo o primeiro turno, continua na frente com 11 pontos de vantagem sobre seu adversário.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 53,7% de intenções de voto e Eduardo Braide com 42,7%. 2,0% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 1,6% não sabem ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos – direcionados a um candidato e que não incluem os brancos e nulos – Edivaldo aparece com 55,7% das intenções de voto e Eduardo Braide com 44,3%.

O levantamento foi encomendado pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrado na Justiça Eleitoral, no dia 9 de outubro, sob o protocolo MA­02401/2016.

O Instituto Data M entrevistou 800 pessoas, entre os dias 10 e 12 de outubro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

2 comentários »

Data M aponta vitória de Edivaldo no 1° turno

4comentários
EdivaldoJunior

Na véspera da eleição, Data M aponta vitória de Edivaldo Holanda Júnior no primeiro turno

O Instituto Data M divulgou neste sábado (1), véspera de eleição, mais uma pesquisa de intenção de voto para a corrida eleitoral em São Luís. A consulta, que ouviu 1.000 eleitores em vários bairros da capital, entre os dias 29 e 30 de setembro, evidencia a liderança do candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), e a vitória dele em primeiro turno.

O candidato pedetista alcançou a sua maior vantagem desde o início da campanha, com mais de 29 pontos à frente de Wellington do Curso (PP) que se mantém em segundo lugar.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 48,9% de intenções de voto, Wellington do Curso com 18,1%, Eduardo Braide (PMN) com 11,7%, Eliziane Gama (PPS) com 5,1%, Fábio Câmara (PMDB) com 2,5%, Rose Sales (PMB) com 1,1%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,1%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,2% e Zé Luis Lago (PPL) com 0,2%. 6,7% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 4,4% não sabem ou não responderam.

Votos válidos – Nos votos válidos, desconsiderando brancos, nulos e indecisos, o candidato Edivaldo soma 55,0%. O percentual garante a vitória do pedetista no primeiro turno. Wellington aparece em segundo com 20,4% das intenções de voto, seguido de Eduardo Braide com 13,2%, Eliziane com 5,7%, Fábio Câmara com 2,8%, Rose Sales com 1,2%, Cláudia Durans com 1,2%, Valdeny Barros com 0,2% e Zé Luis Lago também com 0,2%.

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebe o carinho e retribui atenção dos moradores

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebe o carinho e retribui atenção dos moradores nos bairros

Segundo turno – Nas simulações de segundo turno, Edivaldo também lidera e venceria em todos os cenários. Numa possível disputa entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo seria reeleito com 55,4% das intenções de voto, contra 28,3% do adversário Wellington. 14,7% não votariam em nenhum deles e 1,6% não sabem ou não responderam.

No cenário em que o prefeito Edivaldo enfrenta a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo também sairia vitorioso com 56,0% das intenções de voto, contra 20,9% de Eliziane. 20,7% não votariam em nenhum deles e 2,4% não sabem ou não responderam.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 36,1% das intenções de voto contra 23,5% de Eliziane. 37,3% não votariam em nenhum deles e 3,1% não sabem ou não responderam.

Expectativa de vitória – Os eleitores ouvidos na pesquisa também foram questionados quanto à expectativa de vitória. 77,5% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo. 12,0% apostam em Wellington, 2,1% em Eduardo Braide, 1,8% em Eliziane, 0,7% em Cláudia Durans, 0,3% em Rose Sales e 0,2% em Fábio Câmara 0,1%. Valdeny Barros e Zé Luis Lago não pontuaram. 0,2% não acredita em nenhum deles e 5,2% não sabem ou não responderam.

Rejeição – No levantamento, 20,0% não votam de jeito nenhum na candidata Eliziane Gama. Já Edivaldo tem rejeição de 19,6%, Wellington do Curso 17,0%, Fábio Câmara 11,3%, Eduardo Braide 3,9%, Zé Luis Lago 3,1%, Rose Sales 2,1%, Valdeny Barros 2,1% e Cláudia Durans 1,6%. 13,5% disseram que votariam em todos e 5,8% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e foi registrada na Justiça Eleitoral no dia 25 de setembro, sob o número MA-04091/2016. O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Fotos: Divulgação

4 comentários »

Francisco Nagib lidera disputa em Codó

1comentário
Candidados Francisco Nagibe (Prefeito) e Ricardo Torres (vice) lideram disputa em Codó

Candidados Francisco Nagibe (Prefeito) e Ricardo Torres (vice) lideram disputa em Codó

Pesquisa Data M, divulgada nesta quinta-feira (29), aponta a liderança do candidato Francisco Nagib (PDT) na disputa da Prefeitura de Codó. Ele tem vantagem de 10,5% pontos percentuais em relação ao segundo colocado

O candidato Francisco Nagib tem 40,7% das intenções de votos. Em segundo aparece Biné Figueiredo que tem 30,2%. Em terceiro está Pedro Belo com 10,3%. Chiquinho e Profesor Rafael estão empatados com 2,3% cada. Nenhum deles tem 7,4% e não sabe/não respondeu 6,8%.

O levantamento também avalia a rejeição dos candidatos e Biné Figueiredo tem a maior com 27,5%. Francisco Nagib tem 25,4%, Chiquinho 18,2%, professor Rafael 10% e Pedro Belo 6,8%. Disseram que poderiam votar em todos 4,3% e não sabe/não respondeu 6,8%.

A pesquisa Data M registrada sob o protocolo MA-05217/2016 foi realizada entre os dias 16 e 17 de setembro e ouviu 350 pessoas. A margem de confiança é estimada em 95% e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

1 comentário »

Edivaldo vence no 1º turno, diz Data M

1comentário
EdivaldoHolandaJr1

Candidato pedetista abriu vantagem de mais de 26 pontos sobre o segundo colocado, diz Data M

A três dias do primeiro turno das eleições, o candidato Edivaldo Holanda Junior (PDT), ampliou vantagem e lidera isolado a corrida para a disputa da Prefeitura de São Luís, segundo nova pesquisa divulgada nesta quinta-feira (29), pelo Instituto Data M.

De acordo com o placar das intenções de voto, o candidato pedetista abriu vantagem de mais de 26 pontos sobre Wellington do Curso (PP), atualmente seu principal adversário.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 48,0% de intenções de voto, Wellington do Curso com 21,3%, Eliziane Gama (PPS) com 6,2%, Eduardo Braide (PMN) com 3,5%, Fábio Câmara (PMDB) com 1,9%, Rose Sales (PMB) com 1,1%, Cláudia Durans (PSTU) com 0,8%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,1% e Zé Luis Lago (PPL) não pontuou. 9,7% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 7,4% não sabem ou não responderam.

Considerando somente os votos válidos — sem os brancos e nulos, que é o formato utilizado pela Justiça Eleitoral para contabilizar os resultados —, Edivaldo lidera com 57,9% dos votos. O percentual seria suficiente para o pedetista ser reeleito ainda no primeiro turno. Wellington se mantém na segunda posição, com 25,7% das intenções de voto, seguido de Eliziane com 7,5%, Eduardo Braide com 4,2%, Fábio Câmara com 2,3%, Rose Sales com 1,3%, Cláudia Durans com 1,0%, Valdeny Barros com 0,1% e Zé Luis Lago não pontuou.

Segundo turno

A Data M também fez três simulações de segundo turno. No cenário entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo seria reeleito com 54,9% das intenções de voto, contra 30,3% do adversário Wellington. 12,1% não votariam em nenhum deles e 2,7% não sabem ou não responderam.

No cenário em que o prefeito Edivaldo enfrenta a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo também sairia vitorioso com 60,0% das intenções de voto, contra 19,2% de Eliziane. 17,8% não votariam em nenhum deles e 3,0% não sabem ou não responderam.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 44,8% das intenções de voto contra 25,1% de Eliziane. 26,3% não votariam em nenhum deles e 3,8% não sabem ou não responderam.

Expectativa de vitória

Os eleitores ouvidos na pesquisa também foram questionados quanto à expectativa de vitória. 70,0% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo. 16,5% apostam em Wellington, 2,2% em Eliziane, 0,9% em Eduardo Braide, 0,3% em Fábio Câmara, 0,2% em Cláudia Durans, 0,1% em Rose Sales, 0,1% em Valdeny Barros e 0,0% em Zé Luis Lago. 1,2% não acredita em nenhum deles e 8,5% não sabem ou não responderam.

Rejeição

A Data M também mediu a rejeição eleitoral dos candidatos. A poucos dias da eleição, Eliziane Gama continua sendo a mais rejeitada por 19,6% dos eleitores. Edivaldo aparece em segundo com 17,3% de rejeição, Wellington do Curso com 12,9%, Fábio Câmara 5,8%, Zé Luis Lago 4,2%, Cláudia Durans 2,9%, Rose Sales 1,9%, Eduardo Braide 1,7%, e Valdeny Barros 1,6%. 19,1% disseram que votariam em todos e 13,0% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrada na Justiça Eleitoral, no dia 23 de setembro, sob o protocolo MA­06630/2016. A Data M ouviu 1.000 eleitores, entre os dias 25 e 27 de setembro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Edivaldo no vence no 1º turno, diz Data M

5comentários

Faltando apenas 10 dias para o primeiro turno das eleições municipais do dia 2 de outubro, a pesquisa Data M confirma a liderança e crescimento disparado do candidato à reeleição Edivaldo Holanda Junior (PDT). No levantamento divulgado nesta sexta-feira (23), o pedetista aparece em primeiro lugar em todos os cenários apresentados e pelos números sairia vencedor logo no primeiro turno.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo lidera com mais de 20 pontos à frente do segundo colocado, a maior diferença desde o início da campanha. Edivaldo está com 47,1% de intenções de voto, Wellington do Curso (PP) com 25,7%, Eliziane Gama (PPS) com 3,7%, Eduardo Braide (PMN) com 2,6%, Fábio Câmara (PMDB) com 1,4%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,1%, Rose Sales (PMB) com 0,6%, Valdeny Barros (PSOL) 0,2%, Zé Luis Lago (PPL) com 0,1%. 8,9% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 8,7%% não sabem ou não responderam.

Estimulada

Considerando apenas os votos válidos – direcionados a um candidato e que não incluem os brancos e nulos –, Edivaldo mantém a dianteira e venceria em primeiro turno com 57,1% de intenções de voto. Wellington do Curso aparece nesse cenário com 31,2%, Eliziane Gama (PPS) com 4,5%, Eduardo Braide (PMN) com 3,2%, Fábio Câmara (PMDB) com 1,7%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,3%, Rose Sales (PMB) com 0,7%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,2% e Zé Luis Lago (PPL) com 0,1%.

VotosvalidosSegundo turno 

Edivaldo também venceria em eventual segundo turno, é o que aponta todos os cenários avaliados pelo Instituto Data M. Num hipotético cenário de disputa entre Edivaldo e Wellington, Edivaldo seria reeleito com 50,9% das intenções de voto contra 32,9% de Wellington. Nenhum deles 19,7% e Não sabe/Não responderam 7,6%.

Quando avaliado o cenário de segundo turno entre Edivaldo e Eliziane, o candidato pedetista aparece com 57,1% das intenções de voto contra 15,6% de Eliziane. Nenhum deles 10,6% e Não sabe/Não responderam 5,6%.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 50,0% das intenções de voto contra 17,4% de Eliziane. Nenhum deles 25,2% e Não sabe/Não responderam 7,4%.

Expectativa de vitória

A Data M perguntou aos eleitores, independente da intenção de voto, quem eles achavam que venceria a disputa em São Luís. A expectativa de vitória de Edivaldo cresceu de 62,9%, da pesquisa divulgada na semana passada, para 66,9% agora. 17,5% apostam em Wellington, 2,1% em Eliziane, 0,6% em Eduardo Braide, 0,4% em Cláudia Durans, 0,4% em Fábio Câmara, 0,4% em Zé Luis Lago, 0,2% em Valdeny Barros e Rose Sales não pontuou. 1,9% em nenhum deles e 9,6% não sabem ou não responderam.

Expectativa

Rejeição

A pesquisa Data M também questionou os eleitores quanto à rejeição dos candidatos. Novamente a candidata Eliziane Gama foi a mais rejeitada pelos eleitores com 22,3%, seguida de Edivaldo com 15,7%, menor índice já apresentado. Wellington do Curso aparece com 7,4%, Fábio Câmara com 6,8%, Zé Luis Lago 4,2%, Cláudia Durans 3,9%, Eduardo Braide 3,6%, Rose Sales 3,2% e Valdeny Barros 2,8%. 16,9% disseram que votariam em todos e 13,3% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrada na Justiça Eleitoral, no dia 17 de setembro, sob o protocolo MA­01065/2016. A Data M ouviu 1.000 eleitores, entre os dias 20 e 22 de setembro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

5 comentários »

Edivaldo lidera disputa em São Luís

10comentários
EdivaldoHolandaJr1

A pesquisa revelou também que 62,9% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo Júnior

O prefeito Edivaldo Holanda Junior, candidato à reeleição pelo PDT, continua liderando com folga a corrida para a disputa da Prefeitura de São Luís, segundo nova pesquisa divulgada nesta sexta-feira (16), pelo Instituto Data M.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 40,7% de intenções de voto, Wellington do Curso com 25,8%, Eliziane Gama (PPS) com 7,8%, Fábio Câmara (PMDB) com 3,0%, Eduardo Braide (PMN) com 2,2%, Rose Sales (PMB) com 1,5%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,4%, Zé Luis Lago (PPL) com 0,5% e Valdeny Barros (PSOL) não pontuou. 11,5% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 5,6% não sabem ou não responderam.

A pesquisa revelou também que 62,9% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo. 16,8% apostam em Wellington, 4,5% em Eliziane, 0,9% em Fábio Câmara, 0,8% em Cláudia Durans, 0,6% em Eduardo Braide, 0,4% em Zé Luis Lago, 0,2% em Rose Sales, 0,2% em Valdeny Barros, 3,4% nenhum deles e 9,1% não sabem ou não responderam.

A Data M também mediu a rejeição eleitoral dos candidatos. Eliziane Gama continua na frente sendo rejeitada por 22,9% dos eleitores, seguida de Edivaldo com 18,3%. Fábio Câmara aparece com 7,4%, Zé Luis Lago 5,9%, Wellington do Curso 5,4%, Rose Sales 3,9%, Eduardo Braide 3,3%, Cláudia Durans 3,1% e Valdeny Barros 2,8%. 17,4% disseram que votariam em todos e 9,8% não sabem ou não responderam.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Edivaldo venceria os seus principais adversários. Em uma possível disputa com a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo seria reeleito com 48,6% das intenções de voto, contra 25,5% da adversária Eliziane Gama. 20,5% não votariam em nenhum deles e 5,4% não sabem ou não responderam.

No cenário de segundo turno entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo também sairia vitorioso com 42,2% das intenções de voto, contra 40,1% de Wellington. 12,7% não votariam em nenhum deles e 4,9% não sabem ou não responderam.

Na simulação entre Eliziane Gama e Wellington do Curso. Wellington aparece com 51,4% das intenções de voto contra 20,1% de Eliziane. 23,7% não votariam em nenhum deles e 4,7% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrada na Justiça Eleitoral, no dia 10 de setembro, sob o protocolo MA­09812/2016. A Data M ouviu 1.000 eleitores, entre os dias 11 e 14 de setembro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

10 comentários »

Pesquisa aponta liderança de Edivaldo

6comentários

EstimuladaUma nova pesquisa divulgada pelo Instituto Data M, nesta sexta-feira (9) confirmou a tendência registrada nas últimas pesquisas de intenção de voto para a corrida eleitoral em São Luís: Edivaldo segue crescendo, Wellington é o segundo colocado e Eliziane Gama cai “drasticamente”.

Segundo o levantamento da Data M, instituto com resultados assertivos nas últimas eleições de 2012 para prefeito e 2014 para governador, a vantagem de Edivaldo é folgada, com 15,9 pontos no cenário espontâneo.

Na pesquisa estimulada, em que são apresentados os nomes dos candidatos, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) aparece com 39,6% das intenções de voto, seguido de Wellington (PP) com 23,7%, Eliziane Gama (PPS) com 7,9%, Eduardo Braide (PMN) com 3,0%, Fabio Câmara (PMDB) com 2,2%, Rose Sales (PMB) com 1,8%, Cláudia Durans (PSTU) com 0,9%, Zé Luis Lago (PPL) com 0,1% e Valdeny Barros (PSOL) não pontuou. Estando ainda indecisos 8,6%, e os que responderam que não votariam em nenhum dos candidatos somam 12,3%.

Na simulação de votos válidos – quando são descartados os votos nulos, brancos e os eleitores indecisos – Edivaldo venceria a eleição no primeiro turno, com 50,0% dos votos, contra 29,9% de Wellington, 10,0% de Eliziane Gama, 3,8% de Eduardo Braide, 2,8% de Fábio Câmara, 2,3% de Rose Sales, 1,1% de Cláudia Durans, 0,1% de Zé Luís Lago e 0,0% de Valdeny Barros.

EspontaneaNa pesquisa espontânea, em que os candidatos não são apresentados aos entrevistados, o candidato Edivaldo Holanda Junior também aparece na frente com 34,8%, seguido à distância por Wellington do Curso com 18,9%, Eliziane Gama com 6,1%, Eduardo Braide com 2,5%, Fabio Câmara com 1,7%, Rose Sales com 1,4%, Cláudia Durans 1,1%, Zé Luís Lago com 0,1%, e por último Valdeny com 0,0%. Não sabem ou não responderam 23,6% e os que não irão votar para prefeito são 9,9%.

Os entrevistados também deram sua intenção de voto em três cenários de segundo turno. Em todas elas, Edivaldo aparece em primeiro lugar. Em uma possível disputa com a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo seria reeleito com 50,6% das intenções de voto, contra 21,5% da adversária Eliziane Gama.

Num hipotético segundo turno entre Edivaldo e Wellington, Edivaldo também sairia vitorioso com 45,0% das intenções de voto, contra 35,9% de Wellington.

Em uma possível disputa de segundo turno entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 51,1% das intenções de voto contra 19,0% de Eliziane.

No quesito rejeição, a candidata Eliziane lidera pela primeira vez com 26,6%, seguida de Edivaldo com 21,6%, Wellington 5,9%, Zé Luís Lago 5,5%, Fábio Câmara 5,2%, Cláudia Durans 4,0%, Rose Sales 2,7%, Eduardo Braide 2,6%, Valdeny Barros 1,6%.

O levantamento, encomendado pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, entrevistou 1.000 eleitores, entre os dias 5 e 7 de setembro, e foi registrado no TER sob o protocolo MA-03852/2016. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

6 comentários »

Pesquisa é suspensa

1comentário

pesquisa-250x300A pesquisa do instituto Data M que seria publicada neste domingo (dia 3) no jornal Atos & Fatos foi suspensa pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A Justiça eleitoral determinou uma multa diária de R$ 50 mil ao instituto e ao jornal.

Segundo a decisão do juiz Ricardo Macieira a pesquisa apresenta dados irregulares. “A captação de dados apresenta irregularidades capazes de comprometer a autenticidade do questionário”, anotou o juiz na decisão.

Dos 17 quesitos com indícios de irregularidades na pesquisa do Data M, a Justiça Eleitoral O entendeu que sete deles comprometem o levantamento. O instituto já foi condenado pela Justiça Eleitoral a pagar uma deR$ 53.205,00 por fraudes em pesquisa eleitoral.

O Data M é de propriedade de José Machado, funcionário do candidato a senador Roberto Rocha (PSB).

No levantamento que a Data M o nome do candidato da coligação Para Frente Maranhão foi apresentado como “Edinho Lobão Filho” e não como registrado na Justiça Eleitoral, LOBÃO FILHO.

De acordo com a decisão da Justiça Eleitoral a maneira como apresentado, pode levar a uma situação de direcionamento da pergunta ao atrelar os nomes dos candidatos a situações que são subliminarmente apresentadas como sendo opções favoráveis ou desfavoráveis ao candidato, sem nenhuma justificativa sobre a pertinência da colocação.

Outro indício de fraude da pesquisa Data M é que não existe no questionário a opção de Voto Branco e Voto Nulo, o que também leva a alteração do resultado da pesquisa.

Ao decidir pela suspensão da divulgação da pesquisa do Data M, o juiz Ricardo Macieira anotou que o levantamento poderia influir na decisão do eleitorado.

“A urgência, por sua vez, se justifica pelo risco (real) de a divulgação dos quesitos mencionados influir na vontade do eleitorado, com possível violação da isonomia que deve ser mantida entre todos os que concorrem ao cargo de Governador do Estado”.

1 comentário »