Roberto Rocha é entrevistado na Mirante AM

0comentário

Em Entrevista ao Programa Ponto Final, na Mirante AM, nesta segunda (11), o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) falou, entre outros temas, sobre economia, Reforma da Previdência e a Corregedoria do Senado.  

Líder do PSDB no senado, o parlamentar maranhense foi forte articulador para a eleição do senador Davi Alcolumbre ( DEM-AP) à presidência do senado. Roberto Rocha também está à frente da Corregedoria do Senado e conduz as investigações acerca do processo eleitoral ocorrido no dia 02 de fevereiro. “ Foi uma eleição muito acirrada e cheia de polêmicas, com cenas lamentáveis que deixaram o senado ruim perante a opinião pública e que a população cobra uma resposta”, analisou o senador, que afirmou, está com todas as imagens da votação: “ As imagens já se encontram conosco em HD, são muitas horas de imagens. E a equipe do meu gabinete se debruçou no final de semana pra ver. Após checar essas imagens, voto a voto, nós vamos pegar o testemunho daqueles que participaram da mesa, sejam senadores ou servidores, para esclarecimento do caso. Penso que nós teremos que fazer uma investigação mais profunda em um ou dois votos”, informou.

Questionado sobre o posicionamento do seu partido diante do Governo Bolsonaro, Rocha afirmou com tranquilidade que não haverá dificuldades, considerando que a agenda prioritária da bancada tucana, no momento, é a mesma do atual governo: “ Temos uma agenda prioritária que é a agenda econômica. Precisamos destravar a economia, fazer o país retomar o crescimento econômico. Não há possibilidade de gerar emprego se a economia não crescer. Emprego é a maior obra social. Na medida em que você promove o desenvolvimento econômico, você, claro, gera emprego”, constatou o parlamentar.

O senador maranhense aponta, ainda, como mudança fundamental para a economia do País, as reformas que virão. No caso, a tributária e a da Previdência. “ Na hora em que o Brasil, ainda no primeiro semestre, se for possível, aprovar a Reforma da Previdência, esse país cresce mais ou menos o que vai crescer o mundo, em 2019: 3,5%. Isso significa que a arrecadação tributária cresce 10%, porque pra cada 1% de crescimento do PIB, cresce 3% a arrecadação tributária. Nós precisamos disso. Nós brasileiros.  Ninguém vai conseguir governar nada, daqui a mais quatro anos, se as reformas não forem feitas. Todo o dinheiro do Brasil vai ser pra pagar a previdência. E não haverá mais dinheiro sequer pra pagar folhas de funcionários”,  concluiu.

sem comentário »

Maura Jorge promete investir na segurança pública

0comentário

A candidata ao governo do Maranhão, Maura Jorge (PSL), afirmou em entrevista ao JMTV 1ª edição nesta quarta-feira (12) que, se eleita, deve investir na segurança pública do estado, fazendo a estruturação de delegacias de polícia e valorizando policiais. (Clique aqui e confira a entrevista na íntegra).

A candidata pretende ainda realizar a unificação da Polícia Civil e Militar, que devem fazer um trabalho conjunto na segurança do estado. Para Maura, a aplicação de recursos na área é fundamental para o cidadão maranhense.

“Eu acho que primeiro segurança pública, do país e do estado, nós temos que investir. Um investimento nas pessoas que são os policiais, reestruturar, unificar as polícias no sentido da reestruturação, daquilo que nós imaginamos que seja segurança pública. Valorizar os nossos policiais, estruturar nossas delegacias, nós temos hoje um índice altíssimo nas nossas delegacias que não tem a mínima infraestrutura”, afirmou a candidata.

Maura Jorge disse também que investirá na inteligência da polícia para o combate ao tráfico de drogas.

“Como você pode falar em segurança se não tem infraestrutura? Onde os policiais não são valorizados, onde nos quartéis os policiais dormem em beliches no chão, onde na maioria dos municípios do Maranhão quem mantêm a segurança pública são os prefeitos que pagam combustível e mantém as viaturas andando. Nós temos que investir na inteligência combatendo o tráfico de drogas, que hoje está dentro das nossas escolas, temos que voltar a dar ao cidadão o direito de ir e vir. É isso que nós comungamos, pensamos e queremos para o nosso estado”, disse.

Ao ser questionada sobre o processo por improbidade administrativa movido pelo Ministério Público por ter contratado uma ex-empregada doméstica como assessora parlamentar quando era deputada estadual, a candidata disse ser ficha limpa e que não responde a nenhuma ação.

“Quando a gente está na vida pública nós somos sujeitos as justiças e injustiças. E eu tenho uma ação de improbidade administrativa porque eu tinha um ‘M’, e os que estão ai tentando chegar ao poder, sabem que a Maura Jorge é ficha limpa e não tem nenhuma ação condenatória. Eu acho que essa pergunta você deveria também fazer para quem já passou pelo poder e tem condenações ai por desvio de recursos, que não é o meu caso. Eu tenho a liberdade hoje de andar no Maranhão todinho, levar a minha mensagem e não tem ninguém que diga: a Maura Jorge foi corrupta, a Maura Jorge desviou recursos. E por isso hoje, estou incomodando aqueles que já passaram pelo governo e os que estão ai se propondo a chegar e sendo processados”, declarou.

Ao justificar o número de funcionários na ação, Maura disse que é a Assembleia que determina a quantidade por parlamentar e que cabe à justiça esclarecer o caso.

“Quem contrata não é o deputado, quem faz a contratação é a Assembleia. Eu tinha vários funcionários e cada deputado tem os seus gabinetes, quem tem que definir se existia ou não é a Justiça. O que eu digo é que no meu gabinete existiam vários funcionários, como há em todos os gabinetes e quem tem que dizer se é verdade ou não é a Justiça. Agora eu posso lhe dizer que diferentemente dos outros não tem nenhuma ação que possa me condenar por desvio de dinheiro público”

Foto: Reprodução/TV Mirante

Leia no G1

sem comentário »

Roberto Rocha diz que Dino ‘só tem projeto de poder’

0comentário

O candidato ao governo do Maranhão, Roberto Rocha, afirmou em entrevista ao JMTV 1ª edição nesta segunda-feira (10) que, se eleito, deve criar uma zona de exportação industrial na Região Metropolitana de São Luís. (Clique aqui e veja a entrevista na íntegra).

O projeto, considerado inovador, faz parte de uma série de propostas que pretendem alavancar o crescimento econômico do estado. Para ele, o crescimento econômico deve estar associado com o aumento na produção de recursos naturais no estado.

“O projeto da zona de exportação do Maranhão é inovador, criativo. É óbvio que o nosso plano contempla fazer o Plano Diretor Portuário. São Luís tem um plano diretor que é 2006, tem uma lei de uso e ocupação do solo que é 1992, porque o Maranhão não está criando um ambiente favorável a negócios. O que acontece é que o empreendedor está correndo do Maranhão. Os distritos industriais estão fechados. É preciso retomar o desenvolvimento econômico, para o que estado possa retomar a renda por um lado, dinheiro para o governo investir e emprego para o povo”, afirmou o candidato.

O candidato do PSDB explicou também o rompimento com o grupo político do atual governador, Flávio Dino, de quem foi aliado nas eleições de 2014.

“Em primeiro lugar, na democracia é assim. Você quer, eu quero e a gente disputa. Nós fizemos uma aliança em 2011 para 2012 e 2014. Essa aliança eu escolhi o Flávio para ser aliado, só que, ao chegar ao governo, ele me escolheu para ser adversário. Porque ele não tem projeto de estado, nem mesmo de governo. Ele só tem projeto de poder. Diferente demais do que a gente pensa. A visão dele de mundo, a visão dele de Brasil e de Maranhão é muito diferente da nossa. Ele não teve o PT naquelas eleições. Então ele não tinha competitividade. Para ele competir, ele precisou do PSDB do Aécio e o PSB do Eduardo Campos, que nós levamos. É isso. Coligação é uma via de mão dupla e como um casamento. Quem achar que faz um filho sozinho não precisa casar”

Em outro momento da entrevista, Roberto Rocha afirmou, inclusive, que Flávio Dino aumentou impostos e saqueou a previdência.

“De três anos pra cá o Maranhão caiu, a renda do Maranhão caiu. Restou ao Maranhão o que? Aumentar imposto e pedir mais dinheiro emprestado. Quando isso também acabou, restou a eles só um caminho. Criar um fundo previdenciário, que é um dinheiro que não é do estado. É dos velhinhos e tá hipotecando o futuro dos velhinos. Ele saqueou o dinheiro da previdência. Ou seja, se o Maranhão não tiver capacidade de investir, investimento público e investimento privado, o Maranhão não sai desse atoleiro”.

Leia no G1

sem comentário »

TV Mirante entrevista candidatos ao governo

0comentário

A TV Mirante entrevista a partir desta segunda-feira (10), os candidatos ao governo do Maranhão. As entrevistas ao vivo vão ser realizadas no JMTV 1ª edição e serão conduzidas pelos jornalistas Sidney Pereira e Ana Guimarães.

Os candidatos terão 20 minutos para discutir os temas do dia-a-dia e o programa de governo. Serão entrevistados os cinco candidatos que conseguiram pontuar na primeira pesquisa Ibope divulgada no último dia (23) no JMTV 2ª edição.

O primeiro entrevistado será o candidato Roberto Rocha (PSDB). As entrevistas seguem até sexta-feira (14) com o candidato Ramon Zapata (PSTU).

A ordem das entrevistas foi definida por meio de sorteio:

Segunda-feira (10/09) – Roberto Rocha (PSDB)
Terça-feira (11/09) – Flávio Dino (PCdoB)
Quarta-feira (12/09) – Maura Jorge (PSL)
Quinta-feira (13/09) – Roseana Sarney (MDB)
Sexta-feira (14/09) – Ramon Zapata (PSTU)

O candidato Odívio Neto (PSOL) que não pontuou na pesquisa Ibope terá uma reportagem exibida no sábado (15) por 3 minutos dentro do JMTV 1ª edição.

Foto: Anamélia Figueiredo

sem comentário »

Iêgo Bruno diz representar renovação na política

0comentário

O candidato ao Senado Iêgo Brunno (PCB) foi o entrevistado desta quinta-feira (30), no Ponto Final da Rádio Mirante AM pelo jornalista Roberto Fernandes. (Ouça a entrevista na íntegra aqui)

Iêgo destacou que mesmo fazendo parte do PCB há 18 anos pela primeira vez irá concorrer a um cargo político. E afirmou que a sua candidatura ao Senado é um desafio e que pode representar renovação na política.

“A nossa candidatura representa uma possibilidade de renovação. Nunca me candidatei a nenhum cargo politico, mas aceitei esse desafio por ter a esperança de dias melhores. Não é a eleição que vai trazer esses dias melhores, mas ela possibilita a renovação para a transformação da nossa sociedade.”

O candidato que atualmente é servidor público do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), enfatizou que se eleito optará por continuar recebendo o salário como servidor e que irá combater os altos salários recebidos pelos políticos.

“Combaterei essas enormes benesses que um politico tem hoje. Enquanto um trabalhador recebe um salario mínimo, às vezes para sustentar dois filhos, um politico recebe mais de R$ 30 mil. Eu fico envergonhado com tanto auxilio que eles recebem.”

Nesta Sexta-feira (31), o entrevistado será o candidato José Reinaldo Tavares (PSDB). Veja a ordem das entrevistas:

. Sexta-feira (31/08) – José Reinaldo Tavares (PSDB)
. Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
. Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
. Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
. Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
. Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
. Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Foto: Raíssa Cartágenes

sem comentário »

Flávio Dino vai encarar?

0comentário

O governador Flávio Dino (PCdoB) saiu-se ontem com mais uma das suas tiradas demagógicas e fantasiosas. Em suas redes sociais, anunciou uma inverdade. Disse ele, textualmente: “A TV Globo do Maranhão jamais me entrevista ou acompanha atos do meu governo”.

Todos sabem do fetiche do governador comunista pelo Grupo Mirante e por O Estado. Mas, obviamente que Dino não falou do seu desejo incontido na postagem das redes sociais.

Além de cobrir todos os atos que julga importantes do governo em todas as suas instâncias, o Grupo Mirante tem as portas abertas para qualquer chefe de governo ou ocupante de cargo público. Basta ver as notas diárias em O Estado, nos telejornais da emissora e na franquia aberta nos programas de rádios da Mirante AM.

Mas Flávio Dino sempre se acovardou a falar aos microfones da Mirante AM, sentar com os jornalistas de O Estado ou conversar abertamente com os repórteres da TV Mirante.

Em 16 de agosto de 2014, ele estava devida e oficialmente convidado para entrevista na série promovida pela rádio Mirante AM com os então candidatos a governador. Simplesmente não compareceu.

Pouco mais de um mês depois, em 22 de setembro, novamente convidado, o governador não deu o ar da graça. Foi o único a faltar à sabatina.

Mas se Dino quer mesmo tanto falar aos microfones do grupo, que se prepare: está sendo preparada a reedição da bem-sucedida experiência da Sabatina O Estado, que ocorreu nas eleições de 2016, em um formato inédito no Maranhão, com ampla cobertura de todos os veículos do grupo.

Se Dino tem tanto desejo de falar, que se prepare para encarar os jornalistas de O Estado, da Mirante AM e da TV Mirante.

Estado Maior

sem comentário »

TV Mirante entrevista candidatos

0comentário

Eduvaldo Holanda Júnior e Eduardo braide serão entrevistados no JMTV 2ª edição

Edivaldo Holanda Júnior e Eduardo Braide serão entrevistados no JMTV 2ª edição

A TV Mirante abre nesta segunda-feira (24), a série de entrevistas com os dois candidatos que disputam o segundo do turno das eleições para a Prefeitura de São Luís.

Os candidatos Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN) serão entrevistados ao vivo, no JMTV 2ª edição, pelos jornalistas Giovanni Spinucci e Sidney Pereira.

Por sorteio, ficou definido que o entrevistado desta segunda-feira será o candidato Edivaldo Holanda Júnior. Na terça-feira (25), o entrevistado será Eduardo Braide.

As entrevistas com os candidatos a prefeito de São Luís no JMTV 2ª edição terão a duração de 8 minutos e vão ao ar logo após a novela Sol Nascente.

Na sexta-feira (28), a TV Mirante realiza o debate com os dois candidatos a prefeito, logo após a novela A Lei do Amor e que terá a transmissão ao vivo do G1 Maranhão.

Foto: Reprodução/ TV Mirante

sem comentário »

Eduardo Braide aponta prioridade na Saúde

3comentários

EduardoBraideBlog

Candidato Eduardo Braide (PMN) anunciou também a criação do programa ônibus da Saúde

O candidato Eduardo Braide (PMN) foi o segundo entrevistado desta quinta-feira (1º) no Ponto Final, na Rádio Mirante AM, com o jornalista Roberto Fernandes.

Braide apontou que a Sáude será prioridade em sua gestão e lembrou que esta tem sido uma das suas preocupações na Assembleia Legislativa. Disse que vai criar o “Parceiros da Saúde” e “Ônibus da Saúde”

“Como deputado tenho destinado emendas para a Saúde e o primeiro ítem do meu programa de governo é instituir o Parceiros da Saúde. Irei fazer parcerias com o Aldenora Belo, Apae e Santa Casa de São Luís. Além disso vamos implantar um programa bem sucedido em várias cidades como Sorocaba, em São Paulo que são os ônibus da Saúde que vai prestar atendimento àqueles que mais necessitam”, afirmou.

Ele destacou que a curto prazo a saúde terá um ganho com essas parcerias e defendeu a importância da construção de um novo hospital de urgência e emergência, mas tudo com pés no chão diante da crise que toma conta do Maranhão e do Brasil. Braide lmebrou ainda a necessidade no reforço à atenção básica na Saúde.

Segundo Braide, São Luís precisa discutir, revisar e aprovar o seu Plano Diretor para que a cidade possa crescer e se desenvolver preservando as suas riquezas naturais. Ele defendeu o aproveitamento da Zona Rural de São Luís para fins turísticos e apontou a necessidade de reconstrução da Educação em São Luís.

O candidato do PMN lembrou que a atual gestão autorizou três aumentos de tarifas, retirou as domingueiras e implantou a biometria facial e nada melhorou no transporte coletivo. “O prefeito foi para a televisão colocar com grande pomba a questão da Licitação, mas as mesmas empresas que operam hoje foram vencedoras. Ai eu pergunto: que esperança nós vamos ter se as empresas que vão operar serão as mesmas?”.

Braide destacou a importância do transporte de massa, mas lembrou que a desapropriação das áreas encarece muito o projeto do VLT. Braide disse que o VLT deve ser tirado do barracão onde se encontra e colocado no trilho, por exemplo na Zona Rural que muito precisa.

O candidato defendeu a valorização da cultura maranhense. “Quem não conhece e não gosta de cultura não valoriza a cultura. A nossa cultura hoje se resume a dois momentos: Carnaval e São João e diga-se de passagem muito mal feito. Vamos criar o Programa Municipal de Cultura que será executado durante o ano inteiro com os nossos artistas”, destacou.

Nesta sexta-feira (2), a candidata Eliziane Gama (PPS) será entrevistada às 8h30, no Ponto Final, na Rádio Mirante AM.

Foto: Zeca Soares

3 comentários »

Cláudia Durans abre entrevistas na Mirante

1comentário

Candidata Cláudia Durans (PSTU) abre entrevistas com candidatos à Prefeitura de São Luís

Candidata Cláudia Durans (PSTU) abre entrevistas com candidatos à Prefeitura de São Luís

A candidata Cláudia Durans (PSTU) abriu a série de entrevistas no programa Ponto Final, com Roberto Fernandes, com os nove candidatos à Prefeitura de São Luís. (Clique aqui para ouvir a entrevista na íntegra).

Ela iniciou a entrevista fazendo um histórico sobre o momento do país com o impeachment de Dilma Rousseff e o governo Temmer.

“O PT desmoralizou a classe e agora está sendo desmoralizado. Mas nós do PSTU estamos resistindo e por isso nós não apoiamos o PT e defendemos o fora Temer, fora todos os corruptos e fora todos os exploradores da classe trabalhadora”, disse.

A candidata do PSTU defendeu a criação de Conselhos Populares para ouvir a população e discutir onde e como melhor aplicar o dinheiro público.

Cláudia Durans defendeu maior investimento na educação e no transporte público em São Luís. Ela pretende criar a Companhia Municipal de Transportes e instituir a tarifa zero.

“Nós temos que recuperar toda a malha viária de São Luís. Nós não podemos ter uma cidade tão esburacada, onde somente as principais ruas são asfaltadas”, apontou.

O segundo entrevistado desta segunda-feira será Edivaldo Holanda Júnior (PDT), às 9h30. Na terça-feira (30) serão entrevistados Zeluís Lago (PPL), às 8h30 e Rose Sales (PMB), às 9h30. Na quarta-feira (31), participam da entrevista no Ponto Final os candidatos Valdeny Barros (PSOL), às 8h30 e Fábio Câmara (PMDB), às 9h30.

Na quinta-feira (1º), Wellington do Curso (PP) será entrevistado às 8h30 e Eduardo Braide (PMN), às 9h30 e na próxima sexta-feira (2), será entrevistada a candidata Eliziane Gama (PPS), às 8h30.

1 comentário »