Base no MA está pronta para uso de países

0comentário

Centro de Alcântara está pronto para uso por países parceiros, diz ministro Raul Jungmann

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, já está pronto para uso pelos países parceiros, Estados Unidos, França, Rússia e Israel, que demonstram interesse na estrutura do local, disse hoje (31) o ministro da Defesa, Raul Jungmann, que participou do Fórum de Investimentos Brasil 2017, na capital paulista.

“Está pronta e acabada, é só virar a chave. Com aquela localização [privilegiada], a gente precisa, de fato, gerar recursos”, declarou o ministro.

Segundo ele, o Ministério das Relações Exteriores firmou acordo com os Estados Unidos, que deve ser o primeiro país a utilizar o centro. A França também enviou, há um mês, uma equipe que conheceu a unidade. Ainda não há prazo, no entanto, para o início das operações.

O ministro citou a dificuldade de expansão da base por causa da questão quilombola. A área de 60 mil hectares foi desapropriada, restando 8 mil hectares para os lançamentos da plataforma. “Se você tiver mais 12 mil hectares, e isto está em negociação, você vai poder colocar até seis países no centro de lançamento. Seria uma melhora muito grande nos recursos”, disse. Segundo ele, com a expansão, os recursos passariam de US$ 1,2 bilhão para US$ 1,5 bilhão.

A base opera no lançamento de foguetes em menor escala. “Não tem lançamento de satélites, tem de foguetes de pesquisa”.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Maranhenses relatam pânico na França

0comentário

maranhensesFranca

Desde a noite dessa sexta-feira (13), o mundo inteiro está de olhos voltados para Paris, capital da França, onde pelo menos 128 pessoas morreram nos atentados terroristas, reivindicados pelo Estado Islâmico. Muitos estrangeiros visitam ou moram na capital francesa, entre eles, a advogada maranhense Michele Poulin. Ela gravou um depoimento onde relata o clima de apreensão na capital francesa após os atentados.

“Sou de São Luís, moro em Paris há mais de 10 anos. Tenho uma família aqui, vim estudar. Ontem a gente estava assistindo o jogo de futebol da França e da Alemanha na televisão quando a gente começou a saber, quando começou a passar os letreiros indicando que estavam tendo atentados em Paris”, diz.

A advogada mora no principal centro financeiro de Paris, próximo a onde aconteceram os atentados. “Eu moro em La Défense, que é o centro empresarial de Paris, onde tem as torres e onde está sempre em primeiro plano para todos os atentados. O Exército está sempre na La Défense para proteger dos atentados. Tem o maior shopping da cidade lá e todas as torres. A gente estava a quase oito, sete quilômetros dos atentados”.

Com os ataques, a rotina da cidade mudou. “Tem um teatro da mesma rua da casa de show Bataclan, que a gente tem o hábito de ir a vários show lá também. Tem o teatro nessa rua que a gente ia assistir a uma peça hoje (sábado) à noite. Então, a cidade está toda fechada. Eles fecharam todas as salas de shows e todas as salas onde pode ter alguma manifestação para poder esvaziar a cidade. Como o governo instaurou a vigilância máxima, eles querem com isso poder ter autorização de entrar nas casas dos traficantes, dos terroristas, de todo mundo que está traficando arma e todas as pistas que eles têm”, explica.

Com medo, Michele e a família se distanciaram 30 km de Paris e estão na casa da sogra. “A cidade inteira está vazia (…) As escolas fecharam. Hoje meu filho tinha uma atividade esportiva, tinha tênis e foi anulado. Tudo está anulado. (…) Eu estou em pânico, porque segunda-feira a vida volta ao normal e a gente pega o metrô, deixa as crianças na escola e a gente não sabe como vai ficar isso. A gente está em pânico. É uma guerra”, conclui.

A cantora maranhense Anna Torres que também mora em Paris revela o medo de agora viver na França. Em seu depoimento, ela afirma que está muito triste e assustada com toda a situação.

“Queridos amigos do Maranhão nós aqui na França estamos em estado luto nacional por toda essa barbárie por esse absurdo que aconteceu. O governo francês, a polícia diz para nós ficarmos vigilantes em casa, em estado de alerta. É realmente assustador tudo isso que nos acontece. Os amigos que estavam no Bataclan foram massacrados. Estamos realmente muito tristes. É só o que eu posso dizer”.

Leia mais

sem comentário »

Messi responde provocação

0comentário

messi_golargentina_get_95

Três jogos foram realizados neste domingo pela Copa do Mundo e um marco histórico do futebol mundial é registrado no país da bola.

Pela primeira vez no futebol, o uso da tecnologia serviu para validar um gol numa partida de futebol. Foi no jogo entre França e Honduras. O lance polêmico foi no segundo gol francês marcado por Benzema. Não fosse o uso da tecnologia, o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci poderia não ter validado o gol. A França venceu por 3 a 0, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

No primeiro jogo de hoje, O Equador fez 1 a 0 na Suiça, mas sofreu a virada e foi derrotado por 2 a 1.

No jogo mais aguardado do domingo, o Maracanã ficou lotado por argentinos na estreia de Messi. Os germanos venceram a Bósnia por 2 a 1, sem mostrar futebol para meter medo nos adversários.

No primeiro gol, Messi bateu falta e o zagueiro Ibisevic marcou contra. No segundo tempo, Messi tabelou com Pipita, rcebeu, driblou dois adversaries e fez um golaço no momento em que o torcedor brasileiro gritava o nome de Neymar. A Bósnia ainda diminuiu, mas era tarde demais.

Nesta segunda-feira serão disputados mais três partidas. Na Arena Fonte Nova, em Salvador, Alemanha e Portugal fazem mais um clássico europeu. A partida começa às 13h.

Em seguida, pelo mesmo grupo da Argentina Irã e Nigéria se enfrentam na Arena da Baixada, em Curitiba. E fechando os jogos da segunda-feira, Gana e Estados Unidos jogam às 19h, na Arena das Dunas, em Natal.

Foto: Getty Images

sem comentário »

Vitória de goleada

1comentário

brasil-franca-oscar_1O Brasil não vencia a França há 21 anos. Não vencia uma seleção campeã mundial desde 2009 e não vencia uma grande seleção sob o comando do técnico Felipão.

Neste domingo, em Porto Alegre, a Seleção Brasileira venceu a França por 3 a 0, devolvendo o placar da derrota para os franceses na Copa de 98 e quebrando todos os tabus.

Os gols saíram no segundo tempo. Oscar abriu o placar aproveitando uma lançamento de Fred. Hernandes aumentou numa jogada de Lucas e Neymar. O terceiro foi de Lucas cobrando pênalti que Marcelo sofreu no fim do jogo.

No próximo sábado, às 16h, a Seleção Brasileira abre a Copa das Confederações enfrentando o Japão, no Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha).

Veja os gols

1 comentário »

Brasil segue freguês da França

0comentário

O carrasco estava no camarote do Stade de France, mas sua camisa “jogou” em mais uma vitória da França sobre o Brasil nesta quarta-feira: com o número de 10 de Zidane nas costas, Benzema brilhou e garantiu o 1 a 0 para os franceses, que não perdem para os brasileiros desde 26 de agosto de 1992 (2 a 0). O atacante do Real Madrid ainda foi alvo de uma entrada violenta de Hernanes, que acertou o peito do rival e foi expulso aos 38 do primeiro tempo.

Esta foi a segunda derrota seguida do time treinado por Mano Menezes. Em 2010, a Seleção fechou o ano com fracasso contra a Argentina (1 a 0, em novembro). Antes, a equipe havia vencido Ucrânia, Irã e Estados Unidos. Nos dois confrontos contra rivais tradicionais, o Brasil de Mano não conseguiu a vitória.

O próximo amistoso marcado para a Seleção, que não disputará as eliminatórias para  a Copa de 2014, é contra a Holanda, dia 4 de junho, provavelmente no Brasil. Em 3 de julho, a equipe estreia na Copa América contra a Venezuela, na Argentina. Desde 1992, a Seleção enfrentou a França seis vezes: dois empates e quatro derrotas. No total, cada um tem cinco vitórias na história do confronto (quatro empates).

Leia mais no Globoesporte.com

sem comentário »