Cebolinha fez a diferença na Seleção Brasileira

0comentário

O Brasil só precisou de pouco mais de 30 minutos para liquidar com o Peru em partida pela Copa América, na Arena Corinthians, em São Paulo. A partida já estava 3 a 0, com direito a uma atuação de gala do atacante Everton, do Grêmio.

Ao final dos 90 minutos, o Brasil fez 5 a 0, e ainda perdeu um pênalti com Gabriel de Jesus. Mas o placar é o que menos importa. O Brasil jogou bem, bem diferente do que vi contra Bolívia e Venezuela.

Depois de três jogos, enfim, o Brasil jogou como uma Seleção que é cinco vezes campeã do mundo. Marcou, atacou, brigou pela bola, teve atitude em campo e acabou construíndo o placar com extrema facilidade.

Tite demorou dois jogos para entender que Everton, o Cebolinha é muito mais jogador do que Neres. Partiu pra cima dos adversários, fez gol outro golaço, enfim, não tinha porque ter sofrido antes, mas o nosso treinador preferia fazer diferente.

Firmino e Philipe Coutinho também cresceram e o Brasil, no lugar das vaias do jogo contra a Venezuela, saiu de campo aplaudido pelo torcedor.

Agora é aguardar o adversário das quartas de final e esperar que o Brasil faça outra boa atuação e que conquiste mais uma vitória.

Foto: Bob Paulino/BP Filmes

sem comentário »

Experiência no Moto

2comentários

evertongarroniO técnico Edson Porto ganhou mais dois reforços para a estreia do Moto, no Campeonato Brasileiro Série D, neste domingo, às 15h30, em Bragança, no interior do Pará contra o Remo.

Após apresentar o zagueiro Fred (28 anos), ex-Águia de Marabá e Pelotas-RS, o Moto confirmou a chegada do volante Éverton (33 anos), ex-Caxias-RS e que estava no Passo Fundo-RS. Os dois jogadores deverão ser regularizados até amanhã na CBF.

Com a contratação de Fred e Éverton, o jovem elenco do Moto ganha um pouco mais de experiência, mas segue indefinido para a estreia. O Moto ainda deve contratar um lateral-esquerdo.

O Moto tem viagem marcada para o Pará no sábado à noite. O time seguirá de avião para Belém e de lá utilizará o ônibus para deslocamento de quase 3 horas até Capanema, o que pode ser bastante prejudicial para o jogo de domingo.

A direção do Moto precisa agir junto à Federação Maranhense de Futebol (FMF) para que inteceda na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em relação ao horário da viagem da delegação.

2 comentários »