Wellington lança desafio ao governador Flávio Dino

0comentário

Ao se pronunciar em sessão plenária, na Assembleia Legislativa nesta quinta (14), o deputado Wellington do Curso desafiou o governador a baixar o ICMS dos combustíveis em todo o Estado e lembrou que esse já é o terceiro aumento causado por Flávio Dino, ao penalizar os maranhenses com o seu programa “Mais Impostos”.

“Ânsia por arrecadação”. Foi assim que Wellington do Curso classificou a conduta de Flávio Dino que já arrecadou R$2.137.284.865,00 (mais de R$ 2 bilhões) apenas com petróleo, combustíveis e lubrificantes no Maranhão. Foi por isso, que Wellington desafiou Flávio Dino a reduzir o ICMS no Estado. O imposto incide no preço dos combustíveis e, ao fazer a cobrança, o deputado relembrou que o governador Flávio Dino já fez isso em outra ocasião para beneficiar aliados políticos, reduzindo de 17% para 2% o ICMS do óleo diesel.

“Esse já é terceiro aumento no preço dos combustíveis causado pelo governador Flávio Dino. Todas as vezes, eu votei contra o aumento de impostos. É um ânsia por arrecadação. No Maranhão, atualmente, 30,5% do valor da gasolina são destinados ao imposto estadual (ICMS), o que tem atingindo diretamente o bolso do trabalhador maranhense. Em 2016, Flávio Dino aumentou o imposto que incide sobre os combustíveis. Eu fui contra esse aumento e votei contra a última proposta de aumento também. É muito fácil aumentar imposto e pouco se importar se a população tem ou não condições para arcar com isto. Se Flávio Dino tiver o mínimo de sensibilidade para com as causas populares, eu desafio o governador a baixar o ICMS dos combustíveis no Maranhão, algo que é possível, já que em ano eleitoral Flávio Dino baixou de 17% para 2% o ICMS do óleo diesel para beneficiar aliados políticos. Ele já fez isso antes para beneficiar aliados. Que faça agora para beneficiar a população. Queremos mais empregos e menos impostos”, declarou Wellington.

Foto: Kristiano Simas / Agência Assembleia

sem comentário »

Desafio aceito

0comentário

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) aceitou o desafio da deputada federal Eliziane Gama, candidata ao Senado pelo PPS, e disse na sexta-feira, 21, algumas verdades à parlamentar.

Gama tem reclamado de ataques à sua família em meio à disputa eleitoral. E acusa, também em vídeo disparado nas redes, o grupo Sarney de orquestrar a ofensiva – a tese dela lastreia-se no fato de O Estado, baseado em fatos, ter revelado que o marido dela, Inácio Cavalcanti, possui três CPFs.

A deputada acusou o jornal de mentir sobre o caso e desafiou os adversários a debaterem diretamente com ela.

Em resposta, o deputado Adriano Sarney também gravou um vídeo. Disse que a família Sarney não tem nada a ver com o fato de o companheiro da deputada ter três CPFs e pediu que ela prove que a denúncia não é verdadeira.

“Prove isso e o debate está finalizado”, declarou.

Ele também disse estranhar os ataques atuais de Elziane contra os Sarney, depois de o grupo ter-lhe apoiado na eleição para a Prefeitura de São Luís, em 2016.

“Nós estivemos juntos na tua campanha para prefeita. Você pediu o meu apoio, o apoio do meu partido, e nós lhe apoiamos, porque nós acreditamos na mulher na política”, afirmou.

E Eliziane calou-se.

Estado maior

sem comentário »

Ricardo Murad lança desafio a Flávio Dino

2comentários

O ex-secretário de Saúde e candidato a deputado federal pelo PRP, Ricardo Murad lanlou um desafiou nas redes sociais ao governador Flávio Dino.

Segundo Murad, o governador tem afirmado que o efetivo da Polícia Militar é de 15 mil policiais nas ruas no Maranhão. Mas este número seria pouco mais de 10 mil.

Murad prometeu renunciar da sua candidatura se Flávio Dino mosstrar que existem 15 mil policiais no Maranhão.

“Desafio a Flávio Dino. Ele está abusando nas mentiras. Como candidato tenho pouco tempo na TV e não posso debater direto com ele. Mas vou desafia-lo aqui. Um governador não pode mentir. Flávio afirma que a Polícia Militar tem um efetivo de 15 mil policiais nas ruas. Tem apenas 10.137. Renunciarei à minha candidatura de deputado federal se ele provar que tem 15 mil. Um político não pode mentir, e é só o que ele faz”, disse Ricardo Murad.

É claro que o governador já deve ter conhecimento do desafio.

Desafio feito, fica o espaço ao governador Flávio Dino mostrar que o Maranhão tem 15 mil policiais nas ruas.

Foto: Reprodução

2 comentários »

Edilázio desafia governo mostrar obra estruturante

0comentário

O deputado estadual Edilázio Júnior, pré-candidato a deputado federal pelo PSD, desafiou mais uma vez a base do Governo, na Assembleia Legislativa, a apresentar qualquer resultado de obra estruturante que tenha sido iniciada e esteja no cronograma de ações para conclusão na atual gestão.

Ele afirmou que as principais obras entregues até o momento pelo governador Flávio Dino (PCdoB) – a exemplo dos hospitais macrorregionais e de rodovias estaduais -, foram todas iniciadas e deixadas em etapa de conclusão pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e classificou a atual gestão de “fracasso administrativo”.

“Fiz no início da semana um desafio e continuo sem respostas. Eu quero que alguém do Governo me apresente não dois, mas apenas uma obra estruturante que tenha sido iniciada e que será concluída na atual gestão. Apenas uma. Vamos terminar o atual mandato sem essa resposta. Flávio Dino não tem nenhuma obra que mudou a vida das pessoas para apresentar como resultado de gestão. Não tem por que fracassou”, disse, direcionando-se ao líder do Governo no Legislativo Estadual, deputado Rogério Cafeteira (PSB).

Edilázio criticou o Governo pela grave crise do abastecimento de água na capital, em decorrência do problema crônico no Sistema Italuís e apontou como reflexo, o prejuízo à população.

“A obra do primeiro Sistema Italuís foi deixada pelo saudoso ex-governador João Castelo e está aí há 30 anos servindo a população. O Governo Flávio Dino é tão incompetente, que pegou uma obra nova, deixada com 90% de conclusão pela ex-governadora Roseana Sarney, e até o momento não conseguiu terminar. A obra de Castelo feita há mais de 30 anos é estruturante. A nova Italuís é estruturante. Mas ele não consegue colocar em funcionamento”, completou.

Ele também destacou obras realizadas nas gestões do ex-presidente e ex-governador José Sarney e de Roseana, como marcas de Governo e que beneficiaram a população do estado.

“O Porto do Itaqui, que hoje gera riqueza para nosso Estado, é uma obra estruturante. A ponte do São Francisco feita pelo então Governador José Sarney, mudou a vida das pessoas. Existia uma São Luís do lado de lá, do Centro, e uma São Luís para o lado da praia, depois da construção da ponte do São Francisco mudou a vida dos ludovicense. Então, isso são obras estruturantes. O Viaduto do Café feito pelo seu tio, finado e saudoso Cafeteira, é uma obra estruturante, os viadutos que a Governadora Roseana deixou é uma obra estruturante. Aqui quando nós passamos aqui pela Ferreira Gullar, quando saímos aqui da Assembleia, que encurta o tempo, é uma obra estruturante. Obra estruturante é o que passa por gerações e vai continuar, uma pintura de escola, reforma de um banheiro, daqui a seis meses ou um ano, vai ter que ser feito novamente”, finalizou ao referir-se ao programa Escola Digna.

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

sem comentário »