Fernando Pessoa faz discurso de agradecimento

0comentário

Em seu discurso de estreia na tribuna, o deputado Fernando Pessoa (SD) ressaltou a importância de apoiar o Governo do Estado e destacou ações importantes postas em prática na região central do Maranhão, principalmente em Barra do Corda e Tuntum, cidades que deram a ele expressiva votação e as quais ele representa.

O parlamentar aproveitou, também, para agradecer o apoio de destacadas lideranças, como o prefeito de Barra do Corda, Eric Costa, seu grande incentivador e responsável por sua formação política. Além disso, citou o presidente estadual do partido Solidariedade, Simplício Araújo, atual secretário de Estado da Indústria e Comércio e primeiro suplente na Câmara Federal.

Diálogo

Fernando Pessoa fez um comentário sobre a reeleição do presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), reconhecendo o trabalho que o levou a ser reconduzido ao cargo. Por fim, ressaltou a importância do diálogo entre os colegas parlamentares e citou a união como uma boa saída para a resolução dos problemas da população, deixando de lado as diferenças pessoais e focando nas atividades da Assembleia, que devem atender às demandas do povo, sem qualquer discriminação.

sem comentário »

Discurso vazio

0comentário

Assim como fez com o presidente Michel Temer, em 2016, Flávio Dino jogou palavras ao vento para mostrar sua posição política e assim chamar atenção do país para suas opiniões. Na época de Temer, o governador do Maranhão garantiu que investiria na BR-135 para que as obras de duplicação chegassem ao fim. Mas do que foi dito para o que ocorreu na prática há um abismo.

Poucos anos depois, Flávio Dino decide mais uma vez oferecer ajuda ao Governo Federal. Desta vez, o comunista abriu o debate sobre obras de creches, que seria de responsabilidade da União, mas nunca concluídas.

Sem dizer quais creches, o governador “jogou para a galera” e encaminhou, ontem, segundo a assessoria do governo, um ofício para o Ministério da Educação oferecendo ajuda para a conclusão das creches.

O que Flávio Dino pretendeu mesmo foi chamar atenção sobre o novo presidente Jair Bolsonaro, mostrar que o Maranhão anda bem na saúde fiscal a ponto de ter verba para concluir obras federais e, claro, passar a ideia de que ele é um político do diálogo, que até com o adversário que agora comanda o país ele quer um canal, mesmo depois de passar mais de dois meses atacando Bolsonaro nas redes sociais.

Em suma, tudo não passou de jogo de cena de Flávio Dino, que, na verdade, tem muito que correr atrás para que o Maranhão não continue ou não caia mais no abismo dos indicadores sociais e econômicos.

Legalidade – Quando ofereceu ajuda para a conclusão das obras de duplicação da BR-135, o próprio Flávio Dino assumiu que legalmente o governo estadual não poderia interferir numa obra federal.

Mesmo assim, o comunista volta a jogar a ideia de “ajudar o Governo Federal”. Como bem afirmou o comunista, o governo estadual somente poderia concluir uma obra da União se assim fosse delegado.

Fora isto, Dino precisa somente contar com a bancada do Maranhão, em Brasília, para conseguir viabilizar as obras do Governo Federal no estado. Nada mais que isto.

Estado Maior

sem comentário »