Disputa saudável

0comentário

gastaoelobaofilhoA dúvida da governadora Roseana Sarney (PMDB) sobre permanecer no governo ou renunciar para disputar cadeira no Senado abriu caminho para uma corrida que prosseguirá ou não, dependendo da posição que ela vier a tomar. A disputa pela vaga de senador ganhou uma dimensão pouco vista nessas arrumações partidárias pré-eleitorais. E a movimentação maior se dá exatamente no grupo por ela liderado, num saudável embate que tem de um lado o deputado federal Gastão Vieira (PMDB) e o suplente de senador no exercício do mandato Lobão Filho (PMDB).

Dono de um currículo como gestor público – que inclui secretarias de Estado e o Ministério do Turismo – e como político militante – um mandato de deputado estadual e cinco de deputado federal, consecutivos, tempo em que se destacou no Congresso Nacional como especialista em educação -, o deputado federal Gastão Vieira se credencia à vaga de candidato a senador com um lastro de que nenhum político em busca de mandato dispõe.

Lobão Filho entra como o oposto, mas com um lastro respeitável como empresário e o exercício de três anos como senador, período no qual se firmou como parlamentar numa Casa onde só os craques se sobressaem. Tem a seu favor a jovialidade, a desinibição, a disposição para o embate, muita coragem política e, agora, uma nítida vontade de seguir em frente como representante da geração de políticos que vão comandar o Maranhão a partir de agora.

Todas as avaliações na cúpula do grupo concluem que, caso a governadora Roseana Sarney bata martelo para permanecer no governo até o final do mandato, o candidato a senador será um deles.

Gastão Vieira e Lobão Filho ocuparam os espaços na hora certa, se credenciaram e, como disse o presidente do PMDB, senador João Alberto, qualquer um dos dois terá o apoio total do partido.

Coluna Estado Maior/ O Estado

sem comentário »