Marista reúne 150 crianças em Festival de Futsal

0comentário

Crianças de cinco escolas de São Luís participaram do XI Festival Marista de Futsal, no último dia 10 de novembro.

Além do Colégio Marista do Araçagy, participaram o Upaon-Açu, Batista Daniel de La Touche, Instituto Farina e Vinícius de Morais.

Coordenado pelo preofessor Neto, o projeto contou com cerca de 150 crianças de 6 a 10 anos, em cinco categorias (Sub 6, Sub 7, Sub 8, Sub 9, Sub 10).

“Esse é um evento que realizamos todos os anos com muito sucesso aqui no Marista. Esse ano tivemos outras quatro escolas convidadas e que deram ainda mais brilho ao nosso Festival. Ficamos muito satisfeitos com a participação das crianças e o apoio dos pais que também se fizeram presentes”, disse Neto.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Festival de Jazz e Blues

0comentário

Jazz

A primeira edição do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival foi encerrada neste domingo (7), com um show memorável do organista da cidade de Graz, no sudeste da Áustria, Raphael Wressnig. O músico, que já gravou mais de 16 álbuns e excursionou pelo mundo, impressionou o público com performances surpreendentes no palco. Ele tocou o órgão com os pés, com um lenço e até com a língua. Também demonstrou uma técnica diferente. Wressnig é um dos poucos que ainda utilizam a do “Bass Pedal”, ou seja, ele toca a parte dos baixos (graves) na pedaleira do Hammond.

No set list de Raphael Wressnig estiveram canções como ‘ Raph Groove’, ‘Soul Jazz’, ‘Banana Bogoloo’, ‘It’s your Thig’. Ao todo foram onze canções, todas autorais e muito dançantes.

A apresentação do austríaco também contou com uma participação especial de Jai Malano em três canções. Vale ressaltar, que americana e Raphael Wressnig também participaram do festival como espectadores. Eles assistiram da plateia os shows dos demais artistas do evento.

“Foi emocionante tocar em São José de Ribamar e nesse festival. O calor do público, o clima da cidade. Eu só queria colocar as pessoas para mexer o bumbum, para dançar muito e eu consegui. Foi muito bom. Eu gostei muito”, elogiou Wressnig.

A noite de domingo também contou com a bela voz e o carisma de Pandha. Ele encantou os presentes com doze canções bem conhecidas e muito rock. Fez o público dançar e não economizar nos aplausos. No cardápio musical de Pandha e banda estiveram canções como ‘Heartbreak Hotel’, ‘Hey Hey’, ‘Alberta’, ‘I put a spell on you’ e ‘ Hotel Califórnia’.

Os momentos intimistas da noite ficaram por conta da atriz e cantora global, Alessandra Maestrini e o show ‘Drama’n Jazz’ que marca o lançamento de seu primeiro CD, com o mesmo nome, e também de sua primeira turnê solo, como cantora.

Alessandra se apresentou ao lado do pianista Edson Santana e cantou um repertório bem diversificado com clássicos do Jazz e dos musicais, a canção autoral ‘Onde’, além de versões de sua autoria, como, por exemplo, a primeira versão da obra ‘EU TE AMO’ para o Inglês, aprovada por Chico Buarque.

Maestrini também cantou uma canção de Tim Maia e arrancou muitos aplausos após cantar ‘True Collors’, composição que a cantora chamou de “verdadeiro hino à diversidade”. Apesar do público ter mais referências da atriz Maestrini, ficou bem impressionado com a bela e afinada voz da cantora Mastrini. “Levo calor na alma, muito amor e vontade de voltar. É isso. Esse projeto é maravilhoso, quanto mais, melhor. Contem comigo. Parabéns. Tô feliz. É assim que tem de ser”, falou Mastrini logo após cantar o bis.

O I São José de Ribamar Jazz e Blues Festival foi inspirado nos festivais de jazz e blues de Barreirinhas e São Luís. Teve como objetivos proporcionar às crianças, adolescentes, adultos e idosos da cidade e visitantes, entretenimento de qualidade; Acesso aos diversos bens culturais; Formar novas plateias; Promover o intercâmbio musical entre artistas maranhenses e de outros países; Gerar oportunidades de trabalho a diversos profissionais ligados à música e incrementar o turismo cultural no município.

sem comentário »