Wellington solicita UPA na área da Expoema

1comentário

Deputado Wellington do Curso defende implantação de UPA na área da antiga Expoema

Durante a sessão plenária desta quarta-feira (26), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) fez um pronunciamento em defesa da implantação de um hospital de urgência e emergência ou uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA, na área da antiga Expoema, em São Luís. O pronunciamento do deputado Wellington foi ao encontro de Audiência Pública, que acontecerá hoje à tarde, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

Caso o governador acate a solicitação, a UPA garantirá atendimento às várias famílias que habitarão o local, além de outros moradores da Zona Rural.

“Caso seja construída, a Unidade atenderá várias famílias. Há a previsão de construção de 2.048 unidades residenciais. Além dessas, há também os moradores de vários bairros da Zona Rural 1. Contamos, assim, com a sensibilidade do Governo e deixamos aqui uma solicitação que não é nossa, mas sim das mais de 85 comunidades que habitam o local”, disse Wellington.

1 comentário »

Andrea pedirá investigação sobre licitação

0comentário
Deputada Andrea Murad (PMDB)

Deputada Andrea Murad (PMDB)

A deputada Andrea Murad saudou todos os pecuaristas, empresários e trabalhadores do setor no Maranhão, pelo Dia Nacional da Pecuária, comemorado hoje (14). Através de seu perfil nas redes sociais, a parlamentar deixou claro que uma das mais importantes atividades econômicas do estado não é valorizada pelo governo e relembrou o caso Expoema.

“Infelizmente, o nosso Estado vem regredindo no setor pela péssima gestão de Flávio Dino, que entre as negligências está o fim do Parque Independência onde se realizava a maior feira agropecuária e que movimentava milhões de reais anualmente, gerando empregos, fomentando a economia e promovendo negócios por anos”, escreveu a deputada que anunciou que vai entrar com um pedido de investigação sobre o processo licitatório para a antiga área da Expoema.

Andrea Murad considera suspeito que a construtora Amorim Coutinho esteja qualificada para realizar obras no local pelo simples fato da atual secretária de Cidades, Flávia Alexandrina, ter sido funcionária da Amorim Coutinho

“Mas hoje o local da antiga Expoema, o local que promovia a nossa pecuária, de posse do Governo do Estado, vai se transformar em um conjunto habitacional, cujo valor de R$ 225 Milhões 60% serão destinados à empresa Amorim Coutinho, onde  trabalhou a atual secretária de cidades do governo Flávio Dino, que também trabalhou por muito anos na Caixa Econômica Federal. No mínimo, estranho e suspeito o vínculo da secretária Flávia Alexandrina  com uma obra de R$ 225 Milhões em que sua antiga empresa será beneficiada. Vou denunciar ao MP e também acionarei a bancada Federal do Maranhão no Congresso Nacional para investigar mais esta maracutaia promovida pelo governador Flávio Dino”, disse Andrea.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Governo recua mas inviabiliza a Expoema

2comentários
Deputado estadual Edilázio Júnior (PV)

Deputado estadual Edilázio Júnior (PV)

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) afirmou há pouco, na Assembleia Legislativa, que o Governo do Estado recuou em relação à decisão de tomar da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem).

Em reunião com os criadores realizada ontem, representantes do Executivo informaram que poderão ceder o espaço do Parque Independência para os criadores, neste ano, mas retomam novamente o controle do imóvel em 2017.

Ocorre que apesar de a decisão – “que só ocorreu por causa do desgaste provocado a Flávio Dino (PCdoB)”, reforçou Edilázio -, a realização da Expoema já está inviável.

Os criadores afirmam, por exemplo, que já devolveram aos bancos, os recursos referentes a patrocínios para o evento, e que haverá dificuldade em contratar bandas – em decorrência do calendário de shows -, e serviços.

“O Governo recuou, mas inviabilizou, ao mesmo tempo, a realização da Expoema. Os criadores encaminharam ofícios ao Estado pedindo apoio ao evento em setembro do ano passado. Ou seja, Expoema se organiza com um ano de antecedência. O dinheiro aos bancos já foi devolvido e não há como contratar uma grade shows de uma hora para outras. As bandas são contratadas meses antes do evento”, disse Edilázio.

Edilázio lembrou que para tentar amenizar a gravidade da situação, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, ofereceu patrocínio – no mesmo montante oferecido em 2015 -, para a realização da festa.

Calote – O valor, R$ 95 mil, contudo, que acabou não sendo pago pelo Governo no ano passado, foi rejeitado pela Ascem. “O Governo, caloteiro como a gente sabe que é, ofereceu no ano passado a menor ajuda da história da Expoema, com apenas R$ 95 mil, e mesmo assim não pagou. Deu um calote nos criadores do Maranhão. É o Governo do calote”, acrescentou.

A Assembleia Legislativa discutiria hoje, em audiência pública, uma solução para a realização da Expoema 2016. O evento, contudo, está suspenso, a pedido da Ascem.

 Edilázio também lembrou, na tribuna da Assembleia Legislativa, que o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, natural da cidade de Balsas, não compareceu ao município ontem, durante o lançamento oficial do Agrobalsas. Para ele, mais uma demonstração da falta de apoio e incentivo do Governo do Estado ao setor no Maranhão.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Audiência discutirá fim da Expoema

0comentário
Deputado estadual Wellington do Curso (PP)

Deputado estadual Wellington do Curso (PP)

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Wellington do Curso (PP) anunciou a realização de audiência pública para discutir sobre o fim da Expoema.

A solicitação, feita pelo deputado Edilázio Júnior (PV) à Comissão, tem por objetivo discutir sobre a decisão do Governo do Estado do Maranhão de retomar a gestão do Parque da Independência da Associação de Criadores do Maranhão, fato este noticiado pela imprensa recentemente.

Para Wellington, essa é uma decisão que implicará em consequências consideráveis, sendo necessário um amplo debate, que permita ponderar os argumentos e, então, tomar a atitude que atrele benefícios sociais e econômicos.

“Realizada há mais de 50 anos pelos criadores do Maranhão, a Expoema tornou-se referência na comercialização do rebanho bovino, equino, caprino e de maquinário e utensílios agrícolas, incluso no calendário rural das grandes exposições brasileiras. São mais de 2.000 mil empregos gerados direta ou indiretamente, nos mais diversos segmentos que correm o risco de terem a oportunidade de trabalho ceifada por essa medida tão estapafúrdia. Estamos cientes do intuito do Governo, mas entendemos ser necessário um debate, que permita se identificar qual dos atos implicará em melhores consequências para a sociedade.”, afirmou Wellington.

A audiência acontece nesta terça-feira (21), com início às 14h, na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Expoema é cancelada por falta de local

0comentário
Expoema

Governo pediu a devolução do Parque Independência à Associação dos Criadores do Maranhão

A decisão do Governo do Estado em pedir a devolução do Parque Independência levou a Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem) a cancelar a Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), que seria uma grande festa em comemoração aos 60 anos deste que é o maior evento agropecuário do Norte e Nordeste do país.

A Expoema, que tradicionalmente acontece no mês de setembro, começou a ser ameaçada por volta de 30 de março, quando o Governo do Estado manifestara sua intenção de retomar o Parque Independência, que é administrado pela Ascem em forma de comodato, desde 2009 e cuja vigência vai até 2026.

Desde então, a Associação vinha tentando dialogar com o governo, sem avanços. Dia 2 deste mês, recebeu ofício da Secretaria de Estado de Gestão e Previdência (Segep) informando que a entidade deveria entregar as chaves do Parque Independência em 24 horas a contar da hora do recebimento da comunicação.

Sem a garantia do espaço, segundo o presidente da Ascem, José Assub Neto, não há como realizar a Expoema, que este ano seria emblemática por estar na sua 60ª edição. “Infelizmente não temos condições de realizar a exposição, que todos os anos gera milhões de reais em negócios, movimentando a economia local”, declarou.

O ex-presidente da Ascem, o pecuarista Cláudio Azevedo, classificou como lamentável a decisão do Governo do Estado em retomar o Parque Independência, resultando no cancelamento da Expoema. “É uma decisão impensável do governo, que vai de encontro ao desenvolvimento do Maranhão, posto que a Expoema fomenta essa importante atividade econômica que é a agropecuária”. Disse.

Cláudio Azevedo lembrou que ao longo dos anos a Expoema contribuiu fortemente para o melhoramento genético do rebanho maranhense – bovinos, eqüinos, ovinos e caprinos, por meio da realização de provas, julgamento de animais e leilões.

Foto: Flora Dolores/ O Esatdo

O Estado

sem comentário »

Edilázio lamenta fim da Expoema

3comentários
Edilázio Júnior repudia decisão de Flávio Dino e lamenta fim da Expoema

Deputado Edilázio Júnior (PV) repudia decisão de Flávio Dino e lamenta fim da Expoema

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) repudiou nesta segunda-feira (5), na Assembleia Legislativa, a decisão do governador Flávio Dino (PCdoB) de tirar da Associação de Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), o controle do Parque Independência, local onde tradicionalmente se realiza a Expoema.

O tema foi explorado na coluna Estado Maior e ganhou forte repercussão no Legislativo e entre os próprios criadores, que já anunciaram a provável não realização da Expoema este ano. O evento, que já faz parte do calendário tradicional do estado, ocorre sempre no mês de setembro.

Para Edilázio Júnior, mais uma decisão intempestiva e incoerente do governador Flávio Dino.  O Parque Independência estava cedido à Ascem pelo Executivo até o ano de 2026. A cessão se deu por meio de um contrato de comodato, assinado em 1990 e ratificado em 2009.

“Estive na semana passada com o presidente da Associação dos Criadores do Maranhão, senhor José Assub, e ele me falou muito entristecido do que vinha acontecendo, da forma como nós aqui sabemos, ditatorial que o governador Flávio Dino trata todos. Não existe nenhuma justificativa para findar o contrato que existe até o ano de 2026”, disse.

Edilázio afirmou que além de afetar o turismo, o fim da Expoema resultará num impacto gigantesco na economia local, uma vez que o evento movimentava mais de R$ 20 milhões por ano.

“Nós temos um parque de exposição. Fortaleza tem um parque, Teresina também. Nós já não temos mais o Carnaval, não temos mais o São João e agora vamos perder algo que era já tradicional em nosso calendário. Movimentava-se na Expoema mais de R$ 20 milhões e gerava-se mais de 2 mil empregos diretos e indiretos. Estou falando de restaurantes, comércios, operadores de máquinas agrícolas, enfim, tratadores. Mas agora o governador Flávio Dino sem ter o menor diálogo com a Associação dos Criadores, acabou com tudo isso”, finalizou.

Foto: Agência Assembleia

3 comentários »

Expoema 2015

0comentário

Expoema

Uma “cidade” está sendo montada no Parque Independência, em São Luís, para a realização da 59ª Exposição Agropecuária do Maranhão – Expoema 2015 – “Viva Essa Nova Experiência”, que acontece de 29 deste mês a 8 de setembro. “Tudo está sendo preparado para assegurar a todos uma infraestrutura compatível ao maior evento agropecuário do Maranhão, com conforto, bem estar e segurança”, garantiu o presidente da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão, José Assub Neto.

Segundo o presidente tudo dentro da nova filosofia da Exposição que traz em seu conceito e essência a reconexão com a natureza, a integração e participação das famílias, além de implementar um novo formato, uma gama de oportunidades, com experiências únicas e agradáveis.

“É um evento em que as famílias podem passar o dia inteiro no Parque Independência. Vamos ter do café da manhã ao tradicional churrasco”, disse Assub ao enumerar alguns dos estabelecimentos comerciais que já estão sendo montados como bares, lanchonetes, churrascarias e quiosques. Em um deles, será comercializado a tradicional tapioquinha ou beiju, que pode ser simples ou recheado; seco ou com leite; doce ou salgado; torrado no fogo ou no forno.

Ainda como parte dessa estrutura logística que está sendo montada e organizada na área de segurança serão 140 vigilantes privados, além de 70 policiais militares que estarão a postos para garantir a segurança no local. O Corpo de Bombeiros do Maranhão também marcará presença na prevenção de acidentes. O estacionamento, com segurança, terá capacidade para aproximadamente três mil carros.

Estão sendo montados ainda quase 100 estandes para exposição e apresentações de serviços prestados por órgãos e instituições públicas, experiências bem sucedidas na área do setor primário, bancos oficiais e privados, exposição e comercialização de máquinas e implementos agrícolas e parque de diversões, dentre outros.

A programação técnica da inclui, o Concurso Leiteiro, o Leilão Balde Branco, 14º Leilão Independência (ovinos e caprinos), Julgamento de animais da raça Santa Inês, Leilão Tropa de Elite, Julgamento de animais da raça Nelore, Julgamento de animais da raça Boer, Anglonubiano e Dorper; e o 10º Zebu Shopping, entre outras atividades para fortalecer a agropecuária maranhense e fomentar a oportunidades de negócios para os criadores.

Shows

A programação cultural inclui apresentações da banda Forrozão Tropykália (29/08), o show infantil Frozen (30/08), a cantora Mara Pavanelly (05/09) e o Búfalo do Marajó (06/09). Os ingressos, com preços populares entre R$ 10,00 a R$ 20,00, já estão à venda nas Lojas Diniz do Rio Anil Shopping, Shopping Pátio Norte, Rua Grande, Shopping Monumental e São José de Ribamar, na Bilheteria Digital – www.bilheteriadigital.com.br e nos Postos de Atendimentos do Rio Poty Hotel e Shopping da Ilha. Somente nesses quatro dias será cobrado a entrada a partir das 15 horas. Nos demais dias a entrada é liberada.

Ainda como parte de programação cultural será realizado de primeiro a 04 setembro deste ano o Encontro de Som Automotivo, com entrada franca. Aproximadamente 100 carros devem participar do evento que contará com as participações dos DJ´s Yann Productions, Twister Projecto, Jhonata Soares, Jobert, Bocão, Thayana Baidão, Rogério Negoloko, Diego Mix, Dudu Cross, Vitinho Boladão, Kin Sensation, Leno Mix, Deco Mix, Magrão, Pumba, Equipe Impacto Sound e Mc Hanna e as Motokeiras do Funk.

O “Festival Music Gospel”, que acontece no dia 31 deste mês, também com entrada liberada, vai contar com a apresentação de 12 bandas e do DJ Clô que, entre o intervalo entre show de uma banda e outra, vai comandar a Tenda Eletrônica e promete com os mais variados ritmos levar a palavra de Deus a todos os presentes. “Todos os ritmos pertencem ao Senhor. Sem preconceitos de sons ou tendências musicais vamos seguir em frente em nossa missão de evangelizar o maior número de pessoas possíveis”, disse.

O Dia Gospel inicia às 17h45 com a banda Savé e segue com as apresentações das bandas Dom Real (18h30), Comando do Rei (19h15), Renascer (20h, Fogo e Glória (20h45), Forró D´Crente (21h35), Adoraê Louvadeira (22h25), Milagre Root´s (23h10), Forró Santo (23h55), Gillead ( 00h40) e Forró na Unção, às 01h10.

No dia 7 de setembro sobem ao Palco da Expoema a cantora Eugênia Miranda e as bandas Forró de Farra e MR. Simples. No dia 8 de setembro é a vez de Jhonnatan e Jardel, Sambaceuma e Trio Brassali fazer a festa na Expoema 2015 como parte programação de aniversário de São Luis promovida pela Prefeitura, por intermédio da Fundação Municipal de Cultura.

sem comentário »

Expoema 2014

1comentário

assubComeça neste domingo (7) a 58º Exposição Agropecuária do Estado do Maranhão, a Expoema. Todos os anos, o evento se transforma em um espaço de negócios e para a realização atividades de lazer e, nesta edição, a novidade está por conta da realização de uma das etapas do Circuito Barretos de Rodeios. A Exposição será realizada no Parque Independência, na capital.

A abertura da Expoema 2014 acontece a partir das 17h. Antes disso, na parte da manhã, às 9h, serão realizadas as aberturas do 9ª Zebu Shopping, do 3º Shopping da Fazenda Santa Luzia e do Shopping Girolando. Durante todos os dias do evento apresenta um elenco de atividades como concursos leiteiros, provas de hipismo, leilões, julgamentos e premiações de animais de raça, além de palestras sobre a temática agropecuária e shows com cantores e bandas de forró, além de uma programação especial para as crianças.

Na segunda-feira (8), aniversário de São Luís, as programações incluem a mensuração e pesagem de bovinos, ovinos e caprinos. A programação cultural deste dia é voltada ao público infantil, com um show dos personagens Galinha Pintadinha, Peppa Pig, Monster High e Peixonáuticos. Na terça (9), além de novamente programadas a mensuração e pesagem, começa a “esgota oficial” do Concurso Leiteiro. À tarde será realizada a palestra Cadastro Ambiental Rural (CAR). À noite acontece a 1ª Ordenha do Concurso Leiteiro.

A programação segue durante todos os dias da semana, até domingo (14), com atividades relacionadas a ordenhas, concursos leiteiros, julgamentos de animais de raça, palestras, provas de hipismo e leilões, além dos shows com artistas e bandas variados.

Rodeio – De 10 a 13, a Expoema sediará uma das etapas do Circuito Barretos de Rodeios (São Paulo), o maior da categoria no Brasil. “Para sediar uma das etapas da Liga Nacional de Rodeio, o evento atende aos padrões técnicos e de qualidade determinados pelos organizadores da Liga. Os bons tratos aos animais é um dos fatores”, revela o presidente da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão (ASCEM), José Assub Neto.

A Expoema contará com o apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, de agentes da Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e da Blitz Urbana. Ambulâncias do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estarão à disposição no local para atendimento ao público. “Com as estratégias adotadas podemos garantir que o público terá segurança, prevenção contra acidentes e estará consumindo produtos com qualidade, higiene e de forma segura e saudável”, garante José Assub Neto.

Programação de shows

06/09 – Asas livres e Paulinho Paixão
07/09 – Banda Búfalo do Marajó
08/09 – Show infantil – Galinha Pintadinha, Peppa Pig, Monster High, Peixonáuticos.
09/09 – Livre – entrada gratuita
10/09 – Abertura da etapa Circuito Barretos de Rodeios – entrada gratuita
11/09 – Bandas Brasas do Forró e Toca do Vale
12/09 – Gabriel Gava
13/09 – Bandas Calypso e Forró do Muído

Os shows começarão geralmente às 21h, com exceção do show infantil que começa às 17h.

1 comentário »

Livre da aftosa

1comentário

Antonio-Andrade

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, participa hoje (2), em São Luís da assinatura de instrução normativa federal que reconhecerá, oficialmente, o estado do Maranhão como zona livre de febre aftosa com vacinação. A solenidade acontecerá no Parque Independência, às 14h30, e contará com a presença da governadora Roseana Sarney.

Com esse reconhecimento, o Maranhão se junta a um bloco de sete estados nordestinos e o Norte do Pará, que conquistaram a elevação da classificação sanitária em nível nacional, e pleitearão o reconhecimento internacional de zona livre de febre aftosa com vacinação, emitido pela Organização Mundial de Saúde Animal, que decidirá pelo pleito durante Assembleia Ordinária anual, que acontecerá no mês de maio de 2014, na França.

A conquista da zona livre de febre aftosa é a realização de um sonho dos pecuaristas maranhenses e o resultado de um intenso trabalho do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), e seu órgão vinculado, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), para cumprimento de todas as exigências federais e internacionais para o novo status sanitário.

Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo, a zona livre de febre aftosa, também, é uma conquista pessoal, visto que desde 1992, quando era presidente da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão – cargo que ocupou por 14 anos – luta pela viabilidade do reconhecimento dessa classificação sanitária para o estado.

O Projeto de Ampliação da Zona Livre de Febre Aftosa foi iniciado em fevereiro de 2011, durante evento que reuniu em Maceió os secretários de estado de agricultura e diretores de agências agropecuárias dos estados do Maranhão, Ceará, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas, Pernambuco e Pará e representantes do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A partir daí os estados firmaram um pacto para atender a uma série de exigências determinadas pelo Mapa para que conquistassem o reconhecimento nacional de zona livre de febre aftosa e pudessem pleitear junto à Organização Mundial de Saúde Animal o reconhecimento internacional do novo status sanitário.

Durante esse período, foram realizadas cinco campanhas de vacinação contra a febre aftosa, e duas auditorias que mediram a eficiência, infraestrutura e capilaridade dos serviços de atenção veterinária dos estados, coordenados pelas agências de defesa agropecuária.

Nessas auditorias, o Maranhão se destacou cumprindo 89% dos requisitos na primeira avaliação e 100% na segunda.

A última etapa para a nova classificação sanitária foi a realização do inquérito epidemiológico, que teve como objetivo comprovar a não circulação do vírus da febre aftosa nos estados concorrentes. Mais uma vez, o Maranhão foi destaque, visto que foi o primeiro estado a concluir a sorologia, ainda em dezembro de 2012.

Foram coletadas amostras de sangue em cerca de 11 mil animais, de aproximadamente 400 propriedades. As coletas foram realizadas por técnicos da Aged treinados por representantes do Ministério.

O reconhecimento internacional será solicitado logo após a assinatura da portaria ministerial de reconhecimento de zona livre de febre aftosa para a Região Nordeste e Pará, no próximo mês de outubro.

Segundo o Mapa, o governo federal investiu em 2011/2012 R$ 32.466.338,23 em convênios e R$ 2.385.195,74 em ações de execução direta nos estados da Região Nordeste e Pará.

1 comentário »

Expoema

0comentário

Neste sábado inicia, no Parque Independência, a 56ª edição da Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema). Leilões, exposições, concurso leiteiro e shows artísticos integram a maior exposição do estado, que acontece até o dia 9 de setembro, durante a semana em que a capital está em festa com a comemoração dos 400 anos de São Luís. A abertura oficial está marcada para as 17 horas deste domingo (02).

O presidente da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem), José Assub Neto (foto), disse que há uma grande expectativa entre os criadores para a realização da expoema deste ano. “Nós criadores, estamos comemorando com muita alegria porque o Maranhão deve ser classificado como Zona Livre de Febre Aftosa e essa nova classificação vai alavancar ainda mais o agronegócio maranhense”, afirmou ele.

Assub Neto informou que 2.000 animais devem participar da Expoema, entre bovinos, caprinos, suínos e eqüinos do Maranhão (bovinos, ovinos e caprinos), Pernambuco (bovinos), Paraná (suínos), Piauí (vacas leiteiras) e há a expectativa da chegada de animais do Pará.

Os animais que participam da exposição são inspecionados por equipes da Aged formadas por veterinários e auxiliares de campo. O desembarque dos animais é feito no Pavilhão de Defesa Sanitária da Aged – que é o principal local – e em mais 2 locais, que são o Bovshop (bovinos) e Zebushopping (zebus).

A obrigação dos criadores é de estar com o atestado dos seus animais em dia e de acordo com cada espécie. “Esse trabalho de parceria da Aged é muito importante e sem ele a exposição não poderia ser realizada”, elogiou Assub Neto.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca, Cláudio Azevedo, afirmou que a Expoema, assim como outras feiras agropecuárias e leilões que acontecem em todo o Estado do Maranhão é uma demonstração da força do setor produtivo maranhense. “Esses eventos mostram as novas tecnologias utilizadas no Brasil e no mundo, além de ser uma excelente oportunidade para que os criadores adquiram animais de alta qualidade genética”, afirmou ele.

sem comentário »