Sampaio perde para Uninassau da pivô Érika

0comentário

Comandada mais uma vez por Érika de Souza, que reestreou no Recife nesta quarta (5), a Uninassau continuou sua ascensão na LBF ao vencer o clássico do nordeste contra o Sampaio Basquete por 71 a 55, no ginásio Wilson Campos, em Recife

A equipe treinada por Roberto Dornelas voltou a vencer a maranhense após dois anos e três meses – o último triunfo havia sido na temporada 2016/17 – e agora figura na quinta posição na temporada, com 8 vitórias em 14 jogos e 57% de aproveitamento. Já o Sampaio manteve a vice-liderança, agora com 75% de aproveitamento em 12 jogos (9 vitórias e 3 derrotas).

A pivô érika que chegou a ser anunciada pelo Sampaio, mas acabou indo para a Uninassau fez com 16 pontos e 15 rebotes, além de 59,3% de aproveitamento e eficiência 27 para levar mais um troféu de MVP da partida. Isabela Ramona (15 pontos), Brittany Starling (14 pontos e 10 rebotes) e Casanova (13 pontos e 7 assistências) também ajudaram a conduzir a equipe ao quinto triunfo consecutivo.

No Sampaio, que teve noite abaixo da média (apenas 33% de aproveitamento geral), só Briahanna Jackson (15 pontos) e a aniversariante Vitória (10) pontuaram em dois dígitos. Raphaella Monteiro não foi bem e terminou com apenas 8 pontos e 2 rebotes.

Próximo jogo

O Sampaio Basquete que tem o patrocínio da Cemar e Governo do Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte recebe São Bernardo, na próxima quarta-feira (12), às 20h30, no Ginásio costa Rodrigues, em São Luís.

Foto: Robson Neves

sem comentário »

Sampaio Basquete contrata pivô Érika

0comentário

O Sampaio Basquete segue investindo pesado para a disputa da LBF 2019. O quarto nome anunciado oficialmente pela equipe do Maranhão é o da pivô Érika, da Seleção Brasileira, com títulos da WNBA e da LBF.

A veterana de 1,97m e 36 anos vem do Avenida, da Espanha, onde foi recentemente MVP da Supercopa, como noticiado pelo Painel LBF. Assim como Tainá Paixão, anunciada ontem pela equipe, Érika chegará ao Maranhão com a LBF já em andamento.

Pela Seleção Brasileira Érika tem um vasto currículo. Participou de três Olimpíadas (2004, 2012 e 2016) – sendo a cestinha geral dos Jogos de Londres com 16,5 pontos por jogo -, além de quatro Mundiais. Logo aos 20 anos, foi campeã da WNBA em sua temporada de estreia, pelo Los Angeles Sparks. Também atuou por Connecticut Sun, Chicago Sky e San Antonio Stars mais recentemente.

Mas foi com a camisa do Atlanta Dream que a jogadora passou a maior parte de suas 12 temporadas nos Estados Unidos – foram 6 anos e meio na equipe. No total, são 329 jogos de temporada regular pela WNBA, 263 deles como titular. Foi all-star por três vezes: 2009, 2013 e 2014.

Na Espanha, conquistou por oito vezes a Liga nacional, com cinco conquistas seguidas entre 2007 e 2011 – quatro delas pelo Ros Casares Valencia, além do atual bi em 2017 e 2018 pelo CB Avenida.

A jogadora não atua no Brasil desde 2016, quando disputou a LBF pelo América-PE. Em 2013, a pivô foi campeã nacional com a camisa do Sport Recife. Em 66 jogos pela Liga, tem 13,8 pontos e exatos 10 rebotes de média.

Antes dela, a diretoria da Bolívia Querida já havia anunciado a pivô argentina Agustina Leiva, ex-Venceslau, a ala Raphaella Monteiro, e Tainá Paixão. Para o comando, a equipe contratou Cristian Santander, ex-técnico da seleção argentina.

O Sampaio Basquete tem o patrocínio do Governo do Maranhão e da Cemar por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Foto: Divulgação

sem comentário »