O que falta?

0comentário

Todas as vezes em que há suspensão de serviços essenciais no Hospital Aldenora Bello, referência no Maranhão no tratamento de câncer, uma pergunta vem sempre à tona: para uma doença tão grave como câncer, por que o poder público não atua em conjunto e de forma eficaz?

Se é no Aldenora Bello que há tratamentos como a radioterapia e este procedimento é indispensável em alguns tratamentos, por que deixar suspender? Se é a unidade de saúde que presta o atendimento especializado a crianças com câncer, por que deixar os serviços serem suspensos?

As questões, claro, devem ser direcionadas ao poder público. Os municípios não têm hospitais que tratem este tipo de doença. Nada mais justo as prefeituras contribuírem com o Aldenora Bello.

O Estado também não tem a estrutura do Aldenora Bello para combate ao câncer. Por isso, deveria investir no hospital.

Mas esses investimentos são poucos, concentrados em poucos serviços. No entanto, a demanda é grande.

O deputado Eduardo Braide (sem partido) lembrou que existe o Fundo de Combate ao Câncer no Maranhão e diz que, se usado, ajudaria.

Mas não seria a solução. A união dos poderes públicos e da sociedade pode manter em funcionamento o hospital, que é referência no Maranhão no tratamento de uma doença tão grave como o câncer.

Estado Maior

sem comentário »

Fundo de Combate ao Câncer é mantido até 2030

0comentário

O deputado Eduardo Braide comemorou a aprovação da PEC 003/2018, de sua autoria, aprovada nesta terça-feira (7), que assegurou a prorrogação do Fundo Estadual de Combate ao Câncer até o ano de 2030. (clique aqui e veja a mensagem de Braide)

“É assim que o Fundo Estadual de Combate ao Câncer vai continuar cumprindo com o seu papel. Garantindo recursos necessários para as pessoas que buscam o atendimento contra a doença. Um instrumento importante na luta pela vida”, destacou o parlamentar.

Eduardo Braide também ressaltou o repasse que será feito à Fundação Antônio Dino, responsável pelo Hospital Aldenora Bello.

“É justamente o Fundo que vai assegurar mais de R$ 3 milhões ao Aldenora Bello, pioneiro e referência no tratamento contra o câncer no Maranhão, para que o hospital não suspenda alguns de seus serviços essenciais. É dessa forma que o Fundo alcança seu principal objetivo: garantir que os maranhenses tenham o atendimento adequado sem interrupções”, explicou.

O Fundo Estadual de Combate ao Câncer, é fruto de uma Emenda Constitucional (EC n° 063/2011), de autoria do deputado Eduardo Braide. Ele assegura recursos no combate à doença, oriundos de 5% do ICMS sobre a venda de cigarros e derivados de tabaco e 3% do imposto sobre a venda de bebidas alcoólicas.

sem comentário »