Eduardo Braide vai ficar sozinho nessa briga?

1comentário

Ainda não vi qualquer manifestação dos deputados, exceto a Eduardo Braide sobre a MP do governador Flávio Dino que altera o Conselho Estadual de Esporte e Lazer do Maranhão e o Fundo Estadual de Esportes.

Vários parlamentares se dizem defensores da causa esportiva, senão vejamos. Sérgio Frota é presidente do Sampaio e levou recentemente para o clube os deputados Josemar de Maranhãozinho e Othelino Neto.

O deputado Cabo Campos é conselheiro do Moto. Rigo Teles tem ligações com o Cordino. Além desses, Sousa Neto e Roberto Costa, dentre outros parlamentares também tem atuação política na área esportiva.

Neste sentido, esses parlamentares deveriam juntar forças a Eduardo Braide que a meu ver está sozinho nessa luta em defesa do esporte.

“A Medida Provisória do Governo do Estado retira uma série de representatividades importantes do Conselho Estadual de Esporte e Lazer, além de outras arbitrariedades. Esta medida enterra tudo aquilo que poderia vir de incentivo para o esporte maranhense, que conta com os recursos que estão no Fundo”, disse Braide.

Por tudo isso, seria fundamental a participação de todos os deputados que defendem a causa do esporte na audiência pública que acontecerá na segunda-feira e mais do que isso que mostrem força e digam não a essa proposta do governo.

Além dos deputados, imprensa esportiva, federações e entidades esportivas devem se juntar a essa causa.

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Braide cobra Fundo de Combate ao Câncer

1comentário

No Dia Estadual de Combate ao Câncer, o deputado Eduardo Braide usou a tribuna, nesta segunda-feira (27), para cobrar o funcionamento do Fundo Estadual de Combate ao Câncer.

“Eu tenho viajado pelo interior do Estado e vejo a falta que faz um mamógrafo, a falta que faz o tratamento de quimioterapia e radioterapia. Hoje, são muitas as pessoas que precisam se deslocar até a capital ou Imperatriz para tentar conseguir o tratamento contra o câncer. O Fundo Estadual de Combate ao Câncer precisa ser implantado definitivamente. Já passou da hora! Não há mais nenhum motivo para que os maranhenses não tenham acesso a esses recursos para combater essa doença”, afirmou o deputado.

Eduardo Braide fez ainda um alerta sobre a incidência de câncer no país. Ele reforçou que é preciso ações efetivas no combate à doença.

“Só para que se tenha uma ideia, a estimativa de incidência de câncer no Brasil em 2016 e 2017 diz que serão registrados quase 600 mil casos da doença no país. Portanto, essa é uma situação que precisa de nossa atenção e do nosso trabalho, já que milhares de maranhenses lutam contra esse mal diariamente”, disse.

O parlamentar finalizou o discurso solicitando que o governador do Estado efetive, em caráter de urgência, o repasse dos valores destinados ao Fundo Estadual de Combate ao Câncer. Os recursos são oriundos de 5% do ICMS sobre a venda de cigarros e derivados de tabaco e 3% do imposto sobre a venda de bebidas alcoólicas.

“O Fundo já foi regulamentado, tem o seu Conselho Consultivo instituído, mas nunca houve o repasse dos recursos que constituem a sua receita. Os recursos do Fundo já poderiam ter ampliado e melhorado consideravelmente o diagnóstico e o tratamento das pessoas com câncer. Por isso, apresentei um requerimento solicitando do governador do Estado o repasse, em caráter de urgência, dos recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer. O requerimento, aprovado por unanimidade, já foi encaminhado para o governador. Portanto, reforço o pedido de que ele tenha a sensibilidade de implantar de forma definitiva o Fundo Estadual de Combate ao Câncer. Essa medida ajudará milhares de maranhenses”, finalizou Eduardo Braide.

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Deputado propõe criação de Fundo para Moradia

0comentário

CesarPires

O deputado César Pires (DEM) anunciou, na sessão desta segunda-feira (23), que vai propor a criação do Fundo de Desenvolvimento para Moradias no Maranhão, por conta do Governo do Federal discriminar o estado e não executar as construções de habitações previstas para os maranhenses.

Pires explicou que os recursos para o Fundo virão das multas que o estado vier arrecadar do Detran, da Secretaria da Fazenda, da Secretaria do Meio Ambiente e de outros órgãos. O parlamentar garantiu que esse tipo de Fundo já existe em outros estados, a exemplo de Goiás. Lá tem o cheque-moradia, o Fundo Moradia e alternativas que o governo estadual encontrou para poder superar as dificuldades.

“Parece que o Maranhão é um estado fadado ao descrédito por parte do Governo Federal. Das metas pré-estabelecidas, de duas mil, setecentas e fração de moradias, apenas 850 estão conclusas”, afirmou o parlamentar, ao tratar do PAC do Rio Anil e com grandes chances do projeto não vir a ser concluído, revelação feita pela própria superintendente de projetos do Ministério das Cidades, na audiência realizada nesta segunda (23).

O deputado questionou a lentidão do projeto habitacional, a exemplo do que acontece em relação à duplicação da BR-135. “Às vezes eu me pergunto: todos os projetos do Governo Federal que vêm para o Maranhão e são dois gigantes, uma duplicação e outro o Rio Anil, estão fadados a desaparecerem?”.

César Pires informou que recebeu informação de que as máquinas vão ser retiradas da duplicação e há risco da substituição do superintendente do DENIT. O deputado contou que participou da audiência pública presidida pelo deputado Hildon Rocha, onde estavam presentes o deputado Pedro Fernandes e o deputado Marcos Abrão, do Goiás, além da Alexandra Villar e de Flávia Alexandrina, secretária das Cidades.

“É triste a forma como às vezes querem conduzir a situação, mas o que eu senti ali foi que nós queremos apenas fazer uma historiografia de todo um levantar daquela situação que nos levou ou que nos levará a um epílogo, que eu digo “sem você, sem sucesso. É triste a gente ser testemunho dessas situações”, analisou.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »